15 de julho de 2018

4 livros adolescentes para você ler

em 15 de julho de 2018

6 comentários
Oi gente! Eu amo YA's ou qualquer livro que tenha uma temática mais adolescente, por isso resolvi indicar alguns livros para vocês lerem. Alguns deles são mais despretensiosos mas com toda certeza trazem uma grande lição em suas páginas.

14 de julho de 2018

O contrato - Melanie Moreland | Resenha

em 14 de julho de 2018

10 comentários

Um tirano de dia, um playboy de noite. Essa é a reputação de Richard VanRyan. Ele vive a vida do jeito que quer, sem se preocupar com a opinião dos outros. Ele não se importa com ninguém, é completamente impenitente e não tem vontade de mudar seus modos.Katharine Elliott trabalha para Richard como sua assistente. Ela despreza a ele e seus modos questionáveis, mas aguenta todo o lixo que ele joga em seu caminho, porque ela precisa do trabalho. Seu objetivo final é muito mais importante do que o abuso diário e exige que ela tolere seu chefe tirano e desagradável.
Até o dia em que ele lhe pede algo que ela nunca esperou. Um novo papel com um contrato pessoal - noiva, em vez de assistente.
O que acontece quando duas pessoas que se detestam, têm de viver juntos e agir como se eles estivessem apaixonados?
Faíscas.
Isso é o que acontece.
O poder do amor pode realmente mudar uma pessoa?
Será que eles vão sobreviver ao contrato?
O que você faz quando a pessoa que mais odeia torna-se a única que você não pode viver sem?
Romance | 371 páginas | Editora PandorgA 

Richard Van Ryan é um publicitário muito bem sucedido em seu trabalho. Ele é criativo, inteligente, sexy, rico e bonito, mas tem um enorme defeito: é egoísta, arrogante e um ogro com sua assistente Katharine Elliot. Os dois se desprezam e mesmo Richard agindo como uma filho da puta com ela, pedindo coisas absurdas para ela fazer e sempre a humilhando, ela ainda assim executa seu trabalho perfeitamente, o que o impede de demiti-la, o que é tudo o que ele gostaria.

Até que Richard é passado pra trás no trabalho, perdendo a sociedade que tanto trabalhou para conseguir. Ele então quer se vingar de seu chefe e o melhor jeito de fazer isso é indo trabalhar para outra agência concorrente, o Grupo Garvin. O problema é que Graham, o dono da empresa, nunca aceitaria trabalhar com o tipo de Richard, um playboy mulherengo. Ele dá valor a família fora e dentro do trabalho.

Para contornar isso, Richard impõe que sua assistente passe por sua noiva. A princípio ela não aceita a ideia mas há muito mais em seu passado que a faz aceitar. O contrato valeria por apenas três meses, mas Graham e sua família se mostram tão impressionados com o novo casal, principalmente com Katherine que é um amor de pessoa, que eles acabam se casando de verdade e estendendo o prazo para um ano. 

13 de julho de 2018

Amor em Manhattan - Sarah Morgan | Resenha

em 13 de julho de 2018

12 comentários
Um romance brilhante sobre três amigas que decidem abraçar a vida – e o amor – em Nova York. Calma, competente e organizada, Paige Walker adora um desafio. Depois de passar a infância em hospitais, ela quer mais do que tudo provar seu valor – e que lugar pode ser melhor para começar sua grande aventura do que Nova York? Mas quando ela perde seu emprego dos sonhos, Paige vai descobrir que o maior desafio será ser sua própria chefe! Só que abrir sua própria empresa de organização de eventos e concierge não é nada comparado a esconder sua paixonite por Jake Romano, o melhor amigo do seu irmão e o solteiro mais cobiçado de Manhattan. Mas quando Jake faz uma excelente proposta para a empresa de Paige, a química entre eles acaba se tornando incontrolável. Será que é possível convencer o homem que não confia em ninguém a apostar em um feliz para sempre? O primeiro livro da série para 'Nova York, com amor' traz um enredo empolgante e divertido, com personagens superando situações inusitadas em busca do seu final feliz.
Chick-lit | 384 páginas | Editora Harlequin Brasil 

Pagie Walker sempre foi muito protegida pela família devido a uma doença cardíaca que teve quando era adolescente. Agora mais velha, ela quer tomar suas próprias decisões e por isso o emprego na Estrela Eventos é tão importante para ela. Ele lhe dá confiança e segurança, algo que as ruas de Manhattan tem muito a oferecer.

Só que por golpe do destino, ela e suas amigas, Frankie e Eva, que também trabalham juntas, acabam sendo demitidas. Sem saber o que fazer, elas procuram desesperadas outro emprego, até porque a vida em Nova York não é nada barata. Mas Jake Romano, melhor amigo de Matt, o irmão mais velho de Paige, tem a brilhante ideia de que elas deveriam abrir o próprio negócio. É claro que de cara a ideia soa absurda, até porque Paige não tem confiança para abrir algo seu ainda, mas com um empurrãozinho e provocações de Jake, as três amigas viram sócias e acabam criando a Gênio Urbano, uma empresa de eventos e também de serviços de concierge. 

