Conheça minhas autoras de chick-lit favoritas!

Não é de hoje que o gênero chick-lit está fazendo sucesso. Mas afinal, o que diabos é um chick-lit? De acordo com nosso amigo Google, Chick-lit é um gênero de ficção dentro da ficção feminina, que aborda as questões das mulheres modernas. Chick-lits são romances leves, divertidos e charmosos, que são o retrato da mulher moderna, independente, culta e audaciosa.

E para que esse gênero chegue até nós leitores, vários autores se empenham ao máximo ao escrever histórias desse tipo. Só eu já li diversos livros engraçados que abordam a vida de milhares de mulheres na faixa entre os 24 e 40 anos. E por falar em autores, vim compartilhar com você cinco deles que simplesmente são um arraso quando resolvem escrever esse gênero. Quer dar uma olhadinha e conhecer mais o trabalho delas?

[Resumo do mês] Livros lidos em Setembro/2016

E o Setembro Amarelo enfim acabou! Eu acho que esse ano está passando muito rápido, vocês também tem essa impressão? Esse mês muita coisa aconteceu e isso só tem dados retornos positivos ao blog. Tivemos o prazer de fazer mais duas parcerias com os blogs Leio Livros e o May e os Vícios. Então visitem esses dois cantinhos e os ajude a crescer também, assim como vocês fazem com o Leitora Encantada!

O blog também começou a fazer parte do grupo Blogs Amigos, que é um grupo de facebook e whatsapp destinado a conhecer outros blogs, assim podemos também fazer amizade com os donos e explorar os conteúdos. Quer fazer parte também? Leia mais informações aqui. Lembrando também que estamos sorteando o livro Twist, uma releitura de Tom Grass, e se você quiser participar é muito fácil. Basta acessar o link e todas as regras estarão explicadas lá. 

A postagem com maior acesso foi a resenha Entre a ruína e a paixão, com 152 view e 6 comentários e logo atrás com 151 view e 20 comentários foi o post sobre o porque que os romances de época encantam tantos os leitores. Sem contar que o blog ganhou mais alguns seguidores, então sejam bem vindos!

Esse mês eu continuei com a minha rotina média de leitura de livros, mesmo com aquele probleminha sobre os livros físicos que eu contei a vocês no Desabafos de uma Leitora, e posso dizer que estou satisfeita. Espero que mês que vem eu consiga ler mais livros físicos e assim conseguir superar isso. As resenhas estão abaixo da imagem.


Sorteio do livro Twist de Tom Grass

Para comemorar o crescimento do blog que comemorou 6 meses de existência no dia 14 de Setembro, eu resolvi sortear o livro Twist, uma releitura feita pelo autor Tom Grass. Se você quer participar, não perca tempo! Dá uma olhadinha nas regras:

  • A promoção está válida desde 29/09 até o dia 01/11
  • O sorteado terá o prazo de 7 dias para responder o e-mail que lhe for enviado pelo blog para a confirmação dos dados.
  • O blog terá o prazo de 30 dias para o envio do prêmio.
  • O blog não se responsabiliza por danos ou extravios após a postagem do prêmio.
  • Quando aparecer "Visite o Facebook" é necessário curtir e não apenas visitar.
Boa sorte à todos!

[Resenha] Fangirl, de Rainbow Rowell @Novo Século

Cath e sua irmã gêmea, Wren, estão prestes a ir para a faculdade. Com essa nova fase em suas vidas, ela e sua irmã tem diferentes ideias de como viverão lá. Cath acha que pouco coisa mudará, porém a primeira decepção já começa: sua irmã não a quer como colega de quarto. Por serem gêmeas, Cath sempre se acostumou a fazer tudo com a irmã e justamente pelo mesmo motivo, Wren quer mais independência. 
"- Então por que não mora com a sua irmã?
- Ela quer conhecer gente nova.
- Fala como se ela tivesse terminado com você."
Wren é divertida, bastante sociável e sempre está sorrindo. Já Cath é mais introspectiva, sempre é a que chora das duas e quase não tem nenhum amigo. Ela prefere ficar atrás do computador a ter que fazer contato humano. Além disso, ela é viciada na série de Simon Snow, seu livro favorito. O fato da Cath colocar Simon Snow em primeiro lugar em sua vida foi algo que me irritou profundamente. Pô, ela tem 18 anos! Precisa crescer e parar de ficar idealizando o personagem como se sua vida dependesse disso. Além disso, ela é totalmente dependente de Wren e não sabe se virar sozinha em quase nenhuma situação.

Meus 10 livros românticos favoritos!

Como uma apaixonada por clichês que sou, é bem possível que qualquer romance me encante dos pés a cabeça. Sempre tem aquele livro que faz você se apaixonar pelos personagens e faz você desejar do começo ao fim que eles fiquem juntos. Imaginar finais felizes para eles não é difícil, e por isso eu trouxe no post de hoje os meus 10 livros românticos favoritos, pra vocês conhecerem um pouco mais sobre as obras que me deixaram fantasiando sobre o romance do casal principal e claro, desejando um semelhante para mim.

