Facebook

Resenha - Cruel

Título: Cruel
Autor: Bianca Ribeiro
Ano: 2016
Gênero: Romace/ Literatura Nacional
Um romance exclusivo do Wattpad
Classificação:
Rose Vallahar acaba de perder os pais num misterioso incêndio e não tem parentes próximos. Por causa de uma dívida feita com seu pai em vida, o belíssimo herdeiro da família DeVil fica responsável pela garota. Ele é arrogante, orgulhoso e encontra diversão em brincar com os sentimentos de Rose. Ela, no entanto, encontra-se na terrível situação de estar apaixonada por ele. Inspirada pela versão masculina de Cruella DeVil da Disney, "Cruel" primeiro fará com que você odeie e depois ame e depois odeie novamente num ciclo deliciosamente vicioso.
Me recomendaram muito o wattpad, então eu fui procurar boas histórias ou algo que me prendesse como leitora e doida por romances, lá eu encontrei um livro intitulado Cruel, na verdade essa história se baseia em Cruella DeVil, não é por menos que eu me interessaria na sinopse do livro, porque eu sou uma grande fã dos filmes da disney.
Tudo começa quando em um dia qualquer Rose se vê órfã por um incêndio que ela não sabe como começou  e que matou seus pais. Sem ter para onde ir ela pede que a policial contate Collumbus DeVil, já que sua mãe sempre a alertou que se algo acontecesse o procurasse pois a família tinha dividas com ele. Mas o destino traz uma consequência enorme para a Rose, pois o Sr. DeVil morreu e quem assume a responsabilidade de cuidar dela é o arrogante, calculista e nem por isso menos bonito Cruel DeVil.
Logo a mocinha se sente atraída, mas a forma de ser tratada por Cruel que uma hora é boa e outra é ruim a deixa profundamente confusa. Sendo que a convivência e as  brigas de rato e gato ela descobre que por trás da sua faixada fria esconde alguém ferido por escolhas do passado.
O pior que não podemos nos esquecer que ele é o tutor dela e não pode haver nada de amoroso na relação deles, cabo que ela ainda é de menor. Então por isso eles se veem preso numa complicada amizade. A autora vai pondo ao longo do texto mistérios sobre a dor que Cruel esconde, porque ele ser chamado assim, incógnitas que cercam a família dele e a misteriosa morte dos pais de Rose.
Ao mesmo tempo que a história vai se formando, vemos mudanças nos personagens – sinceramente quando eu leio um livro e tem um personagem que começa imaturo, chato e sem altas expectativas, é uma tortura, mas quando a autora sabe transformar aos poucos os personagens é uma alegria acompanhar  tal desenvolvimento – a Rose é a personagem que comparada a maturidade dela no fim do livro e depois no começo, vemos uma alegre mudança. Já o Cruel também, mas na questão dele é mais insignificante, pois para mim ele já era quase perfeito.
Então, esse é um livro rápido e que te prende. É bom porquê é uma história bem simples e que é bem gostosa de ler.

