31 agosto 2016

músicas antigas que enchem meu coração de nostalgia

Olá, leitores. Como vão? Saindo um pouquinho do tema livros, outra coisa que eu amo é música. Muita gente vai concordar comigo quando eu digo que música é uma das melhores coisas que o ser humano foi capaz de inventar. No meu caso, eu amo quase todos os gêneros, mas o meu preferido é o rock, seguido de eletrônica, sertanejo e mpb. Mas se caso eu estivesse em uma festa onde tivesse reggae e rap, pode saber que eu estaria escutando e cantando feliz.

Neste post eu vou citar aquelas músicas antigas (e nem sempre tão antigas assim) que fazem meu coração se encher de nostalgia, daquelas bem gostosinhas mesmo. Para uma pessoa que ama nostalgia, qualquer coisa me faz lembrar de algo, como eu disse em um post sobre livros que deveriam se chamar nostalgia, por isso é um prazer imenso citar essa músicas e claro, indicá-la a todos vocês a ouvirem.

Resumo do mês: Agosto/2016

Dizem que o mês de Agosto é o que mais demora para passar no ano, e mesmo não acreditando muito nisso, acredito que esta "demora" me ajudou muito a colocar algumas leituras em dia. Sem falar que fiquei muito feliz por ter saído da minha ressaca literária (estou de vento em polpa!). Claro que tem alguns livros que ainda estou com preguiça de terminar, mas aos pouquinhos sei que todos estarão finalizados.

De novidade... o Leitora Encantada fez uma parceria com mais um blog! Um Jovem no Mundo das Leituras é muito recente, por isso, quem quiser ajudar a visitar e a seguir o blog, eu agradeço muito. E se você também quer fazer parte das nossas parcerias, mande uma mensagem para mim através da aba contato. Nós iremos adorar te receber aqui!

O post mais visitado neste mês foi a resenha de Belo Desastre, com 109 views e 29 comentários. E em segundo lugar foi o post sobre as mudanças no layout e o sorteio do livro O Guardião de Memórias com 70 views e 7 comentários.

Esse mês as minhas leituras renderam bastante, como dito acima, e eu tive o prazer de ler muitos livros YA e NA, minha paixão. As resenhas dos respectivos livros estão abaixo do post! Abraços.
8 Segundos 
Entre o amor e a vingança
O lado feio do amor
Três coisas sobre você
Namorado de aluguel
Bela redenção
Confissões de uma garota excluída, mal-amada e (um pouco) dramática
O ar que ele respira
Deslumbrante
A turma
Batte Royale


29 agosto 2016

[Resenha] Entre o amor e a vingança, de Sarah MacLean @Gutenberg

Título: Entre o amor e a vingança
Autor: Sarah MacLean
Lançamento: 2015
Páginas: 304
Gênero: Romance / Literatura estrangeira
Editora: Gutenberg
Classificação:
Sinopse: O que um canalha quer, um canalha consegue... Uma década atrás, o marquês de Bourne perdeu tudo o que possuía em uma mesa de jogo e foi expulso do lugar onde vivia com nada além de seu título. Agora, sócio da mais exclusiva casa de jogos de Londres, o frio e cruel Bourne quer vingança e vai fazer o que for preciso para recuperar sua herança, mesmo que para isso tenha que se casar com a perfeita e respeitável Lady Penélope Marbury.
Após um noivado rompido e vários pretendentes decepcionantes, Penélope ficou com pouco interesse em um casamento tranquilo e confortável, e passou a desejar algo mais em sua vida. Sua sorte é que seu novo marido, o marquês de Bourne, pode proporcionar a ela o acesso a um mundo inexplorado de prazeres. Apesar de Bourne ser um príncipe do submundo de Londres, sua intenção é manter Penélope intocada por sua sede de vingança - o que parece ser um desafio cada vez maior, pois a esposa começa a mostrar seus próprios desejos e está disposta a apostar qualquer coisa por eles até mesmo seu coração.
Faz tempo que os romances de época vem me encantando e mais uma vez estou rendida por uma série. Dentre tantas que já ouvi falar, faltava duas para começar: esta - O Clube dos Canalhas da autora Sarah MacLean e Quatro Estações do Amor da Lisa Keyplas.  Pois já fiquem sabendo que amei esta história incrível e a seus personagens e já estou migrando para os próximos volumes.

Michael, o marquês de Bourne, acabou perdendo toda a sua fortuna - terras, casas e imóveis -, por uma simples carta. Erro daquele que não deveria apostar demais. Disposto a tomar tudo que lhe foi tomado, principalmente o solar Falcowell, onde morou a infância inteira, ele vem tramando sua vingança por exatos nove anos. Neste meio tempo, acabou se tornando sócio do cassino e clube para cavalheiros, o Anjo Caído, dobrando sua riqueza. 

27 agosto 2016

Pra quê casar se eu posso ler?

Casamentos são tudo de bom! É sempre bom estar presente no momento mais especial da vida de alguém. Mas o melhor de tudo mesmo é a festa após a cerimônia, já que ela é cercada de elementos que deixam tudo com um quê especial. Sem falar na comida! Tem coisa melhor do que comer bolo de casamento e os docinhos? Difícil resistir, não é? Então por que diabos o título do post é 'Pra quê casar se eu posso ler?' se eu amo tantos casamentos? É uma brincadeira, gente! Minha tia vai se casar e eu resolvi fazer esse post pensando em diversos livros que falam sobre a temática ou que abordam ela no enredo. Por isso, vou indicar alguns para vocês, vamos dar uma olhada?

Série Quarteto de Noivas
Essa série é para aqueles que gostam de um romance leve e com poucas reviravoltas. A série Quarteto de Noivas, da Nora Roberts fez grande sucesso assim que foi lançada aqui no Brasil. Eu mesma já li todos os livros e ainda posso sentir os sentimentos que tive ao finalizar cada leitura. O título já diz tudo sobre o livro, não? Pois é. Para quem gosta de saber mais sobre os bastidores de um casamento, esse livro é o ideal pois ele aborda essas quatro temáticas: fotografia, decoração, comida e cerimônia.