Fonte: Just Carol
Primeiro quero ressaltar aqui que todos os livros do Nicholas Sparks são perfeitos no quesito romance, alguns que encantam o leitor e outros nem tanto. Desde que li O Melhor de Mim e Diário de uma Paixão, sempre me interesso em suas histórias onde o amor verdadeiro predomina. Mas Nicholas não nos envolve somente com um amor jovem e que pode ser considerado fácil, ele nos mostra várias facetas desse amor como a distância que eles precisam vencer, a não aceitação por parte da família e o perigo de se amar uma pessoa que é considerada errada para você. Eu me encantei muito com esse livro, chorei horrores e posso dizer que é um dos meus favoritos!

[Resenha] Em busca de Cinderela, de Colleen Hoover @Galera Record

Daniel está com o quinto horário de sua grade escolar livre, e para não colocarem outra aula substituta, ele se esconde no armário de vassouras da escola todos os dias e passa esse tempo vago lá. Mas certa vez, enquanto estava curtindo o silêncio da pequena saleta, uma menina literalmente cai em cima dele. Pela pouca luz que ali tinha, tudo o que ele consegue perceber que ela é loira e tem olhos azuis, e logo a apelida de Cinderela.

"Cinderela" e Daniel acabam tendo uma estranha conversa mas em um outro e último encontro entre os dois no armário, ela pede para ele fazer amor com ela, mesmo não sabendo o nome dele e que ele não a ama. O começo da história pode ser fantasioso, afinal, quem diabos fica com outra pessoa sem nem conhecê-la? Mas essa conexão que os dois tiveram acabaram mudando a vida de ambos, e um ano depois, Daniel ainda sonha em encontrar sua Cinderela.

Nesse tempo que passou, Six volta do intercâmbio na Itália e tudo o que ela quer fazer é esquecer esse tempo que passou lá. Sem saber que Daniel é o mesmo menino que ela encontrou no armário de vassouras um ano atrás, ela acaba em uma relacionamento com ele. Mas assim que ela descobre o que Daniel significa, lembranças desse um ano que passou pode fazer com que esse contos de fadas que ambos vivem se torne um pesadelo.

Blogs que eu amo e que indico #1

Alguns de vocês não sabem mas eu sou uma louca viciada em blogs. Antes de começar com meu próprio cantinho, eu vinha pesquisando e dando uma olhadinha em vários outros sites famosos para ter uma ideia de como essa coisa de ser blogueiro funcionava. Mas foi somente após criar o blog que eu descobri que existem várias outras pessoas querendo um espaço no mundo virtual, uns com toda sua exuberância e outros com sua timidez e delicadeza. Eu sempre que posso dou uma visita naqueles blogs que aparecem na minha página inicial. Vou confessar que amo ler resenhas, por isso sempre procuro visitar os posts que falam sobre algum livro, mas também fico apaixonada por aqueles textos onde essas pessoas desabafam sobre algo ou aqueles posts espirituosos e interessantes de ler.

Aos poucos eu fui fazendo não somente amizade com alguns blogueiros, mas criando um carinho especial por cada blog que visitava, cada post que lia, mesmo que este blogueiro nem soubesse da minha existência. Pensando em alguns cantinhos que eu simplesmente amo, resolvi começar a falar neste post sobre alguns blogs que eu adoro e que eu acho que você deveria dar uma olhadinha. Como são muitos, vamos por partes. A cada post vou indicar quatro blogs que eu amo, e relaxa, se o seu blog não foi escolhido, garanto que aqui uma hora ele vai aparecer. Também deixo claro que o fato deu não escolher alguns blogs não quer dizer que eu não goste deles, mas que existem outros que tornam esse mundo virtual muito mais acessível e legal.

Quer dar uma olhadinha nos blogs que eu super indico para vocês neste primeiro post? Leia mais!

[Resenha] Corra, Abby, corra!, de Jane Costello @Record

A estória conta a vida de Abby, uma mulher que há apenas um ano abriu sua empresa de web design. Entre gerenciar uma empresa, ela ainda precisa ter tempo para tocar a vida amorosa, a qual há muito tempo não está movimentada.

Bem no começo da história, Abby acaba atropelando um homem chamado Tom, mas mesmo que ele seja irresistível de tão bonito, ele a obriga pagar o concerto de sua moto já que foi ela quem provocou o acidente. Isso já é motivo suficiente para Abby guardar rancor dele e querer evitá-lo ao máximo. Abby é do tamanho 42 e constantemente vive comendo diversas coisas não saudáveis. Sua melhor amiga tenta fazer de tudo para ela entrar no clube de corrida que ela participa, assim Abby pode melhorar sua condição física, emagrecer e quem sabe, ficar com Oliver, carinhosamente apelidado de Doutor Sexy. Mas o que ela não esperava era encontrar não somente Oliver nos encontros do grupo de corrida, mas Tom também e nada menos do que acompanhado de sua estonteante namorada.

No começo Abby é uma negação. Ela tenta fazer de tudo para impressionar Oliver e acaba errando feio em agir como alguém que ela não é, e por isso, ela acaba desistindo de vez do clube de corrida. Enquanto isso, sua equipe constituída de três funcionários e um contador a ajuda a fazer com que a empresa cresça. Porém, sua melhor funcionária Heidi, descobre que tem uma doença chamada esclerose múltipla, a qual ataca o sistema nervoso e pode causar lesões cerebrais e medulares, e que não tem cura. 

