Facebook

Blogs que eu amo e que indico #1

Alguns de vocês não sabem mas eu sou uma louca viciada em blogs. Antes de começar com meu próprio cantinho, eu vinha pesquisando e dando uma olhadinha em vários outros sites famosos para ter uma ideia de como essa coisa de ser blogueiro funcionava. Mas foi somente após criar o blog que eu descobri que existem várias outras pessoas querendo um espaço no mundo virtual, uns com toda sua exuberância e outros com sua timidez e delicadeza. Eu sempre que posso dou uma visita naqueles blogs que aparecem na minha página inicial. Vou confessar que amo ler resenhas, por isso sempre procuro visitar os posts que falam sobre algum livro, mas também fico apaixonada por aqueles textos onde essas pessoas desabafam sobre algo ou aqueles posts espirituosos e interessantes de ler.

Aos poucos eu fui fazendo não somente amizade com alguns blogueiros, mas criando um carinho especial por cada blog que visitava, cada post que lia, mesmo que este blogueiro nem soubesse da minha existência. Pensando em alguns cantinhos que eu simplesmente amo, resolvi começar a falar neste post sobre alguns blogs que eu adoro e que eu acho que você deveria dar uma olhadinha. Como são muitos, vamos por partes. A cada post vou indicar quatro blogs que eu amo, e relaxa, se o seu blog não foi escolhido, garanto que aqui uma hora ele vai aparecer. Também deixo claro que o fato deu não escolher alguns blogs não quer dizer que eu não goste deles, mas que existem outros que tornam esse mundo virtual muito mais acessível e legal.

Quer dar uma olhadinha nos blogs que eu super indico para vocês neste primeiro post? Leia mais!

[Resenha] Corra, Abby, corra!, de Jane Costello @Record

A estória conta a vida de Abby, uma mulher que há apenas um ano abriu sua empresa de web design. Entre gerenciar uma empresa, ela ainda precisa ter tempo para tocar a vida amorosa, a qual há muito tempo não está movimentada.

Bem no começo da história, Abby acaba atropelando um homem chamado Tom, mas mesmo que ele seja irresistível de tão bonito, ele a obriga pagar o concerto de sua moto já que foi ela quem provocou o acidente. Isso já é motivo suficiente para Abby guardar rancor dele e querer evitá-lo ao máximo. Abby é do tamanho 42 e constantemente vive comendo diversas coisas não saudáveis. Sua melhor amiga tenta fazer de tudo para ela entrar no clube de corrida que ela participa, assim Abby pode melhorar sua condição física, emagrecer e quem sabe, ficar com Oliver, carinhosamente apelidado de Doutor Sexy. Mas o que ela não esperava era encontrar não somente Oliver nos encontros do grupo de corrida, mas Tom também e nada menos do que acompanhado de sua estonteante namorada.

No começo Abby é uma negação. Ela tenta fazer de tudo para impressionar Oliver e acaba errando feio em agir como alguém que ela não é, e por isso, ela acaba desistindo de vez do clube de corrida. Enquanto isso, sua equipe constituída de três funcionários e um contador a ajuda a fazer com que a empresa cresça. Porém, sua melhor funcionária Heidi, descobre que tem uma doença chamada esclerose múltipla, a qual ataca o sistema nervoso e pode causar lesões cerebrais e medulares, e que não tem cura. 