26 agosto 2016

[Resenha] Battle Royale, de Koushun Takami @Globo Livros

Título: Batte Royale
Autor: Koushun Takami
Lançamento: 2014
Páginas: 664
Gênero: Distopia / Drama / Romance / Suspense e Mistério 
Editora: Globo Livros
Classificação:
Sinopse: Battle Royale é um thriller de alta octanagem sobre violência juvenil em um mundo distópico, além de ser um dos best-sellers japoneses e mais polêmico entre os romances. Como parte de um programa implacável pelo governo totalitário, os alunos do nono ano são levados para uma pequena ilha isolada e recebem um mapa, comida e várias armas. Forçados a usarem coleiras especiais, que explodem quando eles quebram uma regra, eles devem lutar entre si por três dias até que apenas um "vencedor" sobreviva. O jogo de eliminação se torna a principal atração televisiva de reality shows. Esse clássico japonês é uma alegoria potente do que significa ser jovem e sobreviver no mundo de hoje. O primeiro romance do jornalista Koushun Takami, tornou-se um filme ainda mais notório pelo diretor de 70 anos de idade, Kinji Fukusaku.
Todos sabem minha aversão a distopia e os demais gêneros do tipo, mas desde que vi uma resenha falando sobre Battle Royale, resolvi parar com esse receio e ler de uma vez. Demorou, o livro tem quase 700 páginas, mas juro que valeu cada minuto. Nunca li nada parecido - mesmo tentando ler Jogos Vorazes -, porque as diversas emoções que senti ao ler sobre os personagens deste enredo foram seriamente conflitantes.

Há cada dois anos, uma turma do 9º ano das cinquenta escolas da Grande Ásia Central, que tem um regime totalitário, é escolhida para participar de um programa com o objetivo de melhorar a Defesa Nacional. O programa é fatal e consiste na luta entre os estudantes, só um pode sobreviver e por isso, muitas pessoas tem medo de serem escolhidos. Neste ano em questão, a turma de Shuya Nanahara foi escolhida e eles farão de tudo para sobreviver.

24 agosto 2016

[Resenha] A Turma - Memórias de uma garota que não sabia ser feliz sozinha, de Alissa Grosso @Gutenberg

Título: A turma - Memórias de uma garota que não sabia ser feliz sozinha
Autor: Alissa Grosso
Lançamento: 2013
Páginas: 288
Gênero: Jovem Adulto
Editora: Gutenberg
Classificação:
Sinopse: O ensino médio está prestes a acabar, mas ela tem medo de perder tudo o que faz dela quem ela é. Até que seu grande segredo é descoberto…
Este romance conta a história de Hanna Best, uma líder popular idolatrada e a estrela do ensino médio de sua escola. A turma existe por causa de Hanna, e tudo gira em torno dela, mesmo com o apoio incondicional das amigas Gilda, Olivia, Sheila e Patrícia, além de Alex, seu namorado fofo, gentil e amoroso. Todos estão sempre lá para ajudar. As amizades, o colégio e a rotina são sua referência e segurança no mundo, mas essa vida está prestes a acabar com o fim do ensino médio, e isso é apavorante para a jovem.
Porém as coisas começam a ruir bem antes, quando uma reviravolta revela o profundo e chocante segredo de Hanna, que só Alex conhecia. E é somente vencendo dores antigas e questões profundas que uma nova fase poderá começar na vida de todos. Com uma história surpreendente, A turma fará você se apaixonar por Hanna, e sentir na pele os dramas, sentimentos e conflitos adolescentes da protagonista, em uma profunda e comovente narrativa.
Gilda, Olivia, Sheila e Patrícia fazem parte da Turma. A turma só existe por causa de Hanna Best, foi ela que trouxe todas essas meninas completamente diferentes para dentro de seu grupo. Cada uma delas tem personalidade completamente distintas. Gilda é a mais agressiva por usar roupas pretas e maquiagem dramática. Olivia é a melhor amiga de Hanna, a conhece desde que tinham cinco anos. Sheila acabou entrando por acaso na Turma e faz de tudo para tomar o lugar da líder, a Hanna e Patrícia é a mais tímida, sempre que pode se esconde atrás da lente da sua câmera.

Todas elas acreditam que Alex, o namorado de Hanna é completamente antiquado para ela, já que ela merece alguém melhor sendo a mais popular do colégio, não um cara sensível que só sabe chorar e ficar sozinho. Tudo parece estar a mil maravilhas, mas a cada momento que Hanna se aproxima da formatura do último ano, ela sente que tudo que construiu acabará e sente um medo imenso dessas mudanças. Para eternizar os momentos, Hanna fará de tudo para mostrar sua marca. 

23 agosto 2016

Livros nacionais que merecem sua atenção #1

Olá, como vai? A literatura nacional infelizmente ainda é pouco reconhecida. Mesmo que alguns leitores gostem de ler todo tipo de coisa, é muito difícil darmos o devido valor a alguns autores nacionais, por isso, eu resolvi indicar neste post três livros nacionais que merecem sua atenção e assim por diante, indicarei mais outros três livros a cada semana. Isso ajudará a conhecermos mais sobre a nossa literatura e vai incentivar também a lerem outras obras.

