Facebook

[Resenha] O garoto do cachecol vermelho, de Ana Beatriz Brandão @Verus

Título: O garoto do cachecol vermelho
Autor: Ana Paula Brandão
Lançamento: 2016
Páginas: 294
Gênero: Ficção / Jovem Adulto
Editora: Verus
Sinopse: Uma história comovente, recheada de drama, suspense e romance
Melissa é uma garota linda, rica e mimada, que sempre consegue o que quer e tem todos na palma da mão. Ela acredita que a carreira de bailarina é a única coisa que realmente importa, porém suas certezas são abaladas quando faz uma aposta com um garoto misterioso, que parece ter como objetivo virar sua vida de cabeça para baixo. De repente, Melissa se vê dividida entre dois caminhos: realizar seu maior sonho, pelo qual batalhou a vida inteira, ou viver um grande amor. Mas, não importa aonde ela vá, todas as direções apontam para o garoto do cachecol vermelho... Com esta história intensa e apaixonante, Ana Beatriz Brandão vai emocionar e surpreender o leitor, provando que é uma jovem autora que tem muito a dizer.
Melissa é uma jovem bailarina que aspira conseguir uma vaga na famosa escola de artes Julliard. Para isso, ela treina todo dia com afinco. Devido a morte do pai antes dela nascer, sua mãe acabou se dedicando 100% ao trabalho, tornando-se ausente na vida da filha, por isso sua relação com ela não é a das melhores. Somando se ao fato de que Melissa é uma menina extremamente mimada, preconceituosa, que vive de festas em festas se embebedando, ela não é a melhor pessoa do mundo. Em uma das festas, ela viu um garoto pintando alguma coisa na calçada. Como já estava alterada, ela o xingou de vândalo e claro, arruinou o trabalho desse garoto. Ele pouco se afetou pelo acesso de raiva de Melissa, o que a deixou mais indignada ainda, mas tudo o que ela conseguiu captar da aparência dele foram seus incríveis olhos azuis e o gigante cachecol vermelho que ele usava.

[Pré-venda] A Supremacia Knight da autora Natalia Pinheiro

Onde comprar: aqui 
Outros links que você pode visitar: Facebook | Site Oficial
Sinopse: Em 2142, os seres humanos vivem em uma realidade devastada pela Terceira Guerra. Sem tecnologia, sem meios avançados de comunicação e com recursos naturais escassos. Existe, porém, uma espécie de seres vivos evoluídos biologicamente que não foi afetada por essa tragédia.
Os muthanos são pessoas geneticamente modificadas que possuem sentidos apurados, intelecto superior e, em sua maioria, superpoderes. Dados como lendas, eles vivem isolados em centros de treinamento, nos quais são capacitados para se tornarem super-heróis e protegerem os humanos.
Um destes centros abriga muthanos de todas as partes do mundo e, entre eles, estão Leslie Christie, Paisley, Brody e Charlotte, jovens com vidas interligadas e afligidas por uma mesma pessoa: King Knight.
Nos últimos anos, o mundo humano tem sido alvo de diversos ataques genocidas, a grande maioria em nome de King Knight, um vilão que tem conquistado bastante destaque devido a seu caráter destrutivo e seus planos inteligentes e complexos.
Na tentativa de salvar os humanos e suas próprias vidas, os estudantes cruzam o caminho entre King Knight e sua supremacia e acabam atraindo para si a fúria do vilão.

5 livros que você necessita conhecer

Não é segredo para ninguém que a maior vantagem em ser um devorador de livros, é que sempre podemos indicar as melhores obras a nossos amigos. Eu, particularmente, amo fazer isso com aqueles livros que me marcaram de alguma forma, ou que foram extremamente prazerosos de ler. O triste é notar que algumas dessas obras não são conhecidas nem por 1/3 dos leitores que existem aqui no Brasil. Por isso, baseado no post da Ana do blog Mademoiselle Loves Books onde ela fala sobre 7 livros que eu amo e quase ninguém conhece, eu vim apresentar cinco livros que você, caro leitor, necessita conhecer!

