Facebook

Músicas que descobri recentemente e já amo

Todo mundo concorda que música é muito vida, né? Ultimamente tenho estado na correria e nunca consigo ver o que tem sido lançado, quais são as bandas novas e as músicas da atualidade. Para minha sorte eu tenho duas irmãs que são ligadonas em músicas, e elas sempre acabam me mostrando coisas novas e diferentes, entre elas algumas musiquinhas que não conseguem sair da minha cabeça. Por isso, vim indicar e falar sobre algumas canções que descobri recentemente e que não parei de ouvir.

Não sei se vocês conhecem essa música, mas ela sempre me deu a impressão que é daquelas que vemos na trilha sonora de alguma novela. Minha irmã de 12 anos que ficava escutando umas trocentas vezes, e eu resolvi ouvir e gostei muito! Ela tem um comecinho que eu amo, como se fosse uma música bem antiga. Se não ouviu, conheça a Mapei e se encante por essa voz maravilhosa!

Princesa de papel - Erin Watt | Resenha

O primeiro livro da série The Royals, a nova sensação new adult dos EUA. Ella Harper é uma sobrevivente. Nunca conheceu o pai e passou a vida mudando de cidade em cidade com a mãe, uma mulher instável e problemática, acreditando que em algum momento as duas conseguiriam sair do sufoco. Mas agora a mãe morreu, e Ella está sozinha. É quando aparece Callum Royal, amigo do pai, que promete tirá-la da pobreza. A oferta parece tentadora: uma boa mesada, uma promessa de herança, uma nova vida na mansão dos Royal, onde passará a conviver com os cinco filhos de Callum. Ao chegar ao novo lar, Ella descobre que cada garoto Royal é mais atraente que o outro – e que todos a odeiam com todas as forças. Especialmente Reed, o mais sedutor, e também aquele capaz de baixar na escola o “decreto Royal” – basta uma palavra dele e a vida social da garota estará estilhaçada pelos próximos anos. Reed não a quer ali. Ele diz que ela não pertence ao mundo dos Royal. E ele pode estar certo. 

Jovem Adulto | 368 páginas | Editora Essência 

Sabe quando você termina uma leitura sem saber exatamente se gostou ou não dela? Princesa de Papel me fez sentir exatamente isso. Quero tentar expressar melhor tudo o que senti enquanto mergulhava na leitura, mas me desculpem se caso vocês não conseguirem entender muito o que vou falar.

Ella Harper está passando por maus bocados. Desde que perdeu a mãe para o câncer, o único parente vivo que conheceu, ela precisa se sustentar sozinha e economizar bastante para conseguir chegar viva a faculdade. É quando a visita inesperada de Callum Royal muda sua vida. Ele diz ser um amigo de seu falecido pai, e em promessa a ele, Callum se tornaria o tutor legal de Ella, ajudando-a a ter um futuro melhor e quem sabe uma herança também já que ambos são muito ricos. Tudo o que ela precisava era ficar na casa dos Royals até ir para a faculdade e conviver com os cinco filhos de Callum: Gideon, Reed, Easton, Swayer e Sebastian.

O cisne e o chacal - J. A. Redmerski | Resenha

Fredrik Gustavsson nunca considerou a possibilidade de se apaixonar certamente nenhuma mulher entenderia seu estilo de vida sombrio e sangrento. Até que encontra Seraphina, uma mulher tão perversa e sedenta de sangue quanto ele. Eles passam dois anos juntos, em uma relação obscura e cheia de luxúria. Então Seraphina desaparece. Seis anos depois, Fredrik ainda tenta descobrir onde está a mulher que virou seu mundo de cabeça para baixo. Quando está próximo de descobrir seu paradeiro, ele conhece Cassia, a única pessoa capaz de lhe dar a informação que tanto deseja. Mas Cassia está ferida após escapar de um incêndio, e não se lembra de nada. Fredrik não tem escolha a não ser manter a mulher por perto, porém, depois de um ano convivendo com seu jeito delicado e piedoso, ele se descobre em uma batalha interna entre o que sente por Seraphina e o que sente por Cassia. Porque ele sabe que, para manter o amor de uma, a outra deve morrer.

Suspense, mistério | 248 páginas | Editora Suma de Letras | Este livro não contém spoilers do outros volumes da série

Em O retorno de Izabel, um assassino sueco chamado Fredrik é introduzido para a organização secreta criada por Victor Faust. Tendo passado nos testes de confiança, ele agora faz parte permanente do corpo de assassinos, até que sua lealdade seja contestada outra vez. Neste volume, descobriremos mais sobre a vida de Fredrik, também conhecido como Chacal. Se você não leu os outros livros da série, você pode ler este separadamente, mas sugiro que leia os livros na ordem, assim você pode entender melhor a personalidade de Fredrik.

Fredrik foi casado secretamente com Seraphina por dois anos e ambos trabalhavam juntos na Ordem. Tendo uma infância cruel, sua raiva era incontrolável enquanto era mais novo, porém, após descobrir o amor em Seraphina, ela mostra a ele que ele pode extravasar sua ira de outras maneiras. O amor dos dois é doentio. Ambos são assassinos e fazem coisas cruéis, mas o fato é que eles se amam e querem estar juntos. Até o terrível acontecer. Seraphina traí a Ordem e consequentemente, trai Fredrik. E assim, se passaram seis anos. Seraphina até hoje está desaparecida, e Frederik pretende ser o único a encontrá-la, e assim matá-la.

