Facebook

[Desabafos de uma leitora] Por que as pessoas gostam de complicar?

Não sei se vocês sabem mas a linda e maravilhosa Julia Quinn, autora da série Os Bridgertons vai vir ao Brasil divulgar seu novo trabalho, o Quarteto Smythe-Smith. Para mim isso pouco me importa porque geralmente autores desse nível nunca aparecem por aqui, em Brasília. Mas eis que um milagre surge e fico sabendo que sim, vai ter Julia Quinn aqui em BSB!!! Caramba, eu não poderia ficar mais feliz, nada poderia dar errado nesse momento maravilhoso que estou vivendo, não é? Errado!

Primeiramente, o dia escolhido foi dia 07/03 as 19h, dia que volta minhas aulas. Eu realmente não me importaria de matar aula, afinal, seria somente o primeiro dia, até comprei o box dos livros novos dela. O problema mesmo é o lugar. Na cidade há duas Livrarias Culturas, uma perto da minha casa que fica perto do Shopping mais visitado e conhecido de Brasília e outra no shopping mais voltado pra classe A, que é caro pra caramba e lá no Lago - onde Judas bateu a borda - Norte. Pra ir de ônibus é meio longe, mas eu também não me importaria pois iria ver a minha diva!

[Resenha] Nunca jamais: Parte 1, 2 e 3 - Colleen Hoover & Tarryn Ficher

Charlie Wynwood e Silas Nash são melhores amigos desde pequenos. Mas, agora, são completos estranhos. O primeiro beijo, a primeira briga, o momento em que se apaixonaram... Toda recordação desapareceu. E nenhum dos dois tem ideia do que aconteceu e em quem podem confiar.
Charlie e Silas precisam trabalhar juntos para descobrir a verdade sobre o que aconteceu com eles e o porquê. Mas, quanto mais eles aprendem sobre quem eram, mais questionam o motivo pelo qual se juntaram no passado.

Young adult | 192 páginas | Editora Galera Record |

É a primeira vez que eu resolvo fazer uma resenha de três livros ao mesmo tempo, então se você ainda não leu Nunca Jamais e não quer ler alguma revelação sobre a história, relaxe, aqui não haverá nenhum spoiler. Eu decidi fazer isso porque o livro é dividido em três partes muito pequenas, e cada uma das partes começam exatamente onde a outra terminou, assim ficaria melhor para vocês entenderem e até mesmo mais prático, porém, não revelarei nada a mais do que a sinopse apresenta para vocês conseguirem desfrutar da leitura perfeitamente.

Charlie Wynwood percebe que está parada no meio do corredor de uma escola. Mas o que ela estaria fazendo ali? Afinal, quem é ela? As pessoas agem ao seu redor como se ela soubesse o que está fazendo, mas a verdade é que Charlie não se lembra de absolutamente nada. Desesperada para saber o que está acontecendo, Charlie descobre que Silas Nash seria seu namorado há quatro anos. Será que ele se lembraria dela? Como ela poderia namorar alguém se ela nem ao menos reconhece o rosto? Talvez ele pudesse ajudá-la. O único problema é que Silas também não se lembra de nada.

Vamos falar de sick-lit?

Eu estava muito ansiosa para fazer esse post para vocês porque queria conversar sobre uma coisa séria. Um gênero que tem dado o que falar no mundo literário além dos romances de época, new e young-adult e os romances é o sick-lit. Mas afinal, o que diabos é sick-lit? Tentando não pesquisar no Google e traduzindo ao pé da letra, significa literatura-enferma, ou seja, nestas histórias os personagens sofrem de alguma doença ou distúrbio no enredo.

Por que eu quero falar com vocês sobre isso? Eu tenho refletido muito sobre a maneira como os autores estão conseguindo trazer temas polêmicos e muitas vezes que são nos desconhecidos no enredo de seus livros, deixando-nos a par de situações que talvez nunca compreenderíamos. Quantas pessoas sofrem com doenças que nós mesmos sequer sabíamos que existiam? É tão tocante e emocionante ver que alguns autores realmente se preocupam em externar todos os medos e preocupações que as pessoas que passam esta situação estão vivendo. E não falo somente do livro A Culpa é das Estrelas, que acabou deixando o mundo inteiro chocado com a história de uma garota e seu namorado que lutavam contra o câncer. Por que será que histórias assim acabam deixando a gente mais reflexivo e sensível a esses problemas?

