Facebook

10 livros para ler em 2017!

Olá, como vão? 2017 está chegando com tudo e eu não poderia estar mais animada para dar as boas vindas ao ano. Ele também já está chegando cheio de metas, desejos e itens para cumprir e comigo não foi diferente. Mesmo tendo lido muitos livros em 2016, eu não li nem 2/3 do que realmente queria, e por isso, espero que nesse próximo ano possa enfim concluir minhas metas, e feito isso, separei 10 livros que quero ler este ano, independente de qualquer coisa! Vamos conhecer?

Os melhores livros lidos em 2016!

Faltam dois dias para darmos adeus a 2016, e a expectativa do Ano Novo vem só crescendo, já que ultimamente só tragédia vem acontecendo. Mas em matéria de livros, o ano de 2016 não decepcionou nenhum pouco. Eu li em média 100 livros e fiquei muito satisfeita por ter conhecido tantos autores e gêneros diferentes. Por isso, hoje vou falar sobre os tais melhores livros que li esse ano, lembrando que a lista não segue ordem de lançamento algum. Foi difícil escolher apenas 10 obras já que eu li muita coisa boa esse ano, mas fiquei bem satisfeita com minhas escolhas e espero que isso apele para que você as leia também. Vamos conhecer?

[Resenha] Dez formas de fazer um coração se derreter, de Sarah MacLean @Arqueiro

Título: Dez formas de fazer um coração se derreter
Autor: Sarah MacLean
Lançamento: 2016
Páginas: 352
Gênero: Romance / Literatura Estrangeira
Editora: Arqueiro
Sinopse: Isabel Townsend não é exatamente o que se espera da filha de um conde. Apesar de ter a pele delicada e de saber se portar como uma dama quando necessário, a jovem também monta a cavalo, conserta telhados, administra a propriedade e cria o irmão caçula desde que a mãe faleceu – tudo isso sem despertar a menor suspeita de que não há um homem sequer para cuidar de sua família.
Para o pai dela, que só queria se divertir e gastar dinheiro em jogatinas, pouco importava o que ela fizesse. Porém, quando ele morre, Isabel se vê sem recursos e precisa defender os direitos do irmão, ameaçados pela chegada iminente de um tutor. Assim, não lhe resta saída senão vender sua coleção de estátuas de mármore, o único bem que herdou.
Para sorte sua, um especialista em antiguidades acaba de chegar ao condado. Inteligente e sensual, lorde Nicholas St. John é um solteiro convicto que deixou Londres para se livrar das jovens que passaram a persegui-lo desde que foi eleito um dos melhores partidos da cidade.
Em poucos dias, fica claro para Nick que Isabel é a mulher mais obstinada e misteriosa – além da mais interessante – que já cruzou seu caminho. Ao mesmo tempo, ao conhecê-lo melhor, a independente Isabel percebe que há homens em que vale a pena confiar. Enquanto eles põem de lado suas antigas convicções, seus corações se abrem para dar uma chance ao amor.
Após ter lido Nove regras a ignorar antes de se apaixonar, eu já estava louca atrás do segundo livro da série Os Números do Amor, escrito pela fabulosa Sarah MacLean. Confesso que até demorei um pouco para ler tendo a obra no celular, mas tomei vergonha na cara e devorei o livro em poucos dias. 

Esse livro fala sobre Nicholas St. John, irmão gêmeo do marquês de Ralston, protagonista do primeiro livro da série. Ao contrário de seu irmão que possuía um título e tinha responsabilidades, Nick não tinha que provar nada para ninguém e por isso viveu aventuras, uma parte dela, no Império Otomano, onde acabou sendo preso e ficando com uma cicatriz no rosto. Mas nem essa marca poderia tirar a beleza dele, e por isso, a Pérolas e Peliças, uma revista feminina, colocou-o no topo da lista de lordes para casar, incluindo uma lista de dicas para conquistar seu coração.

5 autores que encantaram meu coração em 2016!

2016 foi um ano cheio de surpresas e eu ainda estou maravilhada com as diversas obras fantásticas que li durante esses doze meses. Mas isso não seria possível se esses autores não tivessem talento e claro, capacidade suficiente para escrever tais obras. Por isso, nesta retrospectiva de hoje, vou falar sobre os cinco autores que me encantaram esse ano, me fazendo tornar fã oficial e claro, ávida por mais obras deles. Acho que vocês já conhecem alguns, mas vale frisar e relembrar!