TAG: Sim, sou blogueira!

Oi, gente! Dia 20/03 foi o Dia do Blogueiro, e eu fiquei muito feliz em saber que tinha sim um dia especial para a gente. Quem é blogueiro sabe o quanto é difícil trazer conteúdo diferente e inovador todos os dias para o blog, então é sempre bom saber que há pessoas que reconhecem o nosso esforço e se encanta com ele. Essa tag eu encontrei no blog Ei Nati e consiste em responder dez perguntas relacionadas ao blog para comemorar a data. Se você quiser fazer, fique à vontade!

1- Por que e quando criou seu blog?
Eu queria ter algo para fazer enquanto estivesse no trabalho já que boa parte dos sites tinham acesso restrito, então depois que entrei em um blog para ler algumas resenhas de livros que queria ler, tive a brilhante ideia que escreveria um blog. Não lembro realmente quando criei meu primeiro blog, mas seis meses depois eu o excluí, porque a ideia acabou perdendo o impacto que teve e eu desanimei. Três meses depois, senti aquela vontade louca de reerguer o blog e assim nasceu o Leitora Encantada, no dia 14 de março de 2016.

2- Quais os principais assuntos do seu blog?
Além do óbvio que seria o universo literário - resenhas, divulgações, tags e afins -, eu resolvi falar também de séries e filmes e até mesmo um pouquinho sobre mim. Eu sempre tento trazer coisas diferentes e novas, mas confesso que tenho receio de acabar fugindo um pouco do teor do blog.

Os melhores vilões literários

Toda história tem seu antagonista e é sempre comum a gente odiar eles porque eles são tão chatos e insuportáveis que tudo o que queremos é que morram! Eu sou dessas. Se eu pego um personagem que não gosto, fico orando para que ela tenha um final trágico MWAHAHAHA. Maldades a parte, sabemos que um vilão é bom quando a gente simplesmente o odeia, porque esse é o papel dele, além disso, há aqueles que mesmo com o coração 100% maldoso, a gente consegue se identificar com suas histórias de vida e os motivos que o tornaram a ser assim. Por isso, no post de hoje, vou apresentar a vocês cinco vilões literários que na minha mente são os melhores de todos os tempos! Alguns são meio óbvios, mas os outros eu quero ver você acertar, beleza?

A chama dentro de nós - Brittainy C. Cherry | Resenha

Logan Silverstone e Alyssa Walters não têm nada em comum. Ele passa os dias contando centavos para pagar o aluguel, sofrendo com a rejeição dos pais e tentando encontrar um rumo para sua vida caótica. Ela, por outro lado, parece ter um futuro brilhante pela frente. Um dia, porém, um simples gesto dá origem a uma improvável amizade. Ao longo dos anos, o sentimento que os une se transforma em algo até então desconhecido para os dois. Alyssa e Logan não conseguem resistir à atração que sempre sentiram um pelo outro e finalmente descobrem o amor. Mas uma tragédia promete separá-los para sempre. Ou pelo menos é isso que eles pensam. Seriam as reviravoltas do destino e as feridas do coração capazes de apagar para sempre a chama que há dentro deles

Romance | 350 páginas | Editora Record 

Logan Silverstone e Alyssa Walters se conheceram no caixa de um supermercado. Logan era reservado, vinha de uma família pobre e tinha seus próprios demônios para enfrentar. Alyssa era filha de uma renomada advogada, tinha dinheiro e não precisava se preocupar com que o futuro lhe reservava. Eles não tinham nada comum, exceto o amor não correspondido dos pais. E assim, os dois acabaram criando uma incrível, porém estranha, amizade.

Alyssa tinha que lidar com o abandono do pai, aquele que a incentivou a gostar de música e a tocar, e que hoje não lhe reserva nenhum momento de sua vida para a filha. Já Logan tem que lidar com uma mãe viciada, um pai traficante abusivo e seu próprio vício em drogas. Somente Alyssa e seu irmão mais velho, Kellan, podiam fazer com que a chama que aquecia a vida de Logan nunca se apagasse. 

#STAG Aquela história: O dia que Deus me abençoou com uma vaga na UnB

É engraçado como um simples tema te faz pensar... Fui indicada pela Clara do blog Próxima Primavera a responder uma tag chamada Aquela História. Não sei se entendi bem, mas pelo que pude ver, temos que fazer um post falando sobre uma história que seja memorável em nossas vidas. Eu fiquei bem pensativa sobre o que eu poderia falar. Podia ser sobre a primeira vez que me batizei, sobre a perda da minha avó ou mesmo meu primeiro amor, mas queria trazer algo diferente, um acontecimento que me fez subir aos céus e agradecer muito a Deus, por isso resolvi falar sobre quando descobri ter passado em uma Universidade Federal. 

Quem vive em Brasília há algum tempo deve conhecer o PAS: Programa de Avaliação Seriada. Esse projeto do governo se consiste em fazer três provas ao longo do Ensino Médio, e assim concorrer a uma vaga na Universidade de Brasília. Eu não pude fazer a prova do primeiro ano porque não tinha documento de identidade, então minhas esperanças de conseguir passar ficaram escassas, mesmo assim resolvi fazer as outras duas provas.