Facebook

Fator Nerd Vol. 2: Missão Improvável - Andy Robb | Resenha

O primeiro amor e toda a falta de habilidade do contato de um adolescente nerd com as garotas.
Sim, quando se é um nerd, a vida tem um ritmo todo próprio. Quando se é um nerd apaixonado, então... Archie ainda não esqueceu Sarah. A menina é seu preciossssso Um Anel. Atraído para ela como um Gollum repugnante, ele tem zero força de vontade. Como se não bastasse, é só chegar perto da linda gótica para que as pernas do garoto enfraqueçam, o coração acelere e o suor invada seu rosto. Mais ou menos a mesma reação ao berro de um Nazgûl. Um pavor insano invade o coração do mais corajoso dos homens. Tudo bem, pelo menos seu Monólogo Interior o repreende e tenta mantê-lo na linha. Claro que é uma batalha perdida. Mais ou menos como enfrentar o Hulk sem um Mjolnir. Ou o Duende Verde sem fluido de teia. Boa sorte com isso!
Sem saber como se comportar perto de Sarah ele decide entrar na cabine de Dr. Who mais próxima e sumir. Afinal, um fim de semana de RPG, com direito a orelhas de elfo e espadas de espuma, se aproxima.
Com a ajuda de Clare, uma menina com ideias muito próprias, Archie acredita ter encontrado a solução para conseguir conquistar a eterna amada Sarah: Cíumes. Afinal, no cinema isso sempre funciona. Mas essa pequena mentirinha cria uma série de mal-entendidos, nem sempre divertidos.

Infanto-juvenil | 304 páginas | Editora Galera Record | Essa resenha contém spoilers do primeiro volume

Com todo o Fator Nerd dentro do seu sangue, uma feira de jogos vai acontecer e Archie não poderia ficar mais feliz. Lá ele e seus amigos poderão se fantasiar de personagens e viver uma experiência incrível durante o evento. Enquanto isso, Archie precisa esquecer seus sentimentos por Sarah se quer que sua amizade com ela volte ao normal, já que desde que se declarou para a moça e ela o ter rejeitado, ele não tem coragem de falar com ela.

“Alguns nascem Nerds, outros se tornam Nerds. E alguns têm o Fator Nerd imposto a eles.”

Porém, assim que percebe que o menino mais bonito da escola está dando em cima de sua "garota", Archie não se aguenta de ciúme. Com a ajuda de uma menina que acabou de conhecer em uma viagem até a casa de seu pai, Clare, ele vai tentar conquistar o amor de Sarah de vez. Mas as mentiras que Archie contou para que isso aconteça, ameaça separar seus melhores amigos e destruir tudo aquilo que ele construiu.

Três coisas que odeio no gênero romance

Romance faz sucesso aqui até a China, disso ninguém discorda. Eu sou uma daquelas leitoras apaixonadas nos clichês e raramente me decepciono com esta fórmula que os autores usam e abusam. Mas infelizmente, o gênero romance chegou ao seu ápice e muitas coisas nos enredos ficaram extremamente forçadas. É como se o autor quisesse enfiar goela abaixo aquela história nada promissora no leitor. E confesso, de uns anos para cá, tenho evoluído mais ainda meus gostos e ficando um pouco azeda para algumas coisas que vejo muito nesse gênero, e justamente neste post, vim citar três coisas que eu odeio em romances.

Uma razão para respirar - Rebecca Donovan | Resenha

Na cidade de Weslyn, Connecticut, onda a maioria das pessoas se preocupa em ver e ser vista, Emma Thomas preferia não ser percebida de forma alguma. Ela está mais preocupada em fingir perfeição enquanto puxa as mangas da blusa para baixo para esconder as marcas roxas, não querendo que ninguém perceba quão longe da perfeição ela realmente está. Sem esperar, ela encontra o amor. O amor a desafia a reconhecer seu valor, mas correndo o risco de revelar o terrível segredo que esconde.O livro "Uma razão para respirar" é eletrizante da primeira à última página; uma história ímpar sobre mudança, crueldade inesperada e uma garota se agarrando à frágil esperança.
Uma Razão para respirar não é só um romance é um livro que aborda a violência doméstica e todos os dilemas que as crianças e adolescentes que passam por isso precisam enfrentar. A personagem principal vive esta realidade e tenta tornar-se invisível para que as pessoas a sua volta não a percebam. E por meio da amizade e amor ela tenta superar cada dia doloroso até que consiga escapar desta rotina.

Ficção, new adult | 496 páginas | Editora Pandorga 

Emma Thomas esconde um segredo. Desde que passou a morar na casa de seus tios, George e Carol, há quatro anos atrás, ela vem sofrendo violência doméstica por parte da tia, que a agride sem motivo algum aparente. Emma entende que Carol simplesmente deve odiá-la ou que a mulher sofre de algum sério problema psicológico, mas mesmo que sua melhor e única amiga Sarah fique revoltada com as marcas da crueldade dela e peça que a denuncie, Emma já deixou claro que não fará isso. Tudo o que ela precisa é aguentar mais um pouco até que possa ir para a faculdade de Stanford, onde lá poderá ser uma garota normal.

