Minha vida (não tão) perfeita - Sophie Kinsella | Resenha

Dramas, confusões e uma boa dose de amor são os ingredientes do novo romance de Sophie Kinsella. Uma divertida crítica aos julgamentos errados que uma boa foto no Instagram pode gerar. Cat Brenner tem uma vida perfeita mora num flat em Londres, tem um emprego glamoroso e um perfil supercool no Instagram. Ah, ok... Não é bem assim... Seu flat tem um quarto minúsculo sem espaço nem para guarda-roupa , seu trabalho numa agência de publicidade é burocrático e chato, e a vida que compartilha no Instagram não reflete exatamente a realidade. E seu nome verdadeiro nem é Cat, é Katie. Mas um dia seus sonhos se tornarão realidade. Bom, é nisso que ela acredita até que, de repente, sua vida não tão perfeita desmorona. Demeter, sua chefe bem-sucedida, a demite. Tudo o que Katie sempre sonhou vai por água abaixo, e ela resolve dar um tempo na casa da família, em Somerset. Em sua cidadezinha natal, ela decide ajudar o pai e a madrasta com a nova empreitada do casal: os dois planejam transformar a fazenda da família em um glamping, uma espécie de camping de luxo e estão muito empolgados com o novo negócio, mas não sabem muito bem por onde começar. E não é justamente lá que o destino coloca Katie e sua ex-chefe cara a cara de novo? Demeter e a família vão passar as férias no glamping, e Katie tem a chance de, enfim, colocar aquela megera no seu devido lugar. Mas será que ela deve mesmo se vingar da pessoa que arruinou sua vida? Ou apenas tentar recuperar seu emprego? Demeter - a executiva que tem tudo a seus pés - possui mesmo uma vida tão perfeita, ou quem sabe, as duas têm mais em comum do que imaginam? Por que, pensando bem, o que há de errado em não ter uma vida (não tão) perfeita assim?
Chick-lit | 406 páginas | Editora Record | Nota: 

Mais uma vez Sophie Kinsella nos entrega um chick-lit divertido e muito bem desenvolvido. Terminei a história com aquele sentimento gostoso de ter feitos amigos durante o enredo, e se você ainda não leu esse livro, não sabe o que está perdendo.

Katie/Cat Brenner é uma moça de cidade pequena tentando ser alguém em uma cidade grande. Mesmo formada em design ela é apenas mais uma das funcionários de uma grande empresa de marketing. Apesar de suas fotos no Instagram mostrarem uma vida mais que feliz em Londres, não é bem assim que as coisas são. Morando bem longe do local de trabalho, com um apartamento minúsculo que divide com mais duas pessoas, e tendo que contar e economizar todo centavo que ganha, Katie leva seus dias com uma boa dose de otimismo.
Minha autoria
Mas parece que Demeter, sua chefe, é a única que conseguesse levar o tipo de vida que Katie sonha em ter. Casada, com dois fihos, morando em uma casa maravilhosa, além de ser chefe do departamento de Katie, Demeter tem todo o sucesso e prestígio que merece, afinal, a mulher é um gênio da criação, pena que ela seja uma megera. Desorganizada e querendo ser melhor que todo mundo, Demeter faz com que seus funcionários se sintam menosprezados.

