Facebook

[Resenha] Belo Desastre, de Jamie McGuire @Verus

Título: Belo Desastre
Autor: Jamie McGuire
Lançamento: 2012
Páginas: 392
Gênero: Literatura Estrangeira / Romance
Editora: Verus

Sinopse: Abby Abernathy é uma boa garota. Ela não bebe nem fala palavrão, e tem a quantidade apropriada de cardigãs no guarda-roupa. Abby acredita que seu passado sombrio está bem distante, mas, quando se muda para uma nova cidade com America, sua melhor amiga, para cursar a faculdade, seu recomeço é rapidamente ameaçado pelo bad boy da universidade. Travis Maddox, com seu abdômen definido e seus braços tatuados, é exatamente o que Abby precisa e deseja evitar. Ele passa as noites ganhando dinheiro em um clube da luta e os dias seduzindo as garotas da faculdade. Intrigado com a resistência de Abby ao seu charme, Travis a atrai com uma aposta. Se ele perder, terá que ficar sem sexo por um mês. Se ela perder, deverá morar no apartamento dele pelo mesmo período. Qualquer que seja o resultado da aposta, Travis nem imagina que finalmente encontrou uma adversária à altura. E é então que eles se envolvem em uma relação intensa e conturbada, que pode acabar levando-os à loucura.
Depois de tanto enrolar, resolvi dar uma chance a série dos Irmãos Maddox, publicado pela Editora Verus. Não conhecia a autora, mas demorou muito pouco para que eu começasse a gostar muito dela e admirar seu trabalho. Abby Abernathy é uma jovem de 18 anos que acaba de ingressar na faculdade de Eastern procurando um novo começo, tentando afastar-se de seu passado. Com a ajuda de sua melhor amiga America e o namorado dela, tudo isso parece possível.

Mas o sossego que ela tanto quer acaba quando ela conhece Travis Maddox, um aluno bad-boy que participa de lutas ilegais para conseguir dinheiro. Assim que se conhecem em uma de suas lutas, Travis fica encantado por Abby e ela logo o dispensa, mas isso só serve para atiçar mais ainda o interesse que ele sente por ela. Vivendo em polos completamente diferentes eles acabam formando uma amizade. 

[Resenha] A escolha, de Nicholas Sparks @Novo Conceito

Título: A escolha
Autor: Nicholas Sparks
Editora: Novo Conceito
Páginas: 240
Ano: 2013
Gênero: Romance

Sinopse: A Escolha conta a história de duas pessoas bem diferentes: Gabby, uma mulher da Carolina do Norte (EUA), que sempre obedeceu aos pais, comportou-se bem e nunca arranjou muito tempo para si, e Travis, o veterinário da cidade, que adora viver nos extremos, com seus esportes radicais.
Acontece que Gabby e Travis têm algo em comum: são vizinhos e amam cachorros. Ele tem um boxer gigante e ela, uma border collie. E graças aos cães, os vizinhos se conhecem.
No entanto, apesar de suas tentativas, Travis, não consegue agradar a linda ruiva Gabby, que, definitivamente, parece não gostar dele.
Até o dia em que resolvem tentar de novo e se conhecer começando pelo "oi". A partir daí, a relação entre os dois muda completamente...
Abrangendo os anos agitados do primeiro amor, casamento e família, A Escolha nos faz refletir sobre a questão mais difícil de todas: até onde você iria para manter o amor da sua vida?
Eu nunca acreditei em tramas clichês, particularmente para mim isso não existe, já que o livro pode ter o mesmo tema e até com nomes de personagens iguais, mas o que vai mudar a trama, sem dúvida, é a forma como o autor põe a situação no papel, a narração, os fatos, e claro, a emoção.
Desde sempre tenho uma relação amor e ódio com os livros do Nicholas Sparks, às vezes amo suas obras, mas nas outras vezes eu me decepciono com alguns livros. Esse infelizmente me desapontou, pois eu tinha uma grande expectativa porque tinha lido noites de tormenta e eu gostei muito do livro.
O contexto todo do livro é a escolha dos personagens, já que ele é dividido em duas partes. A primeira parte conta a história de como os protagonistas se conheceram. Gabby uma jovem médica se muda para uma pequena cidade chamada de Beaufort, sul da Carolina do Norte, para ficar perto de seu namorado que vive em uma cidade vizinha. Já Travis o vizinho de Gabby, é um veterinário que vive de uma forma livre e que não quer se prender a ninguém. Eles se conhecem por intermédio de seus cachorros, no começo é uma briga “fingida” que não convence o leitor, e depois insistem em uma amizade na base da tortura porque nesse ponto eles já estão apaixonados.
Esses livros que os casais batem o olho no outro e já imaginam se casando ou tendo filhos, me irrita bastante. Não é que eu queira uma coisa no esquema vida real, mas devia haver um contexto, uma situação, a vivencia para uma paixão.
A parte dois do livro, foi o que salvou a obra, apesar de ter uma enrolação absurda na escolha que o Travis ia tomar, foi a melhor parte do livro. O ponto de vista dele depois de 10 anos de casamento é diferente do de 10 anos antes. É muito bom ver protagonistas que amadurecem com o tempo.
      “ A alegria às vezes era apenas uma ilusão. ” (Pág. 156)
O livro é extremamente cansativo na primeira parte, mas já na segunda a um desenvolvimento, uma empolgação que fica mais fácil a leitura.

[Resumo do mês] Livros lidos em Julho/2016

Oi gente, como estão vocês? Antes de mais nada, espero muito que todos estejam bem. Eu também já quero lhes dizer que nestas férias, ambas da faculdade e trabalho, vou ficar um tempo sem postar. Eu quero descansar e como percebem, posto todo santo dia, fazendo isso acabo não descansando nada, espero que entendam. Eu havia passado por uma barra mês passado como alguns sabem lendo os posts da coluna Desabafos de uma Leitora. Não vou entrar nos detalhes porque não é a questão, mas já posso dizer que enfim estou seguindo e frente e voltando a minha rotina.