12 de julho de 2018

Veneno - Mia Sheridan | Resenha

em 12 de julho de 2018

16 comentários
Cada livro da coleção Signos do Amor é inspirado nas características de um signo do Zodíaco. Esta história se baseia na mitologia de Escorpião e fala sobre os acasos da vida.Grace Hamilton tem 23 anos e é estudante de direito. Após as dificuldades enfrentadas na infância, ela faz de tudo para não decepcionar o pai, segue todas as regras, é dedicada e cheia de planos. Porém, após viajar para uma conferência de direito em Las Vegas e conhecer Carson Stinger, ela começa a repensar a vida.Sexy e impulsivo, Carson é um ator que gosta de curtir o momento e nunca se apegou a ninguém. Mas isso muda quando seu caminho cruza com o de Grace, uma universitária certinha e diferente de todas as mulheres que ele já conheceu.Ao longo de um fim de semana inesquecível, eles superam os próprios preconceitos e se entregam ao desejo. Pela primeira vez na vida, Grace se permite quebrar as regras e Carson se deixa envolver de verdade. Quando se despedem, nenhum dos dois é mais o mesmo, mas ambos têm certeza de que jamais voltarão a se ver.Contudo, anos depois eles estão de novo frente a frente: ele, apoiando o amigo acusado de homicídio; ela, sendo a promotora encarregada do caso. Mais uma vez a chama da paixão se acende em Carson e Grace e as circunstâncias parecem afastá-los. Se a vida nem sempre pode ser planejada, será que o acaso conseguirá ajudá-los a ficar juntos? 
Romance | 352 páginas | Editora Arqueiro 

Grace Hamilton é uma aluna de direito que viaja para Las Vegas para assistir a uma conferência. Ela é toda certinha, uma pessoa que vive com base nos planos que um dia traçou para sua vida, até que ela esbarra acidentalmente em Carter Stinger, ator pornô heterossexual que também está no mesmo hotel que Grace, porém para uma conferência de conteúdo adulto.

A animosidade entre eles se faz presente desde o início, mas bastou duas horas presos no elevador para uma conexão entre eles nascer. Carter tem a mente aberta e sabe o que quer, além de ser sedutor e lindo como o pecado. Tudo o que ele oferece a essa garota toda certinha é um fim de semana longe de toda a segurança que ela deseja. Chega de planos. Disposta a sair do conforto e provar o desconhecido, Grace aceita.

Os dois dias que passam juntos é regado a muito sexo e a segredos revelados. Eles se abrem um com o outro como nunca tinham feito com alguém, contam seus medos, suas motivações, sobre a família e descobrem que esse encontro entre eles sempre será um catalisador na vida de cada um.

11 de julho de 2018

Big Rock - Lauren Blakely | Resenha

em 11 de julho de 2018

24 comentários

A maioria dos homens não entendem as mulheresSpencer Holiday sabe disso. E ele também sabe do que as mulheres gostam.E não pense você que se trata só de mais um playboy conquistador. Tá, ok, ele é um playboy conquistador, mas ele não sacaneia as mulheres, apenas dá aquilo que elas querem, sem mentiras, sem criar falsas expectativas. “A vida é assim, sempre como uma troca, certo?”Quer dizer, a vida ERA assim.Agora que seu pai está envolvido na venda multimilionária dos negócios da família, ele tem de mudar. Spencer precisa largar sua vida de playboy e mulherengo e parecer um empresário de sucesso, recatado, de boa família, sem um passado – ou um presente - comprometedor... pelo menos durante esse processo.Tentando agradar o futuro comprador da rede de joalherias da família, o antiquado sr. Offerman, ele fala demais e acaba se envolvendo numa confusão. E agora a sua sócia terá que fingir ser sua noiva, até que esse contrato seja assinado. O problema é que ele nunca olhou para Charlotte dessa maneira – e talvez por isso eles sejam os melhores amigos e sócios. Nunca tinha olhado... até agora.
Chick-lit, erótico, romance | 224 páginas | Editora Faro Editorial  

Comentei com vocês em um post do Abandonei sem dó que eu tinha desistido da leitura de Mister O, segundo livro da série escrita pela Lauren Blakely, que sucede Big Rock. Mesmo assim eu não perdi as esperanças e resolvi ler o primeiro livro já que as resenhas eram ótimas. Acontece que eu não só adorei como também quero tentar ler de novo Mister O agora.

Spencer Holiday é um playboy mulherengo de Nova York. Ele é sócio e dono do bar The Lucky Spot juntamente com sua melhor amiga Charlotte. Apesar do seu pai ser dono de uma rede de joalherias muito famosa, a Katherine's, Spencer conseguiu dinheiro e prestígio depois que criou e vendeu um aplicativo de relacionamentos. 

Mas agora seus dias de Don Juan terão que acabar. Seu pai está querendo vender a loja para o sr. Offerman, um homem muito tradicional e conservador, que abomina todo o passado conquistador de Spencer. Para ajudar nas transações, ele inventa que está namorando Charlotte, mas como nem ele consegue controlar sua língua, o namoro conseguiu o status de noivado em pouco tempo. Agora ele precisa convencer sua melhor amiga a embarcar nessa roubada até que o contrato tenha sido fechado, mas é difícil passar indiferente a essa situação se os dois amigos se sentem tão balançados um pelo outro. 

10 de julho de 2018

Como incentivar o público masculino a ler mais livros

em 10 de julho de 2018

30 comentários
O percentual de leitores no Brasil tem aumentado ao longo dos anos. Entre 2011 a 2015, foram 6 pontos acima da porcentagem na última pesquisa, ou seja, 52% da população lê em média até 4 livros por ano. É pouco se comparado ao tanto que a gente lê aqui no blog, mas é melhor do que nada. A tendência é esse número crescer, e como vocês podem reparar, o número de leitores continua sendo em sua maioria feminino. O ideal seria que tanto mulheres quanto os homens pudessem desfrutar da literatura e por isso vou dar algumas dicas e conversar com vocês sobre formas de incentivar o público masculino a ler mais. 


TOPO