Facebook

Os melhores blogs de 2017

Olá, gente! Esse ano de 2017 passou correndo, mas isso trouxe muitos ensinamentos para mim como pessoa e para meu blog, o antigo Leitora Encantada, que agora começa uma nova fase como Suddenly Things. Isso tudo se deve ao carinho de vocês e a também muita dedicação por minha parte, já que um blog não se faz sozinho né? Eu não queria fazer um post assim sobre blogs porque eu acho que ele acaba limitando nossas escolhas de indicações, mas eu me sinto muito realizada e muito feliz por ter feito tantas amizades por aqui, e neste post, devo deixar o meu carinho para estas pessoas, que vocês provavelmente já conhecem, já que a blogosfera literária acaba sendo um lugar entre amigos e não de concorrência. Desde já meus agradecimentos a todos vocês que tem feito parte da história do LE/ST, sempre comentando, lendo meus posts e interagindo comigo. Desejo a todos vocês um Feliz Ano Novo, que 2018 chegue carregado de paz, muita saúde, muito amor, carinho, prosperidade e muito sucesso para nós blogueiros! Eu adoro todos vocês ❤

18 desejos para 2018

No comecinho desse ano eu fiz uma lista com 17 desejos para o ano de 2017, até mesmo conferi aqui no blog quais foram os itens que escolhi e se eu tinha cumprido eles, e hoje resolvi também fazer uma lista para o próximo ano que está a chegar. Eu não costumo fazer listas com expectativas para determinada coisa, mas eu achei a ideia muito legal e como deu tão certo as desse ano, espero que consiga cumprir as de 2018. Se você se sentir a vontade para criar sua própria lista, eu adoraria ver quais são seus desejos, por isso deixe o link nos comentários do seu post se caso se interessar pela proposta.

Os melhores romances de época de 2017

E temos mais uma retrospectiva aqui no blog, dessa vez com os romances de época. Eu resolvi fazer um ranking para essa categoria porque seria injusto com os demais gêneros, já que o que mais li esse ano foi romance de época, ao todo foram 24 livros, então foi um pouco mais “fácil” de escolher, mesmo que eu tenha tido que eliminar alguns por pouca coisa para caber nos cinco escolhidos. Por isso, vou tentar trazer livros de autores diferentes para aproveitar melhor essas indicações.

O príncipe leopardo - Elizabeth Hoyt | Resenha

 A única coisa que uma dama jamais deve fazer...
Lady Georgina Maitland não quer um marido, embora ela pudesse ter um bom administrador para cuidar de suas propriedades. Ao pôr os olhos em Harry Pye, Georgina percebeu que não estava lidando apenas com um criado, mas com um homem.
É se apaixonar...
Harry conheceu muitos aristocratas — incluindo um nobre que é seu inimigo mortal. Mas nunca conheceu uma dama tão independente, desinibida e ansiosa para estar em seus braços.
Por um criado.
Ainda assim, é impossível ter um relacionamento discreto quando ovelhas envenenadas, aldeões assassinados e um magistrado furioso tumultuam o condado. Os habitantes culpam Harry por tudo. Enquanto tenta sobreviver em meio à desconfiança e manter o pescoço de Harry longe da forca Georgina não quer perder outra noite de amor.
Romance | 350 páginas | Editora Record

O segundo livro da Trilogia dos Príncipes irá nos apresentar a história de Harry Pye, um administrador de terras e lady Georgina Maitlaid, a filha de um conde. Georgina é a dona de uma propriedade em Yorkshire desde que herdou a herança de uma tia, e lá ela conhece Harry Pye, um homem reservado mas que ao mesmo tempo parece ser encantador.

Há boatos rondando a pequena cidade, existe alguém que está envenenando as ovelhas do fazendeiro vizinho a Georgina, lorde Silas Granville, e tudo aponta para Harry, já que ele e Silas são inimigos desde muito tempo. Mas Georgina acredita piamente na inocência de seu criado e por isso, resolve ir com ele em busca do verdadeiro culpado, o que fará com que ela acabe se envolvendo cada vez mais na vida desse homem.
Minha autoria
Esse convívio irá resultar em uma avassaladora paixão. Mas é óbvio que uma lady, filha de condes, jamais poderia se casar com um simples administrador, e assim, os dois se vem presos ao ditames da sociedade, mas desejando um ao outro.

As melhores leituras de 2017

O ano de 2017 já parte para seu fim, mas antes que isso aconteça, as retrospectivas dos melhores livros/momentos/posts dos blogs já estão a  mil, e é claro que não poderiam faltar o nosso ranking de melhores leituras do ano, já que também fiz sobre as minhas decepções literárias, que você inclusive pode relembrar aqui.
Como eu tive um saldo mais que positivo de 115 leituras neste ano, foi quase impossível escolher o mínimo de melhores leituras do ano, por isso tentei escolher aquelas que eu realmente amei, naquele estilo mata-mata, até sobrar somente cinco.

Um lugar para o amor - Sherryl Woods | Resenha

Ele vivia na solidão do passado... Mas não tardaria para o presente invadir seus dias!
Abandonado pelos pais e separado dos irmãos, Ryan Devaney jamais deixou que alguém se aproximasse demais. Afinal, as pessoas não ficavam por muito tempo Mas sua sorte muda quando a porta de seu bar irlandês é escancarada por uma ruiva intensa e apaixonada pela vida. Maggie O'Brien decide que chegou a hora de derrubar de uma vez por todas a muralha de gelo em torno do coração de Ryan. Ele insiste em afirmar que não acredita no amor, mas o sorriso