Quando Katie começa a achar que sua vida pode dar uma guinada, ela leva uma rasteira quando Demeter a demite. Sem emprego e sem ter o que fazer, ela volta pra sua cidadezinha e resolve ajudar seu pai e sua madastra a abrir um gamping de luxo. O lugar acaba se tornando um sucesso total e tudo corre a mil maravilhas, enquanto Cat ainda procura emprego em segredo. Porém, mais uma vez a sorte da moça parece evaporar quando a família de Demeter resolve se hospedar na fazenda. Agora Katie precisa fazer com que sua ex-chefe não a reconheça, mas ao mesmo tempo um plano de vingança vai se formando em sua mente. Como seria dar o troco a alguém que lhe fez tanto mal? É aí que ela começa a perceber que nunca conheceu Demeter como ela realmente era, e suas convicções acerca da ex-chefe passam a ruir. E agora, o que fazer quando seu senso de justiça começa a apontar pro outro lado?
Minha autoria
Com um enredo a lá O diabo veste Prada, Sophie Kinsella nos entrega um clichê, porém, muito bem escrito, divertido até umas horas e com personagens inspiradores e reais. Quem nunca postou em uma rede social uma meia verdade? Aquela fotinha que você postou sentada num bar só porque achou bonita, mesmo que sequer tenha comido lá dentro? Katie é exatamente assim. Uma pessoa que almeja o sucesso mas que descobre prontamente que ele não é tão fácil de alcançar assim, e isso de alguma forma a frustra, porque infelizmente o ser humano sempre acha que pode conquistar  o mundo, mas lidar com a decepção é mais difícil ainda, por isso, o melhor é fingir. Fingir que seu emprego é 100% maravilhoso, que você tem vários amigos para sair, que seu salário não somente te sustenta mas compra o que você quer. E como vemos em muitos enredos assim, é claro que Katie precisa levar um belo tombo para que ela consiga realmente se aceitar como é.
Minha autoria
Demeter por outro lado se mostra uma bruxa no início, ao menos é essa impressão que nós temos através dos comentários de Katie a respeito dela. Mas eu sabia que tinha caroço nesse angu, e assim como Katie, Demeter não é tudo isso que ela aparenta, e muitas revelações são nos apresentadas ao longo da trama. Isso faz com que não somente Katie se reencontre mas que Demeter comece a lidar de outra forma com algumas questões em sua vida.

O romance foi bem construído, apesar de ter sido morno na minha opinião. Poderia muito bem não ter tido na história, isso não mudaria muita coisa. O final também foi bem interessante, apesar deu já ter suspeitado quais eram os caminhos que a autora gostaria de levar para a história, por isso não me surpreendi tanto.

Minha vida (não tão) perfeita tem uma narrativa encantadora, leve e divertida, com personagens cativantes, que erram e acertam na mesma proporção, mas que tem maturidade para reconhecer seus erros e aprender com eles. Fiquei apaixonada por essa história e até mesmo senti saudades de ler mais livros do gênero. Super indicado!


Comentários

  1. Olá, Miriã.
    Eu amo os livros da Sophie. Gostei de todos os que eu li dela até agora. Acho que só esse que eu não tenho ainda, mas assim que der vou comprar. Gosto dos livros dela não serem focados no romance, e sim na vida da protagonista.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sil. Eu já li bem uns quatro livros da autora e não me canso. O legal justamente é isso, esse foco na carreira e metas pessoais da protagonista ao invés de só ter romance.

      Excluir
  2. Oiii MI

    Não deu pra comentar antes porque ando numa correria louca por aqui mas fico muito contente com o novo nome do blog. Sei que vc assim como eu sentia esa necessiade de mudar, e ficou demais, adorei o novo cabeçalho, o novo titulo e mais que tudo a coragem porque mudar não é facil nunca né, se jogar no desconhecido às vezes custa, mas parabéns por ter feito e que venha junto com Suddenly things uma fase de realização e sucesso pra ti. Quanto ao livrl ainda não li nada da Kinsella e com cada resenha que leio tenho mais vontade de provar algum livro do autora urgentemente. Tenho Menina dos Vinte aqui na estante pra ler e tenho no kindle outros dois titulos dela, espero em breve embarcar nas histórias da autora, pois só ouço elogios sobre ela.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Alice. Muito obrigada pelo apoio, ainda mais porque foi através de vocÊ que ganhei coragem pra efetuar a mudança, mesmo que neste momento esteja sendo um pouco complicado me adequar a ela, mas estou feliz e é isso que importa.
      Eu já li vários livros da Sophie, mas esse ainda não. Só posso dizer que deve ser bom, todos os livros dela são ótimos!

      Excluir
  3. Oi Mi, preciso voltar a ler esse livro urgentemente <3 não li muitos livros da autora, mas os poucos que li eu amei e a escrita dela é super divertida. Apesar do romance morno eu acho que vou curtir!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mi. Termine logo! Apesar de ser uma leitura meio clichê, foi muito proveitosa pra mim, além de ter vários momentos engraçados e divertidos.