[Resenha] Um caso perdido, de Colleen Hoover @Galera Record

Título: Um caso perdido
Autor: Colleen Hoover
Lançamento: 2014
Páginas: 384
Gênero: Literatura Estrangeira / Drama / Romance
Editora: Galera Record
Classificação: 
Sinopse: Às vezes, descobrir a verdade pode te deixar com menos esperança do que acreditar em mentiras...
Em seu último ano de escola, Sky conhece Dean Holder, um rapaz com uma reputação capaz de rivalizar com a dela. Em um único encontro, ele conseguiu amedrontá-la e cativá-la. E algo nele faz com que memórias de seu passado conturbado comecem a voltar, mesmo depois de todo o trabalho que teve para enterrá-las. Mas o misterioso Holder também tem sua parcela de segredos e quando eles são revelados, a vida de Sky muda drasticamente.
Não é fato o quanto eu venho me encantando com a escrita da autora Colleen Hoover. Convenhamos, a mulher sabe escrever um new-adult como ninguém! Pois é. Pelo que eu estava contando, faltavam apenas esse livro e Métrica da autora para eu ler. Já posso deixar claro que mais uma vez estou impressionada com a trama que Colleen criou e apaixonada por seus personagens extremamente críveis e cativantes.

Sky é uma menina que não tem absolutamente nenhum contato com tecnologia pois sua mãe, Karen, que a adotou 13 anos atrás, acredita que este é o mal do mundo hoje em dia, por isso ela não tem acesso a internet, TV à cabo e muito menos celular. Cansada de viver na redoma de vidro que sua mãe impôs e querendo ter uma experiência de adolescente normal. ela convence ela a deixá-la estudar seu último ano em uma escola pública com sua melhor amiga Six, já que ela sempre estudou em casa. Porém, Six irá fazer um intercâmbio na Itália e deixará a amiga sozinha nesta experiência. Sky já tem uma fama nesta escola por sempre ficar com vários garotos mas nunca se deitar com nenhum, e por isso é recebida com vários insultos quando põe os pés na escola.

[Desabafos de uma Leitora] E-book ou livro físico?

A era digital tem chegado com tudo e mudado nosso padrão de vida. Os e-readers chegaram para trazer mais conforto aos leitores com um baixo custo (menos se o e-reader for quase uma fortuna). Eu vejo bastante questionamentos nos blogs que entro: E-book ou o livro físico? Se perguntarem para 100 pessoas, 97 delas irá responder livro físico e falando sério, eu também seria uma delas. O principal motivo para escolhermos ele? Primeiro porque podemos cheirar, tocar e fazer tudo aquilo que nós leitores amamos fazer quando ganhamos um livro, sem contar que vê-los preenchendo nossas estantes é um prazer que só um leitor entende.

Mas eis aqui meu problema. Um tempo atrás eu não conseguia mais pagar livros novos pelo custo alto nas livrarias, então resolvi comprar somente aqueles que eu queria muito e comecei a baixar livros em PDF para ler. O formato não é o dos melhores, se não estiver revisado você facilmente se perde na leitura, mas era uma alternativa que usei para este momento. Em seguida, encontrei um formato melhor, os e-pubs. Pense só na minha felicidade! Ficava bem mais fácil ler, ainda mais quando você podia regular letra, iluminação e outras coisinhas para ficar mais confortável na hora de ler.

Pois bem, passei quase seis meses lendo tudo quanto é livro neste formato e agora meio que me acostumei a ler livros assim, até porque a maioria das vezes que leio estou na cama, e ler pelo celular deitada é bem mais prático e mais fácil que lendo um livro físico. O que acontece é que o dinheiro melhorou e resolvi comprar alguns outros livros para ler, inclusive ganhei alguns em sorteios. Adivinha qual é o problema? Eu gostei tanto de ler livros neste formato que agora não sinto mais ânimo nenhum para ler livros físicos. Estou com quase trinta livros parados em casa pela metade sem conseguir terminar justamente por causa do desânimo.

Fico me perguntando se tenho algum problema cerebral, porque ainda assim gosto de comprar o livro e amo quando ele chega em minha casa mas quando vou começar a leitura, acabo voltando ao celular e lendo outras obras. Será que tem um remédio para isso? Quero muito voltar a ler de todas as maneiras e parar de ter esse bloqueio em relação aos exemplares físicos. Já aconteceu com você? Espero que não, mas se você tiver uma dica para me ajudar, sério, vou te agradecer pela vida inteira!

