Facebook

[Resenha] O lado feio do amor, de Colleen Hoover @Galera Record

Título: O lado feio do amor
Autor: Colleen Hoover
Lançamento: 2015
Páginas: 336
Gênero: Romance / Jovem Adulto 
Editora: Galera Record
Livro primeiramente resenhado no blog Brilliant Diamond 
Sinopse: Quando Tate Collins se muda para o apartamento de seu irmão, Corbin, a fim de se dedicar ao mestrado em enfermagem, não imaginava conhecer o lado feio do amor. Um relacionamento onde companheirismo e cumplicidade não são prioridades. E o sexo parece ser o único objetivo. Mas Miles Archer, piloto de avião, vizinho e melhor amigo de Corbin, sabe ser persuasivo... apesar da armadura emocional que usa para esconder um passado de dor.O que Miles e Tate sentem não é amor à primeira vista, mas uma atração incontrolável. Em pouco tempo não conseguem mais resistir e se entregam ao desejo. O rapaz impõe duas regras: sem perguntas sobre o passado e sem esperanças para o futuro. Será um relacionamento casual. Eles têm a sintonia perfeita. Tate prometeu não se apaixonar. Mas vai descobrir que nenhuma regra é capaz de controlar o amor e o desejo.
Tate Collins acaba de se mudar para a casa do seu irmão, Corbin, enquanto procura um novo emprego e estuda para o mestrado de enfermagem. Após chegar ao apartamento do irmão, ela vê sua entrada impedida pelo corpo de um homem que está caído em frente a porta, provavelmente bêbado. Assim que descobre que ele é Miles, amigo de Corbin, Tate não exita em ajudá-lo, mas no outro dia, acreditando que ele irá recebê-la bem por ela tê-lo ajudado, Miles a trata muito mau e agora o que ela mais quer é ficar longe do caminho dele.

Difícil isso acontecer já que Miles a todo momento está no apartamento que ela agora divide com seu irmão.  Mesmo que ele a tenha tratado mal no começo, não há como resistir aos lindos olhos azuis de Miles, e claro, seu corpo escultural.O problema é que Tate sabe o que quer dele, mas Miles faz de tudo para não deixar se envolver. Pelos sinais que ele lhe dá, ele se sente atraído por ela, mas não gosta do fato de sentir essa atração. Em meio a essas sensações, os dois acabam se beijando e fazem um acordo de apenas se envolverem sexualmente, porém com duas regras impostas por Miles: não pergunte sobre o passado e não espere um futuro.


Tag: Dias das semana em livros

Oi, como vão? Vocês sabem o quanto eu amo tags, e eu fui indicada pela Lya do blog Mente Viajante para responder essa que é bastante conhecida. Mais uma vez agradeço pela indicação. Então vamos lá com as respostas:

Domingo: Um livro que você queria que não terminasse

O quarto livro da série Born in Blood Mafia Chronicles, acabou de uma forma que me deixou ansiando por mais. Me pareceu até meio corrido o final, mas é claro que iremos ver as consequências deste livro nos próximos da série. Sem contar que estou muito ansiosa para saber mais sobre os outros membros da máfia e sobre as personagens que a autora vai abordar agora.

[Resenha] A melhor coisa que nunca aconteceu na minha vida, de Laura Tait & Jimmy Rice @LeYa

Título: A melhor coisa que nunca aconteceu na minha vida
Autor: Laura Tait & Jimmy Rice
Lançamento: 2015
Páginas: 272
Gênero: Chick-lit /Ficção / Romance / Humor
Editora: LeYa
Sinopse: Todo mundo faz planos para o futuro. Mas será que a vida sempre leva aos caminhos desejados?
Viajar pelo mundo, ter o emprego dos sonhos, um grande amor do passado. Cada um imagina que sua vida acontecerá de uma maneira diferente. Perto de completar trinta anos, Holly e Alex, que não se veem há onze anos, voltam a se encontrar por acaso.
Como o reencontro vai afetar a vida desses velhos amigos de infância?
Na adolescência a amizade escondia uma grande paixão não revelada. E que, mesmo com o passar dos anos, continuou na memória como lembrança ou arrependimento do que poderia ter sido. O que aconteceria se o destino reservasse a possibilidade de viver uma segunda chance, tanto na vida quanto no amor?
A melhor coisa que nunca aconteceu na minha vida tem esse gostinho de primeiro amor. Com um enredo leve, romântico e engraçado, este casal de protagonistas te conquistará logo nas primeiras páginas.
A melhor coisa que nunca aconteceu na minha vida é um comédia romântica baseada em livros como Simplesmente Acontece e Desde o Primeiro Instante onde retratam uma paixão que surge entre dois amigos, mas que por obra do destino ou até mesmo do acaso, eles levam um tempão incrível para conseguir revelar seus sentimentos.

A história começa em 2010 falando sobre as vidas de Holly e Alex, mostrando um pouco como cada personagem se encontra naquele momento com uma narrativa em primeira pessoa. Holly é uma secretária que tem um relacionamento escondido com seu chefe. Escondido porque de acordo com ela e "supostamente" ele, se as pessoas soubessem que secretária e chefe tem uma relação fora do ambiente de trabalho, elas perderiam o respeito das outras pessoas. Alex acabou tornando-se professor, porém nem tudo são flores e seu sonho de mudar a vida de jovens através da literatura acabou frustrando-se, sem contar que ele é péssimo em relacionamentos.

