Facebook

Livros para sair da zona de conforto

Quando a gente se acostuma a ler um determinado gênero literário, é muito difícil a gente sair embarcando de cara em outros temas. Eu mesma não leio distopias e terror de jeito nenhum, meu santo não bate e eu tendo a abandonar as leituras, isso porque meu coração pertence ao romance e todos os sub-gêneros dele. Porém, sempre é bom dar uma variada nas leituras da gente e eu mesmo pretendo fazer isso, então resolvi trazer alguns livros que não necessariamente tem um gênero literário diferente, mas que traz temáticas interessantes e que fazem o leitor sair da zona de conforto e ir provar o diferente. 

Coisas que não entendo no gênero erótico

O gênero erótico é por muitos amado e odiado por todos. Sempre que visito alguns blogs, percebo que algumas pessoas em questão detestam fielmente o gênero e não tiro-lhes a razão. Depois que bombou Cinquenta tons de cinza, parece que o gênero caiu em uma constante de clichês, e poucas vezes os autores acrescentam algo diferente a narrativa. Particularmente eu não me importo porque gosto bastante do gênero, apesar do excesso de informações nas cenas quentes me soarem muito cansativas. 

Por isso, eu resolvi juntar o útil ao agradável e adicionar aqui três coisas que não entendo muito bem no gênero, e menos ainda porque que inconstáveis autores ainda resolvem bater na mesma tecla, apelando assim um STOP em diversas situações, porque convenhamos, isso cansa muito e erótico infelizmente ainda é o gênero mais fácil de cansar na literatura.

Ponto sem retorno - Gabriela Simões | Resenha

Giselle Levy é meio-bruxa e vive isolada do mundo com o seu avô, escondida do olhar do rei. É cuidadosa e astuta, contudo, numa tentativa de sobreviver, foi apanhada e chantageada por um dos príncipes de Kendrad, Cristian, que promete não a entregar, se ela for trabalhar para o palácio. Num dilema, ela coloca em perigo a sua identidade e passa a trabalhar no palácio, onde terá de lidar com as constantes tentativas de sedução do príncipe Cristian, os misteriosos olhares de príncipe Eli, os encontros escondidos com o seu melhor e único amigo, Rylan, e um rei desumano com segredos obscuros. Giselle vive numa constante incerteza e angústia de ser descoberta, amargurada pelo facto de não poder ser livre, encontra uma misteriosa sala, com um poderoso encantamento que poderá mudar tudo. Assertiva, inteligente e defensiva, irá deparar-se com uma escolha que mudará para sempre a sua vida e a ideia que tem si própria.
Fantasia | 238 páginas | Editora Edições Vieira da Silva | Nota: 

Ponto sem retorno é o primeiro livro da Saga Giselle, da autora portuguesa Gabriela Simões, que gentilmente me contatou pelo Instagram e disponibilizou seu livro para resenha. Como ainda estava no clima para ler fantasias depois de Caraval, eu facilmente terminei a obra e vim contar para vocês sobre esse mundo mágico de bruxas e outros seres encantados.

Há muitos anos atrás, o reino de Kendrad vivia pacificamente com os seres mágicos e não mágicos que lá existiam, até que um decreto do rei mudou tudo: todos os seres mágicos deveriam ser caçados e consequentemente queimados em plena praça pública. Mesmo com a Resistência de vários desses seres que durou exatos vinte anos, Kendrad se viu sem contato com a magia. Porém, existe Giselle Livy, uma meia-bruxa que ainda está viva.
Foto por Leitora Encantada

A conquista - Elle Kennedy | Resenha

De todos os jogadores do time de Hóquei da universidade de Briar, John Tucker se destaca por ser o mais sensato, gentil e amável. Diferente de seus amigos mulherengos, ele sonha mesmo é com uma vida tranquila- esposa, filhos e, quem sabe um dia, abrir um negócio próprio. Mas nem mesmo o cara mais calmo do mundo estaria preparado para o turbilhão de emoções que ele está prestes a enfrentar. Sabrina James é a pessoa mais ambiciosa, dedicada e batalhadora do campus. Seu jeito sério e objetivo é interpretado por muitos como frieza, mas ela não está nem aí para sua fama de antipática. Tudo o que ela quer é passar em Harvard, tirar ótimas notas e conquistar a tão sonhada carreira como advogada. Só assim ela conseguirá escapar de seu passado difícil e de sua família terrível. Um acontecimento inesperado vai desses jovens de cabeça para baixo. Tucker e Sabrina vão precisar se unir e rever seus planos para o futuro. Juntos, eles aprenderão que a vida é cheia de surpresas, e que o amor é a maior conquista de todas.
Romance, ficção |  336 páginas | Editora Paralela | Nota:  | Essa resenha pode conter spoilers

Depois que fiz aquele post com algumas séries que preciso terminar, meu maior objetivo era dar um fim adequado ao meu amor pela série Amores Improváveis, e agora consegui fazer isso depois que meu exemplar da Amazon chegou. A Conquista é o último livro da série e vai contar a história do John Tucker, o mais gentil e amável jogador de hóquei, e Sabrina James, mais conhecida como bruxa e antipática.

Quem já leu os outros livros da série já perceberam que Dean (protagonista do terceiro livro e amigo dos demais jogadores) detesta Sabrina com todas suas forças, e ela sente o mesmo por ele, isso porque ambos já ficaram juntos e uma inimizade muito grande nasceu disso. Porém, agora é a vez de Tucker começar a notar a moça. Depois de tê-la conhecido no Malone's, eles tem uma noite de sexo incrível no carro de Tucker, mas como Sabrina gosta de afirmar, aquilo não irá se repetir, mesmo que Tucker faça de tudo para que ela resista a seu charme.
Foto por Leitora Encantada