Resenha - Cruel

Título: Cruel
Autor: Bianca Ribeiro
Ano: 2016
Gênero: Romace/ Literatura Nacional
Um romance exclusivo do Wattpad
Classificação:
Rose Vallahar acaba de perder os pais num misterioso incêndio e não tem parentes próximos. Por causa de uma dívida feita com seu pai em vida, o belíssimo herdeiro da família DeVil fica responsável pela garota. Ele é arrogante, orgulhoso e encontra diversão em brincar com os sentimentos de Rose. Ela, no entanto, encontra-se na terrível situação de estar apaixonada por ele. Inspirada pela versão masculina de Cruella DeVil da Disney, "Cruel" primeiro fará com que você odeie e depois ame e depois odeie novamente num ciclo deliciosamente vicioso.
Me recomendaram muito o wattpad, então eu fui procurar boas histórias ou algo que me prendesse como leitora e doida por romances, lá eu encontrei um livro intitulado Cruel, na verdade essa história se baseia em Cruella DeVil, não é por menos que eu me interessaria na sinopse do livro, porque eu sou uma grande fã dos filmes da disney.
Tudo começa quando em um dia qualquer Rose se vê órfã por um incêndio que ela não sabe como começou  e que matou seus pais. Sem ter para onde ir ela pede que a policial contate Collumbus DeVil, já que sua mãe sempre a alertou que se algo acontecesse o procurasse pois a família tinha dividas com ele. Mas o destino traz uma consequência enorme para a Rose, pois o Sr. DeVil morreu e quem assume a responsabilidade de cuidar dela é o arrogante, calculista e nem por isso menos bonito Cruel DeVil.
Logo a mocinha se sente atraída, mas a forma de ser tratada por Cruel que uma hora é boa e outra é ruim a deixa profundamente confusa. Sendo que a convivência e as  brigas de rato e gato ela descobre que por trás da sua faixada fria esconde alguém ferido por escolhas do passado.
O pior que não podemos nos esquecer que ele é o tutor dela e não pode haver nada de amoroso na relação deles, cabo que ela ainda é de menor. Então por isso eles se veem preso numa complicada amizade. A autora vai pondo ao longo do texto mistérios sobre a dor que Cruel esconde, porque ele ser chamado assim, incógnitas que cercam a família dele e a misteriosa morte dos pais de Rose.
Ao mesmo tempo que a história vai se formando, vemos mudanças nos personagens – sinceramente quando eu leio um livro e tem um personagem que começa imaturo, chato e sem altas expectativas, é uma tortura, mas quando a autora sabe transformar aos poucos os personagens é uma alegria acompanhar  tal desenvolvimento – a Rose é a personagem que comparada a maturidade dela no fim do livro e depois no começo, vemos uma alegre mudança. Já o Cruel também, mas na questão dele é mais insignificante, pois para mim ele já era quase perfeito.
Então, esse é um livro rápido e que te prende. É bom porquê é uma história bem simples e que é bem gostosa de ler.

Caso vocês se interessem, aqui está o link para a leitura

[Resenha] Raio de Sol, de Kim Holden @Planeta

Título: Raio de Sol
Autor: Kim Holden
Lançamento: 2016
Páginas: 448
Gênero: Ficção / Literatura Estrangeira
Editora: Planeta
Classificação: 
Sinopse: Segredos.Todo mundo tem um.
Alguns são maiores que os outros.
Alguns, quando revelados,
Podem curar você...
E outros podem acabar com você.
Faça épico, costuma dizer Kate Sedgwick quando quer estimular alguém a dar o melhor de si. Nascida numa família-problema, com direito a mortes e abandono, a garota de dezenove anos sempre buscou fazer a diferença. Em vez de passar os dias lamentando os infortúnios da vida, como tantos fariam em seu lugar, sempre vê as coisas pelo lado positivo não é por outro motivo que Gus, seu melhor amigo, a chama de Raio de Sol.
E é por isso que, quando passa na faculdade e se muda da ensolarada San Diego, na Califórnia, para a fria cidade de Grant, em Minnesota, ela leva consigo apenas boas lembranças e perspectivas. O que ela não espera é que será surpreendida pelo amor único aspecto da vida em relação ao qual nunca quis ser otimista ao conhecer Keller Banks, um rapaz que parece corresponder aos seus sentimentos. Acontece que tanto ele quanto ela têm um segredo. E segredos, às vezes, podem mudar tudo.
Eu precisava vir falar sobre esse livro com alguém. Passei a noite toda terminando de ler ele e chorando continuamente como se minha vida dependesse disso. Vocês podem então imaginar o meu sofrimento. Para mim, Raio de Sol começou de forma lenta, até mesmo superficial. Eu não conseguia entender como outros leitores tinham gostado tanto do livro. O que ele tinha de mais? Mas aos poucos que vamos adentrando na narrativa, conhecendo os personagens, tudo começa a ficar mais intenso. A autora simplesmente cravou uma faca em meu coração e assim que eu consegui me recuperar, ela teve a audácia de cravar outra bem em cima da ferida.

Kate Sedgwick é uma jovem de 19 anos que acabou de entrar na faculdade de Grant, em Minnesota. Seu passado é cheio de feridas e um novo começo é tudo o que ela quer. Gus, seu melhor amigo e com quem acabou dormindo em sua última noite em San Diego, a apelidou de Raio de Sol por ser uma garota tão positiva e sorridente, mesmo que o mundo fizesse de tudo para ela cair. Essa positividade me irritava e como disse, achava Kate superficial demais. Ela era boa com todos, defendia todos, cuidava de todos. Kate era como uma mãe: sempre se esquecendo dela mesmo para ajudar aqueles que precisavam. Tinha que ter algo errado nisso, não?

[Resenha] Além da amizade, de Clara Alves @Publicação Independente

Título: Além da amizade
Autor: Clara Alves
Lançamento: 2015
Páginas: 522
Gênero: Drama / Romance
Editora: Publicação Independente
Classificação: 
Resenha postada primeiramente no blog Brilliant Diamond  
Sinopse: Após a traição do namorado, Anna Schwartz se vê entrando em uma nova (e não tão boa) fase da sua vida. Não bastasse a chegada na escola de um aluno novo, Gustavo, e seu interesse pelo garoto, Anna também precisa lidar com os sentimentos recém-descobertos pelo melhor amigo e com as constantes brigas de seus pais.Diante de vários conflitos e importantes decisões, que poderão ser a passagem de volta para sua felicidade, Anna descobre da pior maneira que as escolhas certas raramente são as mais fáceis de serem feitas.
Olá, como vão? Eu trouxe a resenha de um livro adorável, capaz de fazer você suspirar  e se apaixonar a primeira vista pelos personagens. A história retrata a vida de Anna Schwartz, ela é uma adolescente de 15 anos que mora no Rio de Janeiro. Além de ter os melhor amigos do mundo, ela acredita que seu namoro com Davi foi a melhor coisa que aconteceu em sua vida. Mas nem tudo acaba bem, já que ela descobre uma traição de seu namorado.