      Excluir
  4. Oi! Eu adorei a premissa do livro, apesar de clichê, é bem atual. Esse mundo capitalista, com valores e desejos invertidos, aonde todo mundo valoriza só o que o dinheiro pode comprar. Olhar a sua volta e percebe que nada disso vale a pena é incrível. Adorei a resenha. Bjos ❤

    Click Literário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rackel. A autora traz pra histórias elementos que mostram que nem tudo que você tem, como dinheiro e sucesso, quer dizer a mesma coisa que ser feliz. Achei muti legal isso.

      Excluir
  5. Olá!
    Acho muito importante quando em uma história os personagens enxergam os seus erros. Em alguns livros não tem isso e é no mínimo estressante. A capa é tão fofa! Me interessei bastante pela história, ela tem cara de ser leve e cativante. Espero conseguir ler em breve.
    Amei a resenha!

    Beijos!
    our-constellations.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana.Os livros da Sophie tem capas lindas, mesmo sendo tão simples. A história é muito divertida e você vai ver que ambas as personagens aprendem com os erros de maneira bem educativa.

      Excluir
  6. Oi Mi, tudo bom?
    Nunca li nada da Sophie. Apesar do hype e das histórias parecerem realmente ótimas, ainda não achei nenhuma trama que me deixe 'aaaaaaah preciso ler isso!'. Tenho a mente aberta com a autora e tô só esperando um plot que me atraia.
    Gosto tanto quando romances contemporâneos acertam na criação dos personagens, tornando tudo bem real e crível <3

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Denise. Eu acho que os livros da Sophie realmente não tem isso de enredos inovadores, até porque os livros dela são mais simples e retratam a vida como ela é, ou seja, uma bosta kkk mas tem algumas histórias dela que valem a pena.

      Excluir
  7. Oi, Mi

    Curti as mudanças aqui no seu cantinho, espero que essa nova fase só lhe traga coisas boas! :)

    Sobre a resenha... recebi esse livro da editora, mas nem tinha solicitado. Confesso que nem sei quando lerei, pois chick-lit não é muito minha praia.
    Mas realmente, quem nunca colocou meias verdades em uma rede social que atire a primeira pedra! Hahahahh
    Não entendo o porquê dos autores às vezes forçarem um romance onde não precisa ter. Acho isso chaaaato...

    Beijos
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Tami. Ah, eu que queria receber livros sem solicitar haha eu adoro os livros da Sophie, mas entendo que ás vezes a vibe não é a hora certa. Espero que leia e se divirta.

      Excluir
  8. Oi, Mi!
    Menina, eu acho que esse livro traz muito do que anda acontecendo na sociedade: aquela loucura de mostrar a vida perfeita.
    Eu senti que ele realmente tinha uma pegada de O Diabo Veste Prada. Pelo menos ele parece ser daquele clichê que te tira daquela ressaca literária eterna.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do Natal Literário e ganhe prêmios maravilhosos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lu. Apesar deu ter citado o filme eu nunca assisti, então não sei bem como termina, mas com certeza o livro tem um pouco disso. E eu gostei desse questionamento que a autora traz sobre o que é exatamente ter a vida perfeita, isso foi muito legal.

      Excluir
  9. Eu tenho muita curiosidade em ler esse livro, porque além de ser divertido, deve ser uma leitura leve que deve dar alguns "tapas na cara" na gente em relação a nossos pensamentos do dia a dia, e da vida mesmo..

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Monique. Sim, esse livro é maravilhosamente leve, por isso você consegue ler rapidinho, não há grandes dramas aqui mas vários ensinamentos importantes.

      Excluir
  10. Oie
    Eu curti muito ler este livro, adoro os livros da autora, são sempre muito divertidos.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nessa. Esse livro é divertido mesmo né? Ri muito com ele.

      Excluir
  11. As fotos ficaram lindas, esse é um dos livros que está na minha lista de espera, quero muito ler, parece ser uma história bem ao meu gosto =)

    MRS. MARGOT

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Thiago. Tomara que quando for ler, você goste. O livro tem uma narrativa simples mas bem gostosa de ler.

      Excluir

Postar um comentário

Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post.
Aproveite e deixe seu link, para que eu possa retribuir sua visita! ❤