Caso vocês se interessem, aqui está o link para a leitura

[Resenha] Raio de Sol, de Kim Holden @Planeta

Título: Raio de Sol
Autor: Kim Holden
Lançamento: 2016
Páginas: 448
Gênero: Ficção / Literatura Estrangeira
Editora: Planeta
Classificação: 
Sinopse: Segredos.Todo mundo tem um.
Alguns são maiores que os outros.
Alguns, quando revelados,
Podem curar você...
E outros podem acabar com você.
Faça épico, costuma dizer Kate Sedgwick quando quer estimular alguém a dar o melhor de si. Nascida numa família-problema, com direito a mortes e abandono, a garota de dezenove anos sempre buscou fazer a diferença. Em vez de passar os dias lamentando os infortúnios da vida, como tantos fariam em seu lugar, sempre vê as coisas pelo lado positivo não é por outro motivo que Gus, seu melhor amigo, a chama de Raio de Sol.
E é por isso que, quando passa na faculdade e se muda da ensolarada San Diego, na Califórnia, para a fria cidade de Grant, em Minnesota, ela leva consigo apenas boas lembranças e perspectivas. O que ela não espera é que será surpreendida pelo amor único aspecto da vida em relação ao qual nunca quis ser otimista ao conhecer Keller Banks, um rapaz que parece corresponder aos seus sentimentos. Acontece que tanto ele quanto ela têm um segredo. E segredos, às vezes, podem mudar tudo.
Eu precisava vir falar sobre esse livro com alguém. Passei a noite toda terminando de ler ele e chorando continuamente como se minha vida dependesse disso. Vocês podem então imaginar o meu sofrimento. Para mim, Raio de Sol começou de forma lenta, até mesmo superficial. Eu não conseguia entender como outros leitores tinham gostado tanto do livro. O que ele tinha de mais? Mas aos poucos que vamos adentrando na narrativa, conhecendo os personagens, tudo começa a ficar mais intenso. A autora simplesmente cravou uma faca em meu coração e assim que eu consegui me recuperar, ela teve a audácia de cravar outra bem em cima da ferida.

Kate Sedgwick é uma jovem de 19 anos que acabou de entrar na faculdade de Grant, em Minnesota. Seu passado é cheio de feridas e um novo começo é tudo o que ela quer. Gus, seu melhor amigo e com quem acabou dormindo em sua última noite em San Diego, a apelidou de Raio de Sol por ser uma garota tão positiva e sorridente, mesmo que o mundo fizesse de tudo para ela cair. Essa positividade me irritava e como disse, achava Kate superficial demais. Ela era boa com todos, defendia todos, cuidava de todos. Kate era como uma mãe: sempre se esquecendo dela mesmo para ajudar aqueles que precisavam. Tinha que ter algo errado nisso, não?

[Resenha] Além da amizade, de Clara Alves @Publicação Independente

Título: Além da amizade
Autor: Clara Alves
Lançamento: 2015
Páginas: 522
Gênero: Drama / Romance
Editora: Publicação Independente
Classificação: 
Resenha postada primeiramente no blog Brilliant Diamond  
Sinopse: Após a traição do namorado, Anna Schwartz se vê entrando em uma nova (e não tão boa) fase da sua vida. Não bastasse a chegada na escola de um aluno novo, Gustavo, e seu interesse pelo garoto, Anna também precisa lidar com os sentimentos recém-descobertos pelo melhor amigo e com as constantes brigas de seus pais.Diante de vários conflitos e importantes decisões, que poderão ser a passagem de volta para sua felicidade, Anna descobre da pior maneira que as escolhas certas raramente são as mais fáceis de serem feitas.
Olá, como vão? Eu trouxe a resenha de um livro adorável, capaz de fazer você suspirar  e se apaixonar a primeira vista pelos personagens. A história retrata a vida de Anna Schwartz, ela é uma adolescente de 15 anos que mora no Rio de Janeiro. Além de ter os melhor amigos do mundo, ela acredita que seu namoro com Davi foi a melhor coisa que aconteceu em sua vida. Mas nem tudo acaba bem, já que ela descobre uma traição de seu namorado.

Arrasada ela busca abrigo no colo de seu amigo Natan, irmão de seu ex-namorado. O problema é que toda vez que ela fica ao lado dele, sentimentos entram em conflito e borboletas parecem voar em seu estômago. Será que ela estaria apaixonada pelo seu melhor amigo? Se recusando a acreditar nisso, Anna procura se afastar dele e com a chegada de Gustavo, um novo aluno do colégio, isso será mais fácil já que ele se mostra interessado nela.