Arrasada ela busca abrigo no colo de seu amigo Natan, irmão de seu ex-namorado. O problema é que toda vez que ela fica ao lado dele, sentimentos entram em conflito e borboletas parecem voar em seu estômago. Será que ela estaria apaixonada pelo seu melhor amigo? Se recusando a acreditar nisso, Anna procura se afastar dele e com a chegada de Gustavo, um novo aluno do colégio, isso será mais fácil já que ele se mostra interessado nela.

[Resenha] A caminho do verão, de Sarah Dessen @iD

Título: A caminho do verão
Autor: Sarah Dessen
Lançamento: 2011
Páginas: 416
Gênero: Jovem Adulto
Editora: iD
Classificação: 
Sinopse: Auden resolve passar as férias de verão em Colby, uma minúscula cidade do litoral, com o pai, sua nova esposa e Thisbe, a filha do casal e sua mais nova irmãzinha. Lá, ela revê seus conceitos em relação à madrasta, encara um emprego de férias em uma boutique totalmente demais e conhece Eli, um garoto misterioso com o qual embarca em uma busca: experimentar uma adolescência sem preocupações que lhe foi negada enquanto ele procura se recuperar de um acontecimento trágico. Junte dois solitários, uma bicicleta, um estoque infindável de madrugadas com insônia, tortas e café e… tudo pode acontecer.
Sarah Dessen virou uma autora queridinha depois do lançamento de seu livro Os Bons Segredos. Eu já estava de olho nesta obra, mas como tinha esse livro dela, resolvi fazer um breve desvio e ler esse antes. Talvez por eu não ter conseguido gostar muito da personagem principal, não embarquei muito bem na leitura e a obra deixou a desejar. Não que o livro tenha sido ruim, longe disso, mas por não ter gostado da personalidade da protagonista, fiquei com um pé atrás com ela mesmo vendo seus amadurecimento e suas mudanças ao longo da narrativa.

Auden é uma jovem cética. Digo cética porque ela faz parte do grupo de adolescentes que só estuda e se preocupa com o futuro, não sai, tem poucos amigos e tem experiência zero com namorados. Devido ao fato de que seus pais se separaram muito cedo, ela deixou de receber atenção quando mais nova e por isso teve que amadurecer rápido demais, aprendendo a cuidar de si sozinha. Os pais dela também são acadêmicos - a mãe é uma renomada professora e palestrante e seu pai um escritor -, e isso dificulta cada vez mais a convivência com ambos já que eles são extremamente críticos em relação as outras pessoas que não fazem parte do "mundinho" deles e são egoístas, fazendo suas vontades sempre prevaler sobre a vida dos outros.

1ª vez... o que saber?

Olá pessoas maravilhosas, como vão? Hoje o título do post é bastante incomum, mas pensei bastante antes de trazê-lo aqui para vocês. Todos nós nos preocupamos com nossa primeira vez. Talvez os homens nem tanto, mas é fato que essa questão acaba passando pela cabeça da gente em determinado momento da nossa vida. Como não sou uma perita no assunto nem nada, eu sei que o tema sexo continua sendo um tabu e que hoje em dia há muitas questões mal-resolvidas em relação a esse tema tão complicado.

Por isso eu resolvi trazer a indicação de alguns livros que aborda o assunto da mesma maneira que poderíamos um dia procurar entender. O que fazer? Como vai ser? Será que vai doer? Lembrando também que os livros abaixo não se resumem a tratar do assunto, mas que fazem uma breve alusão a essas mesmas questões que um dia podem ou já passaram por nossas cabeças, então não esperem um tutorial e nem um guia aqui. Vamos saber quais foram os livros que escolhi?

[Resenha] Meu querido meio-irmão, Penelope Ward @Pandorga

Título: Meu querido meio-irmão
Autor: Penelope Ward
Lançamento: 2016
Páginas: 264
Gênero: Romance / Literatura Estrangeira
Editora: Pandorga
Classificação:
Sinopse: Não é normal desejarmos alguém que nos atormenta. Quando meu meio-irmão, Elec, se mudou para nossa casa, eu não estava preparada para lidar com um cara tão idiota. Odiei o fato de ele ter descontado sua raiva em mim porque não queria estar aqui. Odiei ele ter trazido garotas da escola para seu quarto. Mas o que mais odiei foi o modo indesejável que meu corpo reagia a ele. A princípio, pensei que tudo o que ele tinha a seu favor era o corpo musculoso e tatuado e o rosto perfeito. Mas as coisas começaram a mudar entre nós, e tudo teve um desfecho em uma noite inesquecível. No entanto, do mesmo modo que Elec entrou na minha vida, logo voltou para a Califórnia. Passaram-se anos desde a última vez que o vi. Quando a tragédia atingiu nossa família, tive que encará-lo novamente. E, diabos, o adolescente que me deixou louca se tornou o homem que destruiu o resto de sanidade que havia em mim. Senti que meu coração estava prestes a ser partido. De novo.
Esse foi meu primeiro contato com a autora Penelope Ward e já fiquei encantada com sua narrativa. Vi uma resenha estes dias sobre este livro e fiquei imaginando que se trataria de mais uma história erótica, já que a capa causa essa impressão. Mas mesmo que o leitor seja apreciado com algumas cenas quentes e alguns diálogos sensuais, o livro não se trata apenas de sexo e sim, um romance. Puro, honesto e verdadeiro.

