Facebook

[Resenha] Bound by Duty, de Cora Reilly @Createspace

Título: Bound by Duty
Autor: Cora Reilly
Lançamento: 2015
Páginas: 320
Gênero: Literatura Estrangeira / Romance
Editora: Createspace
Sinopse: A esposa de Dante The Boss Cavallaro morreu há quatro anos. Prestes a se tornar o mais novo líder da máfia de Chicago, Dante precisa de uma nova esposa, e Valentina foi escolhida para o papel. 
Valentina também perdeu seu marido, mas seu primeiro casamento foi só de aparências. Quando tinha dezoito anos, ela concordou em se casar com Antonio para esconder a verdade: que ele era gay e estava apaixonado por um homem de fora da máfia. Mesmo após a sua morte ela guardou o seu segredo, não só para preservar a honra de um homem morto, mas também para proteger a si mesma. Mas agora que ela está prestes a casar com Dante, seu castelo de mentiras ameaça desabar. 
Dante tem apenas trinta e seis anos, mas já é temido e respeitado na Família, e é conhecido por sempre conseguir o que quer. Valentina está apavorada que a noite de núpcias revele seu segredo, mas suas preocupações se provam infundadas quando Dante se mostra indiferente a ela. Logo o seu medo é substituído por confusão e indignação. Valentina está cansada de ser ignorada. Ela está determinada a conseguir a atenção de Dante, mesmo que ela não consiga ter o seu coração, que ainda pertence à sua falecida esposa. 
Nesse segundo volume da série Born in Blood Mafia Chronicles, vamos conhecer Valentina, uma jovem viúva de 23 anos que foi prometida a se casar com Dante, mais conhecido como The Boss por ser o novo Capo da Máfia. Valentina se sente sortuda por conseguir um casamento com alguém tão importante, ainda mais já tendo sido casada já que os homens sempre escolhem mulheres mais novas e virgens. E mesmo que ninguém saiba, Valentina continua sendo virgem já que em seus quatro anos ao lado de Antonio, ele nunca consumou o casamento, já que ele era gay e casou-se com ela justamente para esconder sua condição. Ser homossexual dentro da máfia era o mesmo que pedir para ser morto já que era algo completamente proibido.

Val acredita que enfim terá sua grande chance mas sabe que fará de tudo para fingir não ser mais virgem, já que prometeu a Antonio nunca contar seu segredo a ninguém. Porém, na sua noite de núpcias, Dante não a procura e nem pensa em consumar o casamento, deixando a moça arrasada. Sem entender o por que disso, Val fará de tudo para que seu marido a honre e lhe dê prazer, mesmo sabendo que ele pode nunca vir amá-la.

Os 8 livros da discórdia

Como alguns devem saber no post que eu escrevi ontem, eu acabei comprando oito livros na Bienal do Livro. Não tem nenhum problema nisso, não fosse o preço que eu vou ter que pagar assim que a fatura do cartão de crédito chegar. Já chorei minhas dores, e agora chegou a hora de mostrar quais foram os danadinhos que eu comprei. Se alguém já tiver lido algum desses livros, deixe sua opinião sobre a história e o enredo nos comentários.
Ambos comprei por R$10,00 em duas lojinhas diferentes mas com uma variedade de livros enorme. Estou lendo Dormindo com o Bilionário, que é o terceiro livro de uma série. Estou adorando a narrativa leve e fácil da história. Louras Zumbis, obviamente, fala sobre 'um apocalipse zumbi' que está deixando todas as líderes de torcida zumbis, e mesmo que a protagonista saiba que tem algo errado com as tais garotas, ela quer ser amiga delas. Confuso, não?
Como todos sabem, Os bons segredos, livro da Sarah Dessen deu o que falar assim que foi lançado. Eu estava louca para ler o livro, então não exitei em comprar já que estava por R$15,00. O começo de tudo não é um livro conhecido, mas eu fiquei apaixonada pela sinopse que é como um chick-lit porém narrado por um homem, sem contar que a capa é uma gracinha.
Assim que eu soube que esse livro inspirou o filme Meu namorado é um zumbi, eu estava muito ansiosa para comprá-lo, ainda mais com o preço de R$10,00. Eu gostei bastante do filme mas disseram que o livro é ainda melhor, então não vejo a hora de conferir.
Imagine a minha surpresa quando vi o livro Apaixonada por um guerreiro escocês no stand da Universo dos Livros por apenas R$25,00. Foi o único livro mais em conta que eu encontrei lá e que era um que eu queria há tempos, ainda mais sabendo que se trata de um romance de época, nos quais sou viciada. Primeiro amor é um livro que eu queria há muito tempo, e estava barato demais para não comprar. Espero não me arrepender.
E por último, depois de tanto ouvir a vendedora da Universo dos livros elogiar esse livro, eu comprei ele por R$20,00, um preço bem acessível.
Eaí, gostaram?