Respondendo a essa pergunta, eu acredito fielmente que o ser humano ainda seja capaz de sentir algum tipo de empatia e todo livro que leio com o tema sick-lit, eu tento ao máximo me colocar no lugar daquela pessoa. Será que você alguma vez parou para pensar por que livros desse gênero acabaram ficando no topo dos livros mais vendidos?

Resumo do mês de Fevereiro

Fevereiro sendo o mês com menos dias do ano, acredito que até agora foi o mais produtivo, mas se levarmos em consideração que até agora só se passaram dois meses, então não tenha tanta diferença assim. Época de Carnaval é meio puxado para nós que queremos farriar e eu confesso, acabei caindo na folia no último dia do feriado, mesmo assim, consegui terminar alguns livros que estavam empacados na minha estante e conhecer outros.

Mas antes de falar dos livros que li, quero avisar a vocês que agora o blog tem uma nova colunista \o/ Pois é, meus caros colegas. A Clara é blogueira também e dona do blog Próxima Primavera e ela vai estar escrevendo alguns posts pra gente. Você pode conferir a primeira resenha dela aqui sobre a série Santa Clarita Diet e dar-lhe as boas vindas.

7 livros para ler antes das aulas

Oi, como vão? Volta às aulas está aí e para minha sorte, as minhas somente começam no dia 07/03. Nesse meio tempo, venho lendo muitos livros e ontem mesmo peguei um livro que estava há meses empacado na minha estante e me surpreendi por ter terminado ele em algumas horas. Por isso, resolvi me auto desafiar com sete livros para ler antes de começar as aulas. Escolhei esses livros porque eles estavam atrasados ou porque sentia preguiça de começar, então quem sabe eu não consiga enfim lê-los nesse tempo?

Os livros que escolhi foram:
A garota do calendário: Janeiro - Audrey Carlan
Uma longa jornada - Nicholas Sparks
Veneno - Sarah Pinborough
Por lugares incríveis - Jennifer Niven
Ligações - Rainbow Rowell
O começo de tudo - Robyn Schneider
Sangue Quente - Isaac Marion

Foto por Leitora Encantada
Os livros não precisam ser lidos em ordem e assim que terminar algum, venho correndo neste post riscar os nomes deles, e claro, trazendo as resenhas para vocês. Se você quiser também participar desse desafio, é muito simples. Estipule um prazo de até uma semana, escolha sete livros e se desafie!
Beijão.


[Resenha] Acesso aos bastidores - Olivia Cunning

Myrna é professora de psicologia e fanática pela banda Sinners. Especialmente por Brian Sinclair, o guitarrista e compositor que, além de talentoso, é deliciosamente lindo. Ela se surpreende ao encontrar a banda no mesmo hotel em que está hospedada para participar de uma conferência. Mais surpreendente ainda é, após alguns drinques juntos, despertar o desejo de Brian. Ela sabe que a vida de astro de rock tem um preço e estaria feliz deixando essa paixão para trás. Mas será que Brian e Myrna conseguirão ficar separados? Quando o passado de Myrna ameaça sua vida, Brian precisa decidir se aquilo que tiveram juntos não é a resposta que ele buscava há tanto tempo.

Erótico | 328 páginas | Editora Paralela | Este livro faz parte do projeto NA por mês 

O que você faria se encontrasse sua banda preferida bebendo e se divertindo no mesmo hotel onde você está hospedada? Com certeza você iria querer dar um oi, pedir autógrafos a eles. Myrna é uma acadêmica formada na psicologia da sexualidade humana, e está participando de uma conferência sobre o assunto em um hotel, e acabou passando por essa mesma situação. A banda Sinners composta por Sid (vocal), Jace (bateria), Eric (baixo) e Trey e Brian (guitarras) estão justamente ali, em sua frente, bebendo algo e conversando animadamente entre si. 

Ela se sente atraída por todos, mas Brian Sinclair é aquele que mais admira por criar rifs e solos de guitarra como ninguém. O que ela não esperava é que o romântico incurável da banda acabaria se interessando por ela, mesmo tendo todas as mulheres que quisesse em sua cama. Os dois então passam alguns dias juntos e um desejo imenso de estar ao lado um do outro surge. O problema é que Myrna já sofreu demais com seu ex-marido e não quer um relacionamento, já Brian se apaixona fácil demais e fará de tudo para que Myrna seja dele. Será que o charme do astro de rock conseguirá conquistar o coração dessa moça?