[Resenha] Bound by Hatred, de Cora Reilly @Createspace

Título: Bound by Hatred
Autor: Cora Reilly
Lançamento: 2015
Páginas: 312
Gênero: Literatura Estrangeira / Romance
Editora: Createspace
Sinopse: Quando Gianna assistiu sua irmã Aria se casar com um homem que ela mal conhecia, ela prometeu a si mesma que não iria deixar a mesma coisa acontecer com ela.Matteo - The Blade - Vitiello pôs seus olhos em Gianna no momento em que a viu no casamento do irmão dele, Luca, e Rocco Scuderi está mais do que disposto a dar sua filha para ele, mas Gianna não tem intenção de se casar por qualquer outra razão que o amor. Poucos meses antes do casamento, Gianna escapa de seus guarda-costas e foge. Ela tem dinheiro suficiente para fugir para a Europa e começar uma nova vida. Mas ficar sem ser detectada quando uma multidão está procurando por ela é um desafio que leva tudo, especialmente quando um dos seus melhores caçadores e assassinos está atrás dela: Matteo Vitiello.Depois de seis meses em fuga, Gianna finalmente se estabelece em uma rotina provisória em Munique, mas, em seguida, Matteo e um par de soldados de seu pai a encontra com outro homem.Apesar de sua suplica, eles matam seu namorado, e Gianna é forçada a se casar com Matteo. Suas emoções oscilam entre a culpa por ter arrastado um inocente em seu mundo e ódio contra Matteo, Gianna está determinada a fazer vida um inferno para o seu marido. Mas Matteo é um mestre em jogos de mente e sua luta pelo poder logo se transforma em noites movidas a ódio de paixão.
Gianna é a filha problema da família Scuderi. Ela é a única que nunca quis fazer parte da máfia e sempre sonhou em levar uma vida normal longe da violência e do machismo que a máfia agrega. Assim que soube que sua irmã Aria iria se casar contra sua vontade, Gianna jurou a si mesma que com ela seria diferente, ela escolheria seu marido. Mas seu pai lhe dá uma rasteira assim que promete a mão da filha para Matteo Vitiello, irmão de Luca, o marido de sua irmã.

Matteo se encantou pelos cabelos ruivos e pela beleza de Gianna assim que a viu pela primeira vez. Sua língua afiada e suas respostas sarcásticas o atraíam em direção a ela, e disposto a tirar o sorrisinho de satisfação da cara dela toda vez que ela lhe dá uma má resposta, ele a pede em casamento para seu pai. Mas será que casar Gianna contra sua vontade será tão fácil assim?

[Resenha] Maybe Not (Talvez não), de Colleen Hoover @Atria Books

Título: Maybe not (Talvez não)
Autor: Colleen Hoover
Lançamento: 2015
Páginas: 112
Gênero: Jovem Adulto / Romance / Chick-lit / Ficção / Literatura Estrangeira
Editora: Atria Books
Sinopse: Quando Warren tem a oportunidade de viver com uma mulher como companheira de quarto, ele instantaneamente concorda. Poderia ser uma mudança emocionante. Ou talvez não. Especialmente quando essa companheira de quarto é a fria e aparentemente calculista Bridgette. As tensões estão altas e os ânimos se exaltam conforme os dois quase não aguentam ficar juntos na mesma sala. Mas Warren tem uma teoria sobre Bridgette: quem pode odiar com tanta paixão também deve ter a capacidade de amar, com tanta paixão. E ele quer ser o único a testar essa teoria. Bridgette encontrará isso em si mesma para aquecer o seu coração para Warren e finalmente aprender a amar? Talvez. Talvez não.
Quem já leu Talvez um Dia, da autora Colleen Hoover, sabe o quanto Bridgette pode ser um carrasco quando quer. A mocinha trata todos da maneira mais rude possível, sem motivo algum aparentemente. Depois do sucesso desse primeiro livro, Colleen nos presenteia com um spin-off de pouquíssimas páginas sobre o relacionamento de Warren e Bridgette.

Warren é o melhor amigo de Ridge, e juntos dividem um apartamento já que ele é o "empresário" da banda de Ridge. Seus dias são normais, calmos e sem graça até que ele encontra uma mulher dentro de seu banheiro tomando banho. O que diabos ela estaria fazendo ali? Warren então conhece Bridgette, a nova moradora de um dos quartos do apartamento. Warren surta no começo porque não quer dividir sua casa com uma mulher mas depois que olha para Bridgette duas vezes (e repara em seu corpo), ele percebe que talvez ter uma colega de quarto não seja tão ruim, não fosse por Bridette tratá-lo como se o odiasse.

As melhores personagens femininas de 2016!

O ano ainda não acabou, mas 2016 já está de parabéns. Além de poder ter lido diversos livros encantadores, teve personagens que simplesmente me encantaram de uma forma completamente especial. E esse post especial é justamente para falar sobre as personagens femininas, que ainda conseguem estar no topo dos personagens centrais dos livros. Gente, eu li muita coisa, em média são 12 livros por mês então tem livro pra caramba e escolher somente cinco personagens foi difícil, mas tenho certeza que as escolhi bem e por diversos motivos. Vamos conhecê-las?