[Desabafos de uma Leitora] Comprei mesmo e não me arrependo!

Olá, como vão? Eu espero que bem, porque vou lhes contar uma coisa, eu não estou nada bem! Não é nada tão grave assim, mas o título do post pode dar alguma indicação do que realmente aconteceu. Pois bem, para quem não sabe, aqui em Brasília está acontecendo a Bienal do Livro (não tão boa quanto a de São Paulo, mas é o que tem). Alguns preços estão bem acessíveis e sempre tem aquele livro que nos chama atenção, não é? Pois é. Resolvi ir sábado para ver como estaria o evento e até que gostei bastante e trouxe um livro para casa. O problema fatal foi justamente ter visitado a Bienal hoje.

Hoje que não tinha quase ninguém lá porque era dia de semana, eu consegui visitar os stands mais calma e averiguar os livros que eu realmente queria. Resumindo: comprei oito livros que me custaram um preço até que bem razoável, só que minha mãe não vai ficar nada feliz quando descobrir isso.

Uma estagiária como eu vive tentando conter as expectativas quando o assunto é comprar coisas, afinal, nessa crise é muito complicado comprar tudo aquilo que a gente quer, mas hoje eu acabei me empolgando, esqueci os meus princípios e estrapolei. Sinceramente, eu ainda nem sei como vou conseguir pagar minhas contas no começo do próximo mês! Mas, como forma de mostrar que eu fiz a coisa certa e deixar minha consciência menos pesada, afinal, estamos falando de livro, eu estou martelando na minha cabeça que não me arrependo de ter comprado os oito livros. Nenhum!

Sei que vai doer quando a fatura do cartão chegar mas acho que todos nós fazemos sacrifícios, não é mesmo? Se você já passou por essa mesma experiência, gastando mais do que deveria, deixe nos seus comentários suas palavras de apoio. Eu realmente preciso ouvir!!! Um grande abraço.


TAG: 7 pecados capitais da leitura

Faz tempo que não trago nada diferente e fuçando os blogs por aqui, encontrei uma tag muito divertida no Sessão Proibida. Ela é bem simples: devemos nomear um livro para cada pecado capital. Se você quiser fazer também, fique à vontade e divirta-se!

1. Ganância: qual é seu livro mais caro? E o menos caro?

Quando Eddard Stark, lorde do castelo de Winterfell, aceita a prestigiada posição de Mão do Rei oferecida pelo velho amigo, o rei Robert Baratheon, não desconfia que sua vida está prestes a ruir em sucessivas tragédias. Sabe-se que Lorde Stark aceitou a proposta porque desconfia que o dono anterior do título fora envenenado pela manipuladora rainha - uma cruel mulher do clã Lannister. E sua intenção é proteger o rei. Mas ter como inimigo os Lannister pode ser fatal: a ambição dessa família pelo poder parece não ter limites e o rei corre grande perigo. Agora, sozinho na corte, Eddard percebe que não só o rei está em apuros, mas também ele e toda a sua família. Quem vencerá a guerra dos tronos?