“Ninguém nunca tentou se envolver comigo e me mantive sozinha. E assim as coisas deveriam se manter: seguras e simples. Como Evan Mathews conseguiu revirar completamente minha plana existência em apenas um dia?”

Sendo uma aluna muito aplicada e tendo todos seus horários livres ocupados, Emma participa do time de futebol e basquete, mas mesmo assim, quase não deixa ninguém se aproximar dela a não ser Sarah. Entretanto, Evan surge na escola para desconcertar cada vez mais a garota, mostrando um interesse especial nela. Ele além de lindo e charmoso, é perigoso pois ameaça descobrir o terrível segredo de Emma e ela fará de tudo para que isso não aconteça.

Livros baseados em contos de fadas

O amor é lindo demais e por isso ele é tão retratado em novelas, filmes, livros, peças e várias outras coisas. Para quem cresceu assistindo os filmes da Disney, sabe que a empresa presa pelo "Felizes para sempre" e a cada ano traz um novo romance cheio de floreios e clichês, para encantar o coração daqueles que ainda acreditam em contos de fadas. Eu sou uma dessas e era apaixonada pelas princesas da Disney, e confesso que até hoje sou assim. Por fora eu sou bruta mas por dentro eu sou um amorzinho ❤

Como vocês sabem, A Bela e a Fera (título original Beauty and the Beast), sucesso dos anos 90 virou live-action nesse mês de Março e está fazendo o maior estardalhaço nos fãs da obra. Quem assistiu como eu, sabe que a obra está maravilhosamente bem executada e perfeita, mas hoje vim falar sobre alguns livros baseados nos contos de fadas que conhecemos desde criança, que ainda passarão por muitas gerações adiante, e se você conhece alguns também, não esqueça de indica-los para a gente!

Juntando os pedaços - Jennifer Niven | Resenha

Jack tem prosopagnosia, uma doença que o impede de reconhecer o rosto das pessoas. Quando ele olha para alguém, vê os olhos, o nariz, a boca… mas não consegue juntar todas as peças do quebra-cabeça para gravar na memória. Então ele usa marcas identificadoras, como o cabelo, a cor da pele, o jeito de andar e de se vestir, para tentar distinguir seus amigos e familiares. Mas ninguém sabe disso — até o dia em que ele encontra a Libby. Libby é nova na escola. Ela passou os últimos anos em casa, juntando os pedaços do seu coração depois da morte de sua mãe. A garota finalmente se sente pronta para voltar à vida normal, mas logo nos primeiros dias de aula é alvo de uma brincadeira cruel por causa de seu peso e vai parar na diretoria. Junto com Jack. Aos poucos essa dupla improvável se aproxima e, juntos, eles aprendem a enxergar um ao outro como ninguém antes tinha feito.

Jovem Adulto, ficção, romance | 392 páginas | Editora Seguinte 

Libby Strout já foi conhecida por ser a Adolescente Mais Gorda dos Estados Unidos, e esse nome ficou marcado depois do episódio onde ela teve que ser resgatada de casa com a ajuda de um guindaste. Depois que sua mãe faleceu, Libby procurou descontar sua perda e frustração na comida, fazendo a pesar quase 300 kg, isso aos 13 anos de idade. Agora que perdeu boa parte do peso, ela terá que voltar a escola para cursar o ensino médio, o que aterroriza a garota. Será que as pessoas que estudaram com ela na infância conseguirão se lembrar dela? E se ela acabar sendo uma excluída, e pior, for alvo de bullying?

A vida dela acaba esbarrando com a de Jack Masselin, um garoto popular que estuda na mesma escola de Libby. O que ninguém sabe é que Jack tem prosopagnosia - doença que impede que a pessoa reconheça rostos, até mesmo das pessoas que ama -, e assim, Jack precisa definir identificadores para descobrir quem são as pessoas, como acessórios, cabelo, modo de andar e etc. Por medo de ser considerado estranho, Jack nunca confessou a ninguém que tem a doença, e tem medo de que sua vida social acabe se alguém descobrir. 
Foto por Leitora Encantada

Livros adquiridos do mês de Março

Oi, gente, como vão? Mês de Março passou voando! É trabalho da faculdade, provas, aulas de direção e tanta coisa, mesmo assim, achei tempo para ler e para comprar livros! Para quem não sabe, acho que o mês de março foi o mês que mais investi em obras, justamente pelas incontáveis promoções que descobri em alguns sites e até mesmo em lojas. Por isso, vim mostrar a vocês quais foram os livros que comprei e ganhei neste mês, então sim, vai ter muita foto! Será que vocês conseguem adivinhar quais foram os livros da vez?