[Resenha] Bound by temptation, de Cora Reilly @Createspace

Título: Bound by temptation
Autor: Cora Rilley
Lançamento: 2015
Páginas: 229
Gênero: Romance
Editora: Createspace
Sinopse: Liliana Scuderi se apaixonou por Romero desde o momento em que ela o viu pela primeira vez. Depois de suas irmãs se casaram por razões táticas, ela espera ser autorizada a escolher um marido, mas quando seu pai lhe promete a um homem com mais do que o dobro de sua idade, essa esperança é esmagada. Não importa quanto ela peça, não é possível fazê-lo mudar de ideia. 
Romero sempre ignorou o flerte de Lily. A idade dela e seu estado a fizeram fora dos limites, mas mesmo alguém tão obediente como ele só tem um certo tanto de controle. Desejá-la quando ela deveria se casar com outro homem poderia significar guerra entre Nova York e o Chicago Outfit e Romero sempre colocou a Cosa Nostra em primeiro lugar. 
Lily suspeita que suas irmãs e Romero arriscariam tudo por ela, mas sua felicidade vale muito a pena? E o amor vale a pena uma guerra entre Cosa Nostra e a Outfit? 
Obs: Essa resenha pode conter spoiler dos outros livros.
Enfim trago a resenha do último livro lançado até o momento da série Born in Blood Mafia Chronicles. Já tem algum tempinho que eu venho relatando o quanto eu amei cada segundo dessa série e seus personagens, e com o livro da Liliana e o Romero não foi diferente. Desde o primeiro volume da série, Bound by Honor, temos um vislumbre da relação entre Lily, a filha mais nova dos Scuderi e Romero, homem de confiança de Luca e guarda-costas de Aria.

Sendo quatro anos mais nova que suas irmãs e ainda tendo uma mente de menina, Lily assim que pôs os olhos em Romero se apaixonou. Para chamar sua atenção, ela flertava com ele e até mesmo com os soldados de seu pai, mas Romero sempre a achou jovem demais (decerto, ela tinha 14 anos apenas) e deixou bem claro que nunca responderia a seus sentimentos.

[Resenha] Diga sim ao marquês, de Tessa Dare @Gutenberg

Título: Diga sim ao marquês
Autor: Tessa Dare
Lançamento: 2016
Páginas: 288
Gênero: Ficção / Romance / Literatura Estrangeira
Editora: Gutenberg
Sinopse: Vossa Excelência está convidada a comparecer ao romântico castelo Twill para celebrar o casamento da senhorita Clio Whitmore e… e…?
Aos 17 anos, Clio Whitmore tornou-se noiva de Piers Brandon, o elegante e refinado Marquês de Granville e um dos mais promissores diplomatas da Inglaterra. Era um sonho se tornando realidade! Ou melhor, um sonho que algum dia talvez se tornasse realidade…
Oito anos depois, ainda esperando o noivo marcar a data do casamento, Clio já tinha herdado um castelo, tinha amadurecido e não estava mais disposta a ser a piada da cidade. Basta! Ela estava decidida a romper o noivado.
Bom… Isso se Rafe Brandon, um lutador implacável e irmão mais novo de Piers, não conseguir impedi-la. Rafe, apesar de ser um dos canalhas mais notórios de Londres, prometeu ao irmão que cuidaria de tudo enquanto ele estivesse viajando a trabalho. Isso incluía não permitir que o Marquês perdesse a noiva. Por isso, está determinado a levar adiante os preparativos para o casamento, nem que ele mesmo tenha que planejar e organizar tudo.
Mas como um calejado lutador poderia convencer uma noiva desiludida a se casar? Simples: mostrando-lhe como pode ser apaixonante e divertido organizar um casamento. Assim, Rafe e Clio fazem um acordo: ele terá uma semana para convencê-la a dizer “sim” ao Marquês. Caso contrário, terá que assinar a dissolução do noivado em nome do irmão.
Agora, Rafe precisa concentrar seus punhos e sua força em flores, bolos, música, vestidos e decorações para convencer Clio de que um casamento sem amor é a escolha certa a se fazer. Mas, acima de tudo, ele precisa convencer a si mesmo de que não é ele que vai beijar aquela noiva.
Minha primeira experiência com um livro da Tessa Dare não foi tão satisfatória como gostaria, mas eis que surge Diga sim ao marquês, um livro que quebrou todas as primeiras impressões erradas que eu tive da autora. Mesmo sendo o segundo livro de uma série, você pode ler os livros separadamente porque as histórias são independentes.

Clio Withmore foi prometida em casamento ao Marquês de Granville desde seus 17 anos. O que era para ser um grande casamento, cheio de pompa e que iria cair no gosto da sociedade infelizmente ainda não aconteceu. Devido aos trabalhos diplomáticos de seu noivo, o casamento teve que ser adiado e oito anos já se passaram desde então. Clio acabou sendo vítima de chacota da sociedade e passou a ser chamada de Srta. Wait-More (Espera-mais).