Em primeira pessoa, Greta narra como sua vida mudou após a chega do filho de seu padastro, Elec, em sua casa. Nos primeiros momentos de convivência, o adolescente de aparência sensual e rebelde, era um completo estranho, arrogante e fazia de tudo para irritar Greta e sua família. Ela vivia em pé de guerra com Elec mas ainda assim não desistia de ser gentil com ele, mesmo que ele a tratasse muito mal. O relacionamento de Elec e seu pai, Randy, não era dos melhores e constantes brigas aconteciam. Greta não entendia como um pai poderia tratar seu filho como ele tratava Elec, mas aos poucos ela vai descobrindo que ambos tem muitos segredos que não querem revelar.

[Resenha] Nunca julgue uma dama pela aparência, de Sarah MacLean @Gutenberg

Título: Nunca julgue uma dama pela aparência
Autor: Sarah MacLean
Lançamento: 2016
Páginas: 320
Gênero: Erótico / Romance / Literatura Estrangeira
Editora: Gutenbeg
Classificação:
Sinopse: Duncan West, assim como todos os homens, enxerga apenas o que querMas ele estava prestes a ver o que não queria.Para a aristocracia, Lady Georgiana é a pobre irmã de um duque, rejeitada pela família após ter sido arruinada no pior tipo de escândalo possível: uma mulher que fez escolhas infelizes ao entregar-se de corpo e alma para um rapaz que todos desconhecem.Mas a verdade é sempre muito mais chocante! Nos recônditos mais obscuros de Londres, Lady Georgiana é a mulher mais poderosa da Grã-Bretanha, a rainha do submundo londrino, e atende pelo nome de Chase, o lendário e temido fundador do cassino mais exclusivo da cidade, o Anjo Caído.
Circulando disfarçada pelos corredores de seu império, Chase sabe dos piores segredos dos figurões da sociedade e tem todos os poderosos na palma de sua mão, mas durante anos os seus próprios mistérios nunca foram descobertos Até agora!Brilhante, inteligente e bonito como o pecado, o jornalista Duncan West está intrigado com a linda mulher que de alguma forma está ligada a um mundo de trevas e perdição. Ele sabe que Georgiana é muito mais do que parece e promete desvendar todos os seus segredos, expondo seu passado, ameaçando seu presente e arriscando tudo o que ela tem de mais precioso. Inclusive seu coração.
O último livro da série O Clube dos Canalhas me rendeu ótimos momentos, mas diferentemente dos outros livros, a história não me cativou totalmente e eu tive dificuldades para começar a gostar dos personagens. De um lado, descobrimos que Chase, o fundador do Anjo Caído é na verdade uma mulher. Por já ter lido uma resenha antes, eu já sabia deste fato. Lady Georgiana Pearson, além de se passar por Chase, também se passa pela prostituta mais bem paga da Inglaterra, Anna. Isso facilita para que ela ande livremente pelo cassino sem ninguém desconfiar sobre quem ela realmente é.

Dez anos antes disso, Georgianna se entregou ao seu primeiro amor, não se importando com as convenções sociais. Tudo o que ela queria era que Jhonatan se cassasse com ela e pudessem ser felizes juntos. Mas isso passou apenas de uma ilusão, pois assim que o menino tomou sua virgindade, ele desapareceu deixando-a sozinha e grávida com apenas 16 anos. Georgiana logo foi embora da cidade onde foi arruinada. Agora como Chase, sabe que precisava se casar porque sua filha, Caroline, agora com 9 anos, precisa da proteção de um título para que quando cresça consiga um bom casamento e respeitabilidade, coisa que ela mesmo não tem.

Por que os romances de época encantam tanto os leitores?

Alguns leitores ainda não estão familiarizados com o gênero romance de época, mas aqueles que já puderam ler uma história ambientada no século XIX, sabe que elas acabam encantando o leitor de todas as formas. Mesmo com pouquíssimas mudanças de enredo, as narrativas nos prendem por completo e ficamos cada vez mais entusiasmados para conhecer outros personagens, outro casal. Jane Austen é a grande mãe desses romances e através de sua obra mais famosa 'Orgulho e Preconceito', somos cativadas a entrar neste mundo onde a alta-roda sempre dita as regras e as mocinhas tem que fazer o possível para conseguir um bom casamento.

Por vezes me perguntei os motivos que fazem o romance de época ser um dos gêneros mais procurado nas livrarias. Na minha cabeça, existe três razões principais para isso acontecer. Leia mais e vamos conhecê-las!