[Resenha] Um caso perdido, de Colleen Hoover @Galera Record

Título: Um caso perdido
Autor: Colleen Hoover
Lançamento: 2014
Páginas: 384
Gênero: Literatura Estrangeira / Drama / Romance
Editora: Galera Record
Classificação: 
Sinopse: Às vezes, descobrir a verdade pode te deixar com menos esperança do que acreditar em mentiras...
Em seu último ano de escola, Sky conhece Dean Holder, um rapaz com uma reputação capaz de rivalizar com a dela. Em um único encontro, ele conseguiu amedrontá-la e cativá-la. E algo nele faz com que memórias de seu passado conturbado comecem a voltar, mesmo depois de todo o trabalho que teve para enterrá-las. Mas o misterioso Holder também tem sua parcela de segredos e quando eles são revelados, a vida de Sky muda drasticamente.
Não é fato o quanto eu venho me encantando com a escrita da autora Colleen Hoover. Convenhamos, a mulher sabe escrever um new-adult como ninguém! Pois é. Pelo que eu estava contando, faltavam apenas esse livro e Métrica da autora para eu ler. Já posso deixar claro que mais uma vez estou impressionada com a trama que Colleen criou e apaixonada por seus personagens extremamente críveis e cativantes.

Sky é uma menina que não tem absolutamente nenhum contato com tecnologia pois sua mãe, Karen, que a adotou 13 anos atrás, acredita que este é o mal do mundo hoje em dia, por isso ela não tem acesso a internet, TV à cabo e muito menos celular. Cansada de viver na redoma de vidro que sua mãe impôs e querendo ter uma experiência de adolescente normal. ela convence ela a deixá-la estudar seu último ano em uma escola pública com sua melhor amiga Six, já que ela sempre estudou em casa. Porém, Six irá fazer um intercâmbio na Itália e deixará a amiga sozinha nesta experiência. Sky já tem uma fama nesta escola por sempre ficar com vários garotos mas nunca se deitar com nenhum, e por isso é recebida com vários insultos quando põe os pés na escola.

[Desabafos de uma Leitora] E-book ou livro físico?

A era digital tem chegado com tudo e mudado nosso padrão de vida. Os e-readers chegaram para trazer mais conforto aos leitores com um baixo custo (menos se o e-reader for quase uma fortuna). Eu vejo bastante questionamentos nos blogs que entro: E-book ou o livro físico? Se perguntarem para 100 pessoas, 97 delas irá responder livro físico e falando sério, eu também seria uma delas. O principal motivo para escolhermos ele? Primeiro porque podemos cheirar, tocar e fazer tudo aquilo que nós leitores amamos fazer quando ganhamos um livro, sem contar que vê-los preenchendo nossas estantes é um prazer que só um leitor entende.

Mas eis aqui meu problema. Um tempo atrás eu não conseguia mais pagar livros novos pelo custo alto nas livrarias, então resolvi comprar somente aqueles que eu queria muito e comecei a baixar livros em PDF para ler. O formato não é o dos melhores, se não estiver revisado você facilmente se perde na leitura, mas era uma alternativa que usei para este momento. Em seguida, encontrei um formato melhor, os e-pubs. Pense só na minha felicidade! Ficava bem mais fácil ler, ainda mais quando você podia regular letra, iluminação e outras coisinhas para ficar mais confortável na hora de ler.

Pois bem, passei quase seis meses lendo tudo quanto é livro neste formato e agora meio que me acostumei a ler livros assim, até porque a maioria das vezes que leio estou na cama, e ler pelo celular deitada é bem mais prático e mais fácil que lendo um livro físico. O que acontece é que o dinheiro melhorou e resolvi comprar alguns outros livros para ler, inclusive ganhei alguns em sorteios. Adivinha qual é o problema? Eu gostei tanto de ler livros neste formato que agora não sinto mais ânimo nenhum para ler livros físicos. Estou com quase trinta livros parados em casa pela metade sem conseguir terminar justamente por causa do desânimo.

Fico me perguntando se tenho algum problema cerebral, porque ainda assim gosto de comprar o livro e amo quando ele chega em minha casa mas quando vou começar a leitura, acabo voltando ao celular e lendo outras obras. Será que tem um remédio para isso? Quero muito voltar a ler de todas as maneiras e parar de ter esse bloqueio em relação aos exemplares físicos. Já aconteceu com você? Espero que não, mas se você tiver uma dica para me ajudar, sério, vou te agradecer pela vida inteira!