A droga da obediência
Esse livro é uma delícia! Pedro Bandeira é um autor renomado  da literatura brasileira mas é quase impossível, nos dias atuais, você ver alguém lendo um de seus livros, por isso A droga da obediência é o pedido certo se você quer conhecer mais sobre a narrativa do autor, que envolve mistério, suspense e uma gama de acontecimentos que irão te tirar o fôlego. Eu não daria nada para o livro, mas posso dizer que ele rende uma leitura maravilhosa! Vale muito a pena.
Sinopse: Uma turma de adolescentes enfrenta o mais diabólico dos crimes. Num clima de mistério e suspense, cinco estudantes - os Karas - enfrentam uma macabra trama internacional - o sinistro Doutor Q.I. pretende subjugar a humanidade aos seus desígnios, aplicando na juventude uma perigosa droga. E essa droga já está sendo experimentada em alunos dos melhores colégios de São Paulo. Este é um trabalho para os Karas - o avesso dos coroas, o contrário dos caretas.
Sangue de Lobo
Esse é meu livro nacional favorito dentre todas as obras que eu já li, por isso você pode crer que ele realmente tem um toque especial. Rosana Rios e Helena Gomes dão o seu melhor e nos mostra um pouco sobre as lendas misturado com mistério, suspense e claro, a cultura brasileira. Também somos ambientados em cidades como Rio de Janeiro e Minas Gerais, então se você quer um livro rico em história e detalhes, esse é o certo para você.
Sinopse: Em 'Sangue de Lobo', um antigo original de um livro que conta uma história de mistério e morte jaz esquecido num pequeno museu em um restaurante no sul de Minas Gerais. Duas jovens, Ana Cristina e Cristiana, em viagem com a família de Ana, encontram-no e leem a história. Elas ficam assustadas, pois o enredo do livro retrata exatamente o jogo de RPG que elas criaram com amigos em São Paulo. E o mais curioso - a história se passa na cidade onde vão passar as férias. Foi lá que ocorreram crimes em série no início do século XX. E, no mesmo local, 100 anos depois, volta a acontecer uma sequência sinistra de mortes - oito macabras bonecas de porcelana parecem corresponder às vítimas de um insano assassino serial. As histórias do presente e do passado se misturam a partir do lobisomem Hector, um jovem inglês do passado que luta contra a maldição da Lua Cheia.
23 noites de prazer
Não é de hoje que a Julianna Costa nos encanta com seus livros. Ela cria personagens memoráveis e uma narrativa completamente envolvente. Seus livros eróticos trazem o melhor do gênero, fazendo com que coremos com alguns diálogos, mas que fiquemos cada vez mais ávidos pela leitura. 23 noites de prazer é aquele livro que é sarcástico, sexy e que nos leva pelo caminho do auto-descobrimento de uma forma memorável.
Sinopse: Nahia era uma garota tímida, insegura e insatisfeita com o seu trabalho em uma editora. Até conhecer, literalmente, o homem dos seus sonhos. Ao visitá-la durante as noites, Amadeo libertou seus desejos sexuais mais profundos e, desde então, ela teve as experiências mais sensuais, quentes e inusitadas que uma mulher poderia ter!
Essas aventuras ardentes a transformarão em uma mulher confiante e deslumbrante, pronta para desafiar todos ao seu redor para fazer a coisa certa e publicar o livro mais cobiçado do momento!
Espero que tenham gostado do post e das indicações e se caso você já ouviu falar ou leu algum destes, deixe sua opinião sobre o livro para a gente. Tenha um ótimo dia!

22 agosto 2016

[Resenha] Três coisas sobre você, Julie Buxbaum @Arqueiro

Título: Três coisas sobre você
Autor: Julie Baxbaum
Lançamento: 2016
Páginas: 288
Gênero: Jovem Adulto
Editora: Arqueiro 
Classificação: 
Sinopse: Setecentos e trinta e três dias depois da morte da minha mãe, 45 dias após o meu pai fugir para se encontrar com uma estranha que ele conheceu pela internet, 30 dias depois de a gente se mudar para a Califórnia e apenas sete dias após começar o primeiro ano do ensino médio numa escola nova onde conheço aproximadamente ninguém, chega um e-mail. Deveria ser no mínimo esquisito, uma mensagem anônima aparecer do nada na minha caixa de entrada, assinada com o bizarro nome Alguém Ninguém. Só que nos últimos tempos a minha vida tem estado tão irreconhecível que nada mais parece chocante.
Jessie acaba de se mudar de Chicago para a casa da mulher de seu pai na Califórnia, esta que ela nem sabia que existia. Theo, o filho dela, também não gosta nem um pouco dessa mudança e faz da convivência com eles um inferno. Ainda assim, Jessie precisa se acostumar e se adequar a nova escola que é cheia de alunos ricos e esnobes. Suas primeiras semanas são ruins já que a "alta classe" zomba dela. Se ao menos sua amiga Scarllet pudesse estar lá para ajudá-la...

Mas eis que surge um e-mail enviado por "Alguém Ninguém" que resolve ajudar Jessie nessa nova fase, mostrando a ela com quem ela poderia fazer amizade, com quem ela não poderia falar e etc. No começo ela não leva a mensagem a sério e acha que é uma brincadeira, mas acaba aceitando e juntos, ela e AN, fazem uma amizade onde a identidade dele é o ponto central da trama.  

21 agosto 2016

Tag Liebster Award


Oi! Eu fui marcada nessa tag muito legal pelo blog Pedagoga Literária. As regras são as seguintes:
  • Escrever 11 fatos sobre mim;
  • Responder às perguntas feitas pelo blog que nos nomeou;
  • Fazer 11 perguntas novas;
  • Nomear 11 blogs com menos de 200 seguidores.
11 fatos sobre mim
Nunca viajei para o exterior;
Sempre quis ter um gato, mas pelas circunstâncias temos uma cadela nomeada Pipoca;
Quando mais nova eu gostava de desenhar personagens de mangá e/ou anime;
Tenho mais facilidade para fazer amigos homens;
Odeio escrever à caneta;
Gosto muito de andar de patins;
Sou mais apegada a minha tia do que a minha mãe;
Meu gênero musical favorito é rock;
Adorei conhecer João Pessoa, mas eu simplesmente amei Copacabana;
Tenho pavor de besouros;
Gosto muito de conversar, mas detesto ter que cumprimentar as pessoas.

20 agosto 2016

[Resenha] 8 Segundos, de Camila Moreira @Suma de Letras

Título: 8 Segundos
Autor: Camila Moreira
Lançamento: 2015
Páginas: 280
Gênero: Romance
Editora: Suma de Letras
Classificação: 
Sinopse: O que fazer, quando dois mundos totalmente diferentes se chocam em uma realidade não esperada? Pietra sempre teve tudo o que desejava, mas após ser obrigada a passar trinta dias isolada em uma das fazendas da família, ela vai descobrir que nem tudo está ao alcance de suas mãos. Um peão de olhos azuis está tirando o sono da princesa da cidade. Lucas Ranger é um homem ligado às coisas mais simples da vida. Suas maiores paixões são o rodeio, o campo e os animais. Lucas não se deixa levar pelos lindos olhos verdes de Pietra, ele sabe que ela significa problema. Mas será que o cowboy indomável, irá se deixar laçar por uma menina de crista? Oito segundos... uma história de amor e paixão superando as diferenças. 
Porte de uma beleza encantadora e de uma fortuna inimaginável, Pietra de Alcântara faz da vida o que quer. Por ter perdido a mãe quando criança e seu pai sempre a deixou em colégios internos, ela não tem uma boa relação com ele e só se falam quando ela precisa de dinheiro. Vendo que sua filha precisa de rédeas já que ela se tornou uma patricinha fútil e superficial, ele faz um acordo com ela: ela teria que passar 30 dias na fazenda deles e depois disso, Pietra poderia ganhar seu tão sonhado apartamento em Paris.