[Resenha] A caminho do verão, de Sarah Dessen @iD

Título: A caminho do verão
Autor: Sarah Dessen
Lançamento: 2011
Páginas: 416
Gênero: Jovem Adulto
Editora: iD
Classificação: 
Sinopse: Auden resolve passar as férias de verão em Colby, uma minúscula cidade do litoral, com o pai, sua nova esposa e Thisbe, a filha do casal e sua mais nova irmãzinha. Lá, ela revê seus conceitos em relação à madrasta, encara um emprego de férias em uma boutique totalmente demais e conhece Eli, um garoto misterioso com o qual embarca em uma busca: experimentar uma adolescência sem preocupações que lhe foi negada enquanto ele procura se recuperar de um acontecimento trágico. Junte dois solitários, uma bicicleta, um estoque infindável de madrugadas com insônia, tortas e café e… tudo pode acontecer.
Sarah Dessen virou uma autora queridinha depois do lançamento de seu livro Os Bons Segredos. Eu já estava de olho nesta obra, mas como tinha esse livro dela, resolvi fazer um breve desvio e ler esse antes. Talvez por eu não ter conseguido gostar muito da personagem principal, não embarquei muito bem na leitura e a obra deixou a desejar. Não que o livro tenha sido ruim, longe disso, mas por não ter gostado da personalidade da protagonista, fiquei com um pé atrás com ela mesmo vendo seus amadurecimento e suas mudanças ao longo da narrativa.

Auden é uma jovem cética. Digo cética porque ela faz parte do grupo de adolescentes que só estuda e se preocupa com o futuro, não sai, tem poucos amigos e tem experiência zero com namorados. Devido ao fato de que seus pais se separaram muito cedo, ela deixou de receber atenção quando mais nova e por isso teve que amadurecer rápido demais, aprendendo a cuidar de si sozinha. Os pais dela também são acadêmicos - a mãe é uma renomada professora e palestrante e seu pai um escritor -, e isso dificulta cada vez mais a convivência com ambos já que eles são extremamente críticos em relação as outras pessoas que não fazem parte do "mundinho" deles e são egoístas, fazendo suas vontades sempre prevaler sobre a vida dos outros.

1ª vez... o que saber?

Olá pessoas maravilhosas, como vão? Hoje o título do post é bastante incomum, mas pensei bastante antes de trazê-lo aqui para vocês. Todos nós nos preocupamos com nossa primeira vez. Talvez os homens nem tanto, mas é fato que essa questão acaba passando pela cabeça da gente em determinado momento da nossa vida. Como não sou uma perita no assunto nem nada, eu sei que o tema sexo continua sendo um tabu e que hoje em dia há muitas questões mal-resolvidas em relação a esse tema tão complicado.

Por isso eu resolvi trazer a indicação de alguns livros que aborda o assunto da mesma maneira que poderíamos um dia procurar entender. O que fazer? Como vai ser? Será que vai doer? Lembrando também que os livros abaixo não se resumem a tratar do assunto, mas que fazem uma breve alusão a essas mesmas questões que um dia podem ou já passaram por nossas cabeças, então não esperem um tutorial e nem um guia aqui. Vamos saber quais foram os livros que escolhi?

[Resenha] Meu querido meio-irmão, Penelope Ward @Pandorga

Título: Meu querido meio-irmão
Autor: Penelope Ward
Lançamento: 2016
Páginas: 264
Gênero: Romance / Literatura Estrangeira
Editora: Pandorga
Classificação:
Sinopse: Não é normal desejarmos alguém que nos atormenta. Quando meu meio-irmão, Elec, se mudou para nossa casa, eu não estava preparada para lidar com um cara tão idiota. Odiei o fato de ele ter descontado sua raiva em mim porque não queria estar aqui. Odiei ele ter trazido garotas da escola para seu quarto. Mas o que mais odiei foi o modo indesejável que meu corpo reagia a ele. A princípio, pensei que tudo o que ele tinha a seu favor era o corpo musculoso e tatuado e o rosto perfeito. Mas as coisas começaram a mudar entre nós, e tudo teve um desfecho em uma noite inesquecível. No entanto, do mesmo modo que Elec entrou na minha vida, logo voltou para a Califórnia. Passaram-se anos desde a última vez que o vi. Quando a tragédia atingiu nossa família, tive que encará-lo novamente. E, diabos, o adolescente que me deixou louca se tornou o homem que destruiu o resto de sanidade que havia em mim. Senti que meu coração estava prestes a ser partido. De novo.
Esse foi meu primeiro contato com a autora Penelope Ward e já fiquei encantada com sua narrativa. Vi uma resenha estes dias sobre este livro e fiquei imaginando que se trataria de mais uma história erótica, já que a capa causa essa impressão. Mas mesmo que o leitor seja apreciado com algumas cenas quentes e alguns diálogos sensuais, o livro não se trata apenas de sexo e sim, um romance. Puro, honesto e verdadeiro.

Em primeira pessoa, Greta narra como sua vida mudou após a chega do filho de seu padastro, Elec, em sua casa. Nos primeiros momentos de convivência, o adolescente de aparência sensual e rebelde, era um completo estranho, arrogante e fazia de tudo para irritar Greta e sua família. Ela vivia em pé de guerra com Elec mas ainda assim não desistia de ser gentil com ele, mesmo que ele a tratasse muito mal. O relacionamento de Elec e seu pai, Randy, não era dos melhores e constantes brigas aconteciam. Greta não entendia como um pai poderia tratar seu filho como ele tratava Elec, mas aos poucos ela vai descobrindo que ambos tem muitos segredos que não querem revelar.

[Resenha] Nunca julgue uma dama pela aparência, de Sarah MacLean @Gutenberg

Título: Nunca julgue uma dama pela aparência
Autor: Sarah MacLean
Lançamento: 2016
Páginas: 320
Gênero: Erótico / Romance / Literatura Estrangeira
Editora: Gutenbeg
Classificação:
Sinopse: Duncan West, assim como todos os homens, enxerga apenas o que querMas ele estava prestes a ver o que não queria.Para a aristocracia, Lady Georgiana é a pobre irmã de um duque, rejeitada pela família após ter sido arruinada no pior tipo de escândalo possível: uma mulher que fez escolhas infelizes ao entregar-se de corpo e alma para um rapaz que todos desconhecem.Mas a verdade é sempre muito mais chocante! Nos recônditos mais obscuros de Londres, Lady Georgiana é a mulher mais poderosa da Grã-Bretanha, a rainha do submundo londrino, e atende pelo nome de Chase, o lendário e temido fundador do cassino mais exclusivo da cidade, o Anjo Caído.
Circulando disfarçada pelos corredores de seu império, Chase sabe dos piores segredos dos figurões da sociedade e tem todos os poderosos na palma de sua mão, mas durante anos os seus próprios mistérios nunca foram descobertos Até agora!Brilhante, inteligente e bonito como o pecado, o jornalista Duncan West está intrigado com a linda mulher que de alguma forma está ligada a um mundo de trevas e perdição. Ele sabe que Georgiana é muito mais do que parece e promete desvendar todos os seus segredos, expondo seu passado, ameaçando seu presente e arriscando tudo o que ela tem de mais precioso. Inclusive seu coração.
O último livro da série O Clube dos Canalhas me rendeu ótimos momentos, mas diferentemente dos outros livros, a história não me cativou totalmente e eu tive dificuldades para começar a gostar dos personagens. De um lado, descobrimos que Chase, o fundador do Anjo Caído é na verdade uma mulher. Por já ter lido uma resenha antes, eu já sabia deste fato. Lady Georgiana Pearson, além de se passar por Chase, também se passa pela prostituta mais bem paga da Inglaterra, Anna. Isso facilita para que ela ande livremente pelo cassino sem ninguém desconfiar sobre quem ela realmente é.

Dez anos antes disso, Georgianna se entregou ao seu primeiro amor, não se importando com as convenções sociais. Tudo o que ela queria era que Jhonatan se cassasse com ela e pudessem ser felizes juntos. Mas isso passou apenas de uma ilusão, pois assim que o menino tomou sua virgindade, ele desapareceu deixando-a sozinha e grávida com apenas 16 anos. Georgiana logo foi embora da cidade onde foi arruinada. Agora como Chase, sabe que precisava se casar porque sua filha, Caroline, agora com 9 anos, precisa da proteção de um título para que quando cresça consiga um bom casamento e respeitabilidade, coisa que ela mesmo não tem.