Quando Game of Thrones começou a fazer sucesso, uma amiga minha disse que simplesmente devorava os livros então coloquei na cabeça que precisava comprar. Fiz meu pai pagar R$50,00 reais nele para nunca ter terminado. Acho que eu teria feito melhor proveito do dinheiro se soubesse disso antes.
Pressia pouco se lembra das Explosões ou de sua vida no Antes. Deitada no armário de dormir, nos fundos de uma antiga barbearia em ruínas onde se esconde com o avô, ela pensa em tudo o que foi perdido — como um mundo com parques incríveis, cinemas, festas de aniversário, pais e mães foi reduzido a somente cinzas e poeira, cicatrizes, queimaduras, corpos mutilados e fundidos. Agora, em uma época em que todos os jovens são obrigados a se entregar às milícias para, com sorte, serem treinados ou, se tiverem azar, abatidos, Pressia não pode mais fingir que ainda é uma criança. Sua única saída é fugir.Houve, porém, quem escapasse ileso do Apocalipse.
Esses são os Puros, mantidos a salvo das cinzas pelo Domo, que protege seus corpos saudáveis e superiores. Partridge é um desses privilegiados, mas não se sente assim. Filho de um dos homens mais influentes do Domo, ele, assim como Pressia, pensa nas perdas. Talvez porque sua própria família se desfez: o pai é emocionalmente distante, o irmão cometeu o suicídio e a mãe não conseguiu chegar ao abrigo do Domo. Ou talvez seja a claustrofobia, a sensação de que o Domo se transformou em uma prisão de regras extremamente rígidas. Quando uma frase dita sem querer dá a entender que sua mãe pode estar viva, ele arrisca tudo e sai à sua procura.
Dois universos opostos se chocam quando Pressia e Partridge se encontram. Porém, eles logo percebem que para alcançarem o que desejam — e continuar vivos — precisarão unir suas forças.
Na verdade foi minha mãe que me comprou essa maravilha, e creio que foi por R$12,00. Gente, esse livro é tão bom que praticamente se tornou uma relíquia! Vocês precisam ler.

[Resenha] Apaixonada pelo garoto nerd, de Mariana Mello Sgambato @Pandorga

Título: Apaixonada pelo garoto nerd
Autor: Mariana Mello Sgambato
Lançamento: 2015
Páginas: 344
Gênero: Infantojuvenil / Romance
Editora: Pandorga
Sinopse: Era para ser simples: tudo o que Audrey Blackwell precisava fazer era convencer Noah Hartley a ajudá-la a passar de ano. Ela só não esperava se apaixonar pelo cara mais nerd da turma e de quebra, arriscar perder o status de Rainha.
Audrey e sua amiga Aimeé são cheerleaders do time de futebol da escola e as duas levam uma vida de ascensão na popularidade já que Audrey está namorando o capitão do time de futebol, Tyler. Audrey é completamente linda, tem olhos azuis e cabelos loiros, já sua amiga é negra e tem um corpo de dar inveja. 

Mas nem sua beleza pode ajudá-la agora já que Audrey está indo muito mal em todas as matérias e se caso ela reprovar, seus pais irão colocá-la em um colégio público, além de tirar sua mesada. Audrey está com muito medo disso acontecer pois teme que se caso ela mude se escola, Tyler estará livre para voltar com sua ex Olívia. Pensando em uma maneira de melhorar, ela resolve pedir ajuda a Noah Hartley, conhecido como o nerd dos nerds. Ele só tira dez em todas as matérias e com certeza não exitará em ajudar Audrey depois que ela jogar seu charme a ele. Só que Noah além de recusar a oferta, ainda a trata muito mal mostrando que a odeia desde que ela deu-lhe o fora no ano anterior.