Ela fica possessa da vida com a condição, mas acaba indo e seu primeiro dia lá não é o dos melhores. Seu encontro com Lucas foi com base em hostilidade e ela acaba o chamando de diversas coisas, inclusive porco já que ele acaba de fazer um parto de uma vaca e cheira muito mal. A moça ainda por cima trata todos os empregados sem nenhuma educação. Mari, a prima de Lucas, vai ter que ficar de babá com Pietra e as duas já deixam claro que não gostam uma da outra. Mas assim que percebe que Lucas, é doutor veterinário e que por trás do cheiro horrível, ele tem um corpo digno de observação e uma beleza encantadora, Pietra coloca na cabeça que precisa tê-lo e fará de tudo para isso acontecer. 

19 agosto 2016

Triângulo amoroso... pra quê?

Título um pouquinho diferente, mas é sobre isso que vamos conversar: triângulos amorosos. Eu não sei se vocês sabem, mas romance em qualquer gênero literário virou praticamente uma obrigação dos autores. Todos arranjam um jeitinho de colocar um casal no meio da história, mesmo que eles não tenham nada a ver ou que a história nem peça. Por existir essa gama tão grande de casais, eu acabei criando aversão a triângulos amorosos. Pense numa coisa que eu simplesmente não gosto! Acho tudo meio batido demais e infelizmente, quanto mais lemos, mais vemos esses triângulos acontecendo.

Não quero ser chata mas neste post resolvi falar sobre minha indignação com essa de sempre colocar dois caras e uma garota. Por que não ser ao menos criativo e colocar duas garotas e um cara? Infelizmente, parece que a indústria da literatura pensa que só pode existir um caso e tem que ser desse jeitinho. Além disso, é quase, digo QUASE impossível você encontrar uma distopia que não tenha um triângulo. No mínimo, tem que ser entre uma mulher que praticamente consegue chamar atenção destes dois caras, mas não tendo nada realmente de especial. No outro caso, um desses homens é amigo da moça e o outro, um completo desconhecido. E quem ela escolhe? O tal cara que ela jamais viu e sabe que não pode confiar.

[Resenha] Namorado de aluguel, de Kasie West @Verus

Título: Namorado de Aluguel
Autor: Kasie West
Lançamento: 2016
Páginas: 250
Gênero: Infanto Juvenil 
Editora: Verus
Classificação: 
Sinopse: Quando Bradley, o namorado de Gia Montgomery, termina com ela no estacionamento do baile de formatura, ela precisa pensar rápido. Afinal, ela vem falando dele para suas amigas há meses. Esta era para ser a noite em que ela provaria que ele não é uma invenção de sua cabeça. Então, quando vê um garoto esperando pela irmã no estacionamento do baile, Gia o recruta para ajudá-la. A tarefa é simples: passar por namorado dela — apenas duas horas, nenhum compromisso, algumas mentirinhas. Depois disso, ela pode tentar reconquistar o verdadeiro Bradley. O problema é que, alguns dias depois do baile, não é em Bradley que Gia está pensando, mas no substituto. Aquele cujo nome ela nem sabe. Mas localizá-lo não significa que o relacionamento de mentira deles acabou. Gia deve um favor a esse cara, e a irmã dele tem a solução perfeita: a festa de formatura da ex-namorada dele — apenas três horas, nenhum compromisso, algumas mentirinhas.
E, justamente quando Gia começa a se perguntar se pode transformar seu namorado falso em real, Bradley reaparece, expondo sua farsa e ameaçando destruir suas amizades e seu novo relacionamento.
Inteligente e maravilhosamente romântico, Namorado de aluguel retrata a jornada inesperada de uma garota para encontrar o amor — e possivelmente até a si mesma.
Gia Montgomery é uma menina de 16 anos que se preocupa muito com as aparências. Seguida por mais duas amigas, ela é presidente do Conselho Estudantil, e pode se dizer que tem a vida perfeita. Pais perfeitos, amigos perfeitos, uma beleza perfeita. Mas Jules, uma nova integrante do quarteto, chega para abalar a vida de Gia e faz de tudo para que suas amigas fiquem contra ela. A sua mais nova implicação foi em não acreditar que Gia tinha um namorado, e seria no baile da escola que Gia mostraria Bradley a suas amigas, tirando qualquer dúvida que Jules pudesse ter.

Mas isso não pode acontecer já que alguns minutos antes de entrar na festa, Bradley acaba terminando o namoro com Gia, e esta fica "arrasada". O que suas amigas iriam pensar dela agora? Para concertar a situação e não se passar por mentirosa, Gia vê um menino lendo um livro no estacionamento e após implorar, ele decide se passar por seu namorado naquela noite. No final, ele terminaria com ela na frente de suas amigas e sua vida voltaria ao normal.

18 agosto 2016

7 livros que deveriam se chamar nostalgia

Oi, como vão? Depois de ter visto um post incrível no blog Caligrafando-te, e ter me apaixonado pela escrita da Kelly, eu resolvi não ser nem um pouco criativa e copiei a ideia dela, por isso neste post vou falar sobre os 7 livros que deveriam se chamar nostalgia. Eu amo nostalgia! É sério. Muita gente não gosta, porque acredita que isso o faz se sentir velho e ás vezes lembrar de algumas coisas e do tempo que passou faz nós termos o sentimento de perda, mas no meu caso, sinto-me feliz ao lembrar daqueles momentos especiais que passei na infância ou na minha adolescência. Então embarque comigo nestas histórias e relembre também.