[Resenha] Peça-me o que quiser e eu te darei, de Megan Maxwell @Suma de Letras

Título: Peça-me o que quiser e eu te darei
Autor: Megan Maxwell
Lançamento: 2016
Páginas: 576
Gênero: Erótico / Romance / Literatura Estrangeira
Editora: Suma de Letras
Classificação:
Sinopse: Os anos se passaram. Judith Flores e Eric Zimmerman vivem em uma bela casa em Munique com os três filhos. E continuam tão apaixonados quanto no dia em que se conheceram. O alemão e a espanhola enfrentam juntos os desafios de criar um adolescente e de manter o desejo aceso no casamento. Apesar disso, tudo parece ir bem, até o dia em que uma mulher do passado de Eric reaparece e coloca à prova todas as certezas de Jud. Já os melhores amigos do casal, Mel e Björn, estão mais felizes do que nunca. E o advogado sonha com o dia em que a ex-tenente do Exército americano deixará de ser tão teimosa e aceitará se casar com ele. Unidos pela amizade e pelo sexo, os dois casais enfrentarão juntos as armadilhas que o destino coloca em seus caminhos. Será que o amor verdadeiro é mesmo capaz de vencer tudo? 
Algumas pessoas não sabem mas eu sou uma fã do gênero erótico, e minha autora favorita é inclusive a Megan Maxwell com sua trilogia Peça-me o que quiser. Este ano, a editora Suma das Letras anunciou que a autora iria lançar mais um livro para acrescentar e eu não me contive de ansiedade até conseguir ter o livro em mãos e devorá-lo. Neste último volume, Eric e Jud já estão casados há 5 anos. Flyn tem 14 anos e de um garotinho tímido e retraído, tornou-se um menino bonito e popular. Eric e Hannah, os filhos de Jud tem 3 e 2 anos, respectivamente.

Antes de começar a resenha, uma dica para quem quer ler este volume, leia antes o livro da Mel e do Björn, Surpreenda-me, pois neste livro eles são co-protagonistas, e para não levar spoiler sobre a relação de ambos, melhor ler o livro antes.

Livros que eu não esperava nada e conquistaram meu coração

Sempre tem aquele livro que a gente acaba não dando valor e julga pela capa, não é mesmo? Eu faço isso direto e acaba que estes livros sempre me conquistam, ainda mais quando eu não estou com nenhuma vontade de ler. Neste post vou falar sobre cinco livros que eu não esperava nada e que acabaram me conquistando de um jeito muito legal. São aqueles livros que você começa e só quer parar assim que terminar. Espero que gostem do post e que esses livros sirvam de indicação para vocês também!

Puros - Julianna Baggott
Eu vivo falando e comentando desse livro aqui no blog mas na verdade quando ganhei ele não tinha lhe dado o devido crédito. Minha mãe havia comprado ele junto de vários outros livros, mas a capa não me interessou de nenhuma forma, então ele ficou preso na estante durante um tempão. Foi então que resolvi que precisava ler algo e apostei nele e cara, como eu me arrependo de não ter começado logo! O livro foi desenvolvido de uma forma simplesmente perfeita pela autora onde o mundo pós-terceira guerra é devastador e cruel. Eu adorei o livro e se tornou um dos meus favoritos. 
Indico para: Aqueles que gostam de distopias e querem algo diferente de Jogos Vorazes, A Seleção vão amar esse livro.

[Resenha] Entre a ruína e a paixão, de Sarah MacLean @Gutenberg

Título: Entre a ruína e a paixão
Autor: Sarah MacLean
Lançamento: 2016
Páginas: 304
Gênero: Romance / Literatura Estrangeira
Editora: Gutenberg
Classificação:
Sinopse: Uma noiva desaparecida na véspera de seu casamento. Um poderoso duque acusado de assassinato. Uma noite que mudou duas vidas para sempre. Temple viu seu mundo desmoronar quando acordou completamente nu e desmemoriado em uma cama repleta de sangue. Destituído de seu título e acusado de assassinato, o jovem duque foi banido da sociedade. Doze anos depois, recuperado em sua fortuna e seu poder como um dos sócios do cassino mais famoso de Londres, sua redenção surge quando a única pessoa que poderia provar sua inocência ressurge do mundo dos mortos. Após doze anos desaparecida, Mara Lowe se vê obrigada a reaparecer quando seu irmão perde toda a fortuna da família nas mesas do cassino do homem cuja vida ela arruinou. Temple quer provar a todos que é inocente e, sobretudo, se vingar e destruir a vida daquela mulher, enquanto Mara precisa enfrentar o passado para recuperar seu dinheiro. Assim, os dois formam um acordo obsceno que os une em um jogo de poder e sedução. Mas ambos descobrem que a realidade esconde muito mais do que as aparências revelam e eles se veem em uma encruzilhada na qual precisam escolher entre lavar a honra do passado e garantir o futuro ou ceder ao desejo de se entregarem de vez à irresistível atração que sentem um pelo outro, mas que pode arruiná-los para sempre.
Após ter terminado o segundo livro Entre a culpa e o desejo com as expectativas mais do que atingidas, embarquei na leitura do terceiro volume da série O Clube dos Canalhas. O que falar dessa mulher? Gente, a Sarah MacLean precisava ganhar um prêmio. Ela é uma das melhores autoras de romance de época que existem! Nunca vi uma mulher ser tão sensacional em cada romance que escreve. Geralmente quando lemos uma série, sempre tem um volume que se sobressai aos outros, mas com os livros da Sarah é quase impossível escolher qual você gostou mais.

William Harrow, Marquês de Chapin e herdeiro do ducado de Lamont acordou em uma cama completamente nu e desorientado. Tudo o que se lembra é que estava na companhia de uma bela mulher de cabelos ruivos, com olhos diferentes: um de cor azul e outro verde. Desesperado para saber se a noite foi realmente boa, ele olha para o outro lado da cama a fim de encontrá-la mas tudo o que vê é sangue. Quando descobre onde está, ele fica sabendo que o acusam de matar Mara Lowe, a noiva de seu pai, e a partir daí tudo o que ele conhece é destruído, menos o apelido infame que lhe dão: O Duque Assassino.

[Resenha] Sangue de Lobo, de Rosana Rios e Helena Gomes @Farol Literário

Título: Sangue de Lobo
Autor: Rosana Rios e Helena Gomes
Lançamento: 2010
Páginas: 520
Gênero: Aventura
Editora: Farol Literário
Classificação: 
Sinopse: Em 'Sangue de Lobo', um antigo original de um livro que conta uma história de mistério e morte jaz esquecido num pequeno museu em um restaurante no sul de Minas Gerais. Duas jovens, Ana Cristina e Cristiana, em viagem com a família de Ana, encontram-no e leem a história. Elas ficam assustadas, pois o enredo do livro retrata exatamente o jogo de RPG que elas criaram com amigos em São Paulo. E o mais curioso - a história se passa na cidade onde vão passar as férias. Foi lá que ocorreram crimes em série no início do século XX. E, no mesmo local, 100 anos depois, volta a acontecer uma sequência sinistra de mortes - oito macabras bonecas de porcelana parecem corresponder às vítimas de um insano assassino serial. As histórias do presente e do passado se misturam a partir do lobisomem Hector, um jovem inglês do passado que luta contra a maldição da Lua Cheia. 
A primeira vez que olhei esse livro, não me importei de fato com o que realmente falaria, qual seria sua história e confesso que não estava com muito ânimo para ler. Imagine a minha felicidade ao constatar que o enredo havia me pegado de jeito e me deixado sem palavras? Se fosse para fazer um ranking dos meus livros favoritos, este estaria no topo. Melhor ainda sendo nacional!

Hector, nasceu em Londres e quando criança foi mordido pela mãe que acabou tornando-o um lobisomem. Sabendo que no Brasil poderia encontrar meios de tirar o fator X de seu sangue e enfim parar a mutação, ele viaja para a cidade de Passa Quatro, em Minas. O sangue de lobo também faz com que ele não envelheça, por isso mesmo passando muito tempo, Hector ainda tem a aparência de quando tinha 23 anos, e isso faz com que ele adote o nome de Daniel.

[Resenha] Entre a culpa e desejo, de Sarah MacLean @Gutenberg

Título: Entre a culpa e o desejo
Autor: Sarah MacLean
Lançamento: 2015
Páginas: 304
Gênero: Romance / Literatura estrangeira
Editora: Gutenberg
Classificação:
Sinopse: Seu próximo experimento científico? Entregar-se a um canalha!
Lady Philippa Marbury não é como as jovens de sua época. A brilhante filha do marquês de Needham e Dolby se preocupa mais com seus livros e experimentos do que com vestidos e bailes. Para ela, um laboratório é muito mais atraente que uma proposta de casamento, e é por isso que, ao ser prometida a um noivo com quem não tem nada em comum, Pippa tem apenas duas semanas para empreender seu último experimento: descobrir todos os prazeres e todas as delícias da vida antes de passar o resto de seus dias ao lado de alguém que ela mal conhece.
Como boa cientista que é, Pippa investiga a vida do homem que parece ser a cobaia ideal para realizar suas experiências: Sr. Cross, o atraente sócio do cassino mais famoso e cobiçado de Londres, um libertino cuja má-fama foi cuidadosamente construída sobre o vício e a devassidão. Um canalha perfeito para explorar suas fantasias e satisfazer sua curiosidade sem manchar sua reputação de moça de família.
Mas o que Pippa não sabe é que, por baixo das aparências, Cross esconde segredos obscuros e que, ao receber a proposta da garota, ele está diante de uma oferta que pode destruir tudo aquilo que durante anos ele se esforçou para proteger.
Terrivelmente tentado a se envolver nessa aventura que promete o mais puro prazer sem qualquer outra emoção, tudo o que Cross deseja é dar a Pippa exatamente o que ela quer, mas ele sabe que ninguém sai ileso do caminho da satisfação e, assim, Cross terá de usar cada miligrama de sua força de vontade para não perder o controle e resistir à tentação de entregar à jovem muito mais do que ela ousa imaginar.
Se eu achei que não poderia me impressionar com um romance de época, eis que surge o segundo volume da série O Clube dos Canalhas com a personagem Philippa Marbury, mais conhecida como Pippa, irmã da Penélope, a condessa de Bourne e protagonista do primeiro livro da série (resenha do livro aqui)

Pippa é uma cientista e muito inteligente e por isso é considerada tão estranha pela sociedade, mas mesmo assim ela consegue um pedido de casamento e aceita se casar com um conde, mesmo que ele seja infinitamente mais lerdo e burro do que ela. O casamento com ele seria pacato, livre de qualquer emoção, já que seu noivo não é do tipo que faria seu coração palpitar, coisa que ela acha impossível, mas o casamento dela juntamente com o da sua irmã menor, Olívia, faria o sonho de sua mãe realizado, então ela casaria mesmo assim.