7. Harry Potter
Eu devo começar pela coisa que me faz sentir mais nostálgica do mundo! Eu comecei a assistir os filmes antes de ler os livros porque já era muito antes viciada na série do bruxinho mais famoso do planeta, então pense no emaranhado de emoções que sinto toda vez que vou ler esses livros! Tudo faz me lembrar Harry Potter! Se eu vejo uma bota, lembro-me da Floresta Proibida (acredite!). Qualquer coisinha me remete aos personagens, ao cenário, tudo. Eu amo HP, sou potterhead de coração e não pude deixar de citá-lo aqui. Acho que faz parte da infância de todo mundo e quem não conhece, não sabe o que está perdendo!
Fonte: Desejo Literário

17 agosto 2016

[Resenha] Bela Redenção, de Jamie McGuire @Verus

Título: Bela Redenção
Autor: Jamie McGuire
Lançamento: 2015
Páginas: 308
Gênero: Literatura Estrangeira
Editora: Verus

Sinopse: A aguardada continuação de Bela Distração Liis Lindy é uma agente do FBI decidida a se casar apenas com o trabalho. Ela adora sua mesa, está em um relacionamento sério com seu laptop e sonha em ser cumprimentada pelo diretor depois de solucionar um caso difícil. O agente especial Thomas Maddox é arrogante e implacável, um dos melhores que o FBI tem a oferecer — e chefe de Liis. Quando Liis e Thomas são encarregados de uma missão em que precisam fingir ser um casal, a atração entre eles chega ao limite — e os leva a questionar quanto realmente estavam fingindo. Bela redenção é o segundo volume da série que narra a excitante, romântica e por vezes volátil jornada dos Maddox rumo ao amor. Chegou a hora de conhecer o mundo misterioso do esquivo Thomas e descobrir como a paixão pode ser intensa quando você não é a primeira, e sim a última. Além, é claro, de rever os outros irmãos da família Maddox. 
Depois de ter lido Belo Desastre e ter gostado bastante da série dos irmãos Maddox, resolvi arriscar e comecei a ler Bela Redenção, que conta a história do irmão mais velho Thomas. Acredito que todos os livros devam ser lidos na ordem certa, porque apesar de serem independentes, tem alguns fatos que podem ser mal interpretado nos outros volumes e você acaba levando um belo spoiler. Eu fiz o favor de não ler na ordem certa e não sei bem se vou querer ler os outros volumes justamente por estes motivos.

Thomas Maddox é o filho mais velho e consequentemente mais apegado a seus irmãos, já que ele ajudou seu pai a criá-los quando esta morreu. De todos os pedidos que ela fez para os filhos, o mais importante era nunca trabalhar na polícia. Porém, Thomas cresceu e acabou se tornando um agente secreto do FBI, e com medo do que sua família diria, ele mente para todos ocultando onde realmente trabalha.

Promoção do livro A Era de Ouro do Pornô com frete grátis!

A Editora Multifoco está vendendo o livro do nosso autor parceiro Zeka Sixx, A Era de Ouro do Pornô com frete grátis! VOCÊ NÃO PODE PERDER ESSA PROMOÇÃO! Corre lá e já garanta o seu exemplar. (link)
O livro do autor foi recebido para resenha aqui no blog. Para quem quer conhecer um pouco mais da obra, você encontra a resenha do livro aqui: (link)

Max tem vinte e nove anos e mora sozinho em um apartamento em Porto Alegre. Faz bicos como tradutor e sonha em ser escritor. Enquanto isto, passa os dias bebendo, esperando o fim de um bloqueio criativo que o aflige há três anos. Você já leu essa história milhares de vezes, certo? Não exatamente. “A Era de Ouro do Pornô”, primeiro romance de Zeka Sixx, autor do livro de contos “O Caminho dos Excessos” (Edição do Autor, 2015), parte de uma premissa aparentemente batida para se revelar uma fábula maldita, encharcada em álcool, sexo, cultura pop e niilismo. Mais do que Max, o anti-herói central, é a cidade de Porto Alegre, com seus habitantes – do sexo feminino, em especial -, o verdadeiro personagem do romance. O enredo se desdobra como uma montanha-russa, indo do sonho ao pesadelo num virar de página. “A Era de Ouro do Pornô” é uma sátira a uma geração que colocou sobre seus próprios ombros a necessidade de ser criativamente relevante.

16 agosto 2016

[Especial Dia dos Pais] Livros para inspirar o dia dos pais!

Dia dos Pais se passou mas nossa homenagem para ele não. O que vocês deram para o pai de vocês? Ou em outros casos, como vocês agradeceram aquele que agiu como um paizão para você? O feriado está aí para nos fazer lembrar que existe alguém que se importa conosco. Pode ser pai, tio, avô ou a mãe, mas ele nos inspira a ser melhor e sempre que pudermos devemos dedicar todos os nossos agradecimentos a eles.

Neste post eu vim indicar cinco livros perfeitos para inspirar o Dia dos Pais. Mesmo que alguns não falem sobre a relação do pai com o filho de forma propriamente dita e nem seja o tema do livro, nós vemos muito aquela perfeita demonstração de afeto entre eles e por isso vou indicá-los. Se você já leu algum livro dos citados abaixo, deixe sua opinião sobre nos comentários.

5. Esta é uma história de amor - Jessica Thompson
Esse livro é uma fofura minha gente! No mesmo estilo de Um dia e Simplesmente Acontece, vemos dois amigos que se amam mas que demoram séculos para admitir isso. O importante na história não é somente a amizade entre eles e o sentimento que estes nutrem, mas o relacionamento entre Sienna e seu pai. Ele sofre de uma doença séria que faz com que ele acabe dormindo do nada e por isso muitos acidentes acontecem dentro de casa. Sienna faz de tudo para ajudar o pai nesses momentos e sempre está zelando pela sua saúde, deixando a casa cada vez mais confortável para o caso de algo acontecer.
Fonte: Drafts Danica

14 agosto 2016

[Resenha] O beijo de chocolate, de Laura Florand @Única

Título: O beijo de chocolate
Autor: Laura Florand
Lançamento: 2015
Páginas: 304
Gênero: Romance
Editora: Única
 
Sinopse: Quem Nunca Sentiu Algo Tão Forte Que Pensou Que Só Poderia Estar Enfeitiçado? Na pequena Île Saint-Louis, no coração da romântica Paris, esconde-se uma casa de chá especial e mágica: La Maison des Sorcières. As tias Aja e Geneviève confiaram em sua jovem sobrinha Magalie para ajudá-las na empreitada de encantar os clientes com doces e bebidas que são literalmente feitiços – em especial, o inexplicável chocolate quente de Magalie. A vida seguia tranquila até que o badalado pâtissier Philippe Lyonnais resolve abrir uma filial de sua loja a poucos metros dali. É então que começa uma batalha mais do que apimentada entre os dois doceiros: Magalie tenta punir (e instigar) Philippe com suas xícaras de chocolate quente, e ele a enlouquece com tentações inéditas e cheias de sabor. Magalie, porém, nunca esteve pronta para sentir algo tão forte e, depois de tanto tempo isolada, ao conhecer Philippe vê que não pode mais fugir de quem é e dos seus desejos. Contudo, ele significa o risco de perder tanta coisa… Tudo aquilo que vale mais que um simples – ainda que absolutamente tentador – macaron. Entre a teimosia e o desejo, o doce e o amargo, descubra as emoções que só a paixão com uma boa dose de cacau e magia pode despertar. 
Encontrei o livro da Laura Florand por acaso e resolvi arriscar na leitura pois achei a sinopse encantadora e envolvente. Infelizmente minhas expectativas quanto a leitura não foram atingidas, mas eu gostei bastante dos personagens aqui retratados. Magalie é uma moça que vive com suas duas tias. Aja e Geneviève e juntas elas administram a encantadora e mágica loja de chocolates La Maison des Sorcières. Apesar de não acreditar em magia, todas ás vezes que Magalie serve algum cliente com seu especial chocolate quente, ela deseja algo para eles acreditando que assim poderá melhorar suas vidas.

Porém, uma nova loja será aberta na mesma ilha onde se encontra a loja, e nada mais do que o melhor pâtissier Philippe Lyonnais irá comandá-la. Ele vem de uma família famosa de chefs de cozinha, mas somente ele criou a melhor receita de macarons, o qual ninguém consegue fazer igual (doce da imagem abaixo). Magalie sabe que esta nova loja será a ruína de seu negócio com as tias e faz de tudo para Philippe não abrir a loja lá, dando início ao uma divertida disputa onde cada um tenta fazer com que o outro coma seu doce de chocolate e enfim ceda.

Indicação de Livros #1

Geralmente a indicação de livros rola quando euzinha resolvo indicar algum livro que eu gostei muito a vocês leitores, mas hoje será diferente. Ontem passei a noite toda procurando e baixando novos livros para ler e os trouxe alguns aqui para saber a opinião de vocês sobre, se caso já tiverem lido algum. Então me ajude a escolher melhor, a opinião de vocês com certeza irá me ajudar bastante!

O lado feio do amor - Colleen Hover
Sinopse: Quando Tate Collins se muda para o apartamento de seu irmão, Corbin, a fim de se dedicar ao mestrado em enfermagem, não imaginava conhecer o lado feio do amor. Um relacionamento onde companheirismo e cumplicidade não são prioridades. E o sexo parece ser o único objetivo. Mas Miles Archer, piloto de avião, vizinho e melhor amigo de Corbin, sabe ser persuasivo... apesar da armadura emocional que usa para esconder um passado de dor.O que Miles e Tate sentem não é amor à primeira vista, mas uma atração incontrolável. Em pouco tempo não conseguem mais resistir e se entregam ao desejo. O rapaz impõe duas regras: sem perguntas sobre o passado e sem esperanças para o futuro. Será um relacionamento casual. Eles têm a sintonia perfeita. Tate prometeu não se apaixonar. Mas vai descobrir que nenhuma regra é capaz de controlar o amor e o desejo.

12 agosto 2016

[Resenha] Confissões de uma garota excluída, mal-amada e (um pouco) dramática, de Thalita Rebouças @Arqueiro

Título: Confissões de uma garota excluída, mal-amada e (um pouco) dramática
Autor: Thalita Rebouças
Lançamento: 2016
Páginas: 272
Gênero: Literatura Brasileira
Editora: Arqueiro

Sinopse: Tetê acaba de se mudar com a família toda para Copacabana, no Rio de Janeiro, para a casa dos avós. O lindo e espaçoso apartamento da Barra da Tijuca em que morava teve que ser vendido, pois com a crise o pai foi demitido, e o resultado é que a vida dela virou de cabeça para baixo. Além de perder a privacidade, tendo que dividir o espaço com cinco parentes malucos que brigam o tempo todo, ela perdeu todas as suas referências. A única coisa que a deixa feliz é cozinhar. E, claro, comer as delícias que faz.
O lado bom foi se livrar do antigo colégio, no qual sofria bullying por causa de seu jeito peculiar. Sem contar sua desilusão amorosa... O problema é que ela está apavorada, porque agora tudo será novo e estranho, com o ensino médio, com a nova escola, e sem conhecer ninguém. E morre de medo de ser excluída ou de sofrer bullying novamente. Ela está bem mal, para dizer a verdade. Ou talvez seja um pouco de drama, porque já no primeiro dia as coisas parecem ser um pouco diferentes... Pelo jeito, tudo vai mudar, e para melhor.
Para começar muito bem a Maratona de Livros Nacionais que o blog está participando, eu resolvi dar uma chance ao livro da Thalita Rebouças, dedicado ao público juvenil. Eu sempre fui apaixonada por histórias adolescentes, adoro aquele drama que as meninas/meninos fazem porque vivi assim e acabo relembrando com altas gargalhadas o tempo magnífico que passei quando mais jovem.

Aqui conhecemos Teanira, ou como ela gosta de ser chamada, Tetê. Tetê é uma menina de 15 anos completamente tímida e retraída. Na escola sofreu diversos momentos constrangedores e foi alvo do bullying dos colegas, o que a deixa mais insegura ainda. Para se sentir melhor, ela adora cozinhar todo tipo de coisa e por isso seu peso não é o dos melhores, além dela não se exercitar e odiar natureza, não se depilar e outras coisinhas que acabam chamando mais ainda a atenção para piadinhas.

Tag: Vamos responder?

Olá, como vão? Hoje trouxe uma tag interessante chamada Vamos Responder? onde você só tem que responder sete perguntinhas, fácil né? Eu a vi no blog Cantinho dos Rabiscos e achei muito legal! Ela faz a gente analisar certos livros, séries e etc e por isso trouxe para vocês darem uma espiadinha. Quem quiser responder a tag, fique à vontade! Não deixe de colocar os créditos. 

1. Um livro que você nunca leu.
Apesar de amar a autora e os romances de época, eu nunca tive a oportunidade de ler Orgulho e Preconceito da Jane Austen e muito menos de ver o filme (se vi, pouco me lembro). Mas que  fique claro que eu tenho a maior vontade de começar!
Fonte: Mandy Francesa

10 agosto 2016

Casais literários que eu não shippei

O que torna uma história ser especial? Eu lembro que já tinha feito essa pergunta em um outro post e apesar de ter inúmeras respostas, optamos por amar os personagens. É normal vermos agora romance em qualquer livro, independente do gênero. Pode ser sobrenatural ou thriller, que o autor vai conseguir dar um jeito de colocar um casal no meio. É fato. Eu vi um post muito legal e criativo no blog Leitura das Cinco falando justamente sobre os casais literários que a Thaísa não shippou, apesar de muitas pessoas terem feito isso, e com base neste post, eu resolvi fazer o mesmo apenas mudando para casais literários, já que ela escolheu o de séries. 

Para quem não sabe, uma breve explicação sobre o que é shippar: Shippar é algo simples e maravilhoso, é você torcer por um casal. Shipper: é a pessoa que torce pelo casal. Shippar: é o ato de torcer pelo casal.
Então vamos conhecer quais foram os casais que eu simplesmente NÃO shippei? Leia mais!

09 agosto 2016

[Resenha] O ar que ele respira, de Brittainy C. Cherry @Record

Título: O ar que ele respira
Autor: Brittainy C. Cherry
Lançamento: 2016
Páginas: 308
Gênero: Romance / Literatura Estrangeira
Editora: Record

Sinopse: O novo romance da autora de Sr. Daniels.Como superar a dor de uma perda irreparável? Elizabeth está tentando seguir em frente. Depois da morte do marido e de ter passado um ano na casa da mãe, ela decide voltar a seu antigo lar e enfrentar as lembranças de seu casamento feliz com Steven. Porém, ao retornar à pequena Meadows Creek, ela se depara com um novo vizinho, Tristan Cole. Grosseiro, solitário, o olhar sempre agressivo e triste, ele parece fugir do passado. Mas Elizabeth logo descobre que, por trás do ser intratável, há um homem devastado pela morte das pessoas que mais amava. Elizabeth tenta se aproximar dele, mas Tristan tenta de todas as formas impedir que ela entre em sua vida. Em seu coração despedaçado parece não haver espaço para um novo começo. Ou talvez sim.
E mais uma vez estou impressionada e super emocionada com um livro da Brittainy. Gente, essa mulher é sensacional! Após ter lido Sr. Daniels e ter me apaixonado pela autora e pelos personagens, eu fico mais uma vez  embasbacada com outra obra dela. O ar que ele respira veio para nos mostrar que apesar de todas as perdas e tragédias que a vida nos submete, nós ainda temos motivos para continuar, independente de qual seja. 
Conhecemos então duas almas que estão fadadas ao sofrimento e as perdas: Elizabeth e Tristan Cole. Eles tem algo em comum, ambos perderam pessoas importantes de suas vidas em um acidente de carro. Elizabeth, seu marido Steven e Tristan, seu filho e sua esposa. Mas a forma como eles lidam com suas perdas é que fazem toda a diferença. Lizzie procura forças através de sua filha que apenas tem cinco anos. Já Tristan acabou se tornando alguém grosseiro, frio e reservado e sempre que pode ele se entrega a dor.

Mudanças no blog: Novo layout + Sorteio

Olá, seus lindos! Como vão? Vocês já devem perceber que o blog sofreu lindas e inéditas mudanças não é? Eu sou a louca dos layouts! Vivo mudando uma coisinha e acolá, mas resolvi deixar de besteira e abrir o bolso e pedi um layout customizado todinho com a cara do blog. A Letícia Persi foi uma pessoa muito atenciosa e que ajudou a desenvolver esse projeto. Eu amei o trabalho dela e super indico à vocês! 
Mas é claro que também quero a opinião de vocês sobre a mudança, por isso deixe nos comentários o que você achou. Por isso também mudamos o banner do blog, então se quiserem já colocar o novinho, fiquem à vontade!
E como alguns perceberam, eu havia feito uma enquete sobre qual livro vocês queriam que eu sorteasse e o ganhador foi O Guardião de Memórias, do autor Kim Edwards. 
As regras são simples: é preciso ter endereço de entrega no território brasileiro e confirmar o recebimento do livro pelo e-mail que será enviado dentre 48 horas. O blog tem o prazo de até 30 dias enviar o livro, não se responsabilizando por extravios ou demais problemas.

a Rafflecopter giveaway

07 agosto 2016

Maratona de Livros Nacionais

Quem não ama um desafio? Eu adoro e sempre estou me colocando à prova e entrando em diversas maratonas literárias. Resumo da ópera: não terminei nenhum. Mas hoje no blog Virando Amor, vi uma maratona muito legal que foca os livros nacionais. Acredito que isso ajuda a incentivar mais ainda os autores, a escreverem obras e claro, o leitor a apreciar os ótimos livros que temos por aqui.

As regras da maratona são simples e ao todo contamos com 30 desafios, podendo ser feitos até 2017 (para O pessoal não se matar de tanto ler livros!).

1. Um livro que você tenha pegado emprestado
2. Um livro muito conhecido
3. Um livro diferentão (em qualquer sentido, capa, título, sinopse, diagramação, etc)
4. Um livro que dá pra ler em um dia
5. Um livro publicado antes de você nascer
6. Um livro de mistério/suspense
7. Um livro de romance
8. Um livro de fantasia
9. Um livro que comece com a letra O
10. Um livro com mais de 400 páginas
11. Um livro que tenha capa colorida
12. Um livro com um tema polêmico
13. Uma saga/trilogia/duologia
14. Um livro com capa azul
15. Um livro infantil
16. Um livro com um gênero que você nunca leu ou leu uma única vez
17. Um livro pouco conhecido
18. Um livro com um título extenso
19. Um livro em que o título tenha apenas uma palavra
20. Um livro de poemas/poesias
21. Um livro biográfico
22. Um new adult
23. Um livro que alguém te indicou
24. Um livro lançado recentemente
25. Um livro indicado por um blogueiro
26. Um livro que lembre sua infância
27. Um livro escrito por uma mulher
28. Um livro escolhido pela capa
29. Um livro em que o título comece com a primeira letra do seu nome
30. Um livro engraçado

Lembrando que foi a Carol Mendes do blog Virando Amor que criou a maratona e se você também quiser participar, pode vir sem pressa e embarque com a gente! Se caso você fazer uma resenha de um livro que se encaixe na maratona, coloque o banner abaixo para acompanhar o desafio!



02 agosto 2016

[Resenha] Belo Desastre, de Jamie McGuire @Verus

Título: Belo Desastre
Autor: Jamie McGuire
Lançamento: 2012
Páginas: 392
Gênero: Literatura Estrangeira / Romance
Editora: Verus

Sinopse: Abby Abernathy é uma boa garota. Ela não bebe nem fala palavrão, e tem a quantidade apropriada de cardigãs no guarda-roupa. Abby acredita que seu passado sombrio está bem distante, mas, quando se muda para uma nova cidade com America, sua melhor amiga, para cursar a faculdade, seu recomeço é rapidamente ameaçado pelo bad boy da universidade. Travis Maddox, com seu abdômen definido e seus braços tatuados, é exatamente o que Abby precisa e deseja evitar. Ele passa as noites ganhando dinheiro em um clube da luta e os dias seduzindo as garotas da faculdade. Intrigado com a resistência de Abby ao seu charme, Travis a atrai com uma aposta. Se ele perder, terá que ficar sem sexo por um mês. Se ela perder, deverá morar no apartamento dele pelo mesmo período. Qualquer que seja o resultado da aposta, Travis nem imagina que finalmente encontrou uma adversária à altura. E é então que eles se envolvem em uma relação intensa e conturbada, que pode acabar levando-os à loucura.
Depois de tanto enrolar, resolvi dar uma chance a série dos Irmãos Maddox, publicado pela Editora Verus. Não conhecia a autora, mas demorou muito pouco para que eu começasse a gostar muito dela e admirar seu trabalho. Abby Abernathy é uma jovem de 18 anos que acaba de ingressar na faculdade de Eastern procurando um novo começo, tentando afastar-se de seu passado. Com a ajuda de sua melhor amiga America e o namorado dela, tudo isso parece possível.

Mas o sossego que ela tanto quer acaba quando ela conhece Travis Maddox, um aluno bad-boy que participa de lutas ilegais para conseguir dinheiro. Assim que se conhecem em uma de suas lutas, Travis fica encantado por Abby e ela logo o dispensa, mas isso só serve para atiçar mais ainda o interesse que ele sente por ela. Vivendo em polos completamente diferentes eles acabam formando uma amizade. 

01 agosto 2016

[Resenha] A escolha, de Nicholas Sparks @Novo Conceito

Título: A escolha
Autor: Nicholas Sparks
Editora: Novo Conceito
Páginas: 240
Ano: 2013
Gênero: Romance

Sinopse: A Escolha conta a história de duas pessoas bem diferentes: Gabby, uma mulher da Carolina do Norte (EUA), que sempre obedeceu aos pais, comportou-se bem e nunca arranjou muito tempo para si, e Travis, o veterinário da cidade, que adora viver nos extremos, com seus esportes radicais.
Acontece que Gabby e Travis têm algo em comum: são vizinhos e amam cachorros. Ele tem um boxer gigante e ela, uma border collie. E graças aos cães, os vizinhos se conhecem.
No entanto, apesar de suas tentativas, Travis, não consegue agradar a linda ruiva Gabby, que, definitivamente, parece não gostar dele.
Até o dia em que resolvem tentar de novo e se conhecer começando pelo "oi". A partir daí, a relação entre os dois muda completamente...
Abrangendo os anos agitados do primeiro amor, casamento e família, A Escolha nos faz refletir sobre a questão mais difícil de todas: até onde você iria para manter o amor da sua vida?
Eu nunca acreditei em tramas clichês, particularmente para mim isso não existe, já que o livro pode ter o mesmo tema e até com nomes de personagens iguais, mas o que vai mudar a trama, sem dúvida, é a forma como o autor põe a situação no papel, a narração, os fatos, e claro, a emoção.
Desde sempre tenho uma relação amor e ódio com os livros do Nicholas Sparks, às vezes amo suas obras, mas nas outras vezes eu me decepciono com alguns livros. Esse infelizmente me desapontou, pois eu tinha uma grande expectativa porque tinha lido noites de tormenta e eu gostei muito do livro.
O contexto todo do livro é a escolha dos personagens, já que ele é dividido em duas partes. A primeira parte conta a história de como os protagonistas se conheceram. Gabby uma jovem médica se muda para uma pequena cidade chamada de Beaufort, sul da Carolina do Norte, para ficar perto de seu namorado que vive em uma cidade vizinha. Já Travis o vizinho de Gabby, é um veterinário que vive de uma forma livre e que não quer se prender a ninguém. Eles se conhecem por intermédio de seus cachorros, no começo é uma briga “fingida” que não convence o leitor, e depois insistem em uma amizade na base da tortura porque nesse ponto eles já estão apaixonados.
Esses livros que os casais batem o olho no outro e já imaginam se casando ou tendo filhos, me irrita bastante. Não é que eu queira uma coisa no esquema vida real, mas devia haver um contexto, uma situação, a vivencia para uma paixão.
A parte dois do livro, foi o que salvou a obra, apesar de ter uma enrolação absurda na escolha que o Travis ia tomar, foi a melhor parte do livro. O ponto de vista dele depois de 10 anos de casamento é diferente do de 10 anos antes. É muito bom ver protagonistas que amadurecem com o tempo.
      “ A alegria às vezes era apenas uma ilusão. ” (Pág. 156)
O livro é extremamente cansativo na primeira parte, mas já na segunda a um desenvolvimento, uma empolgação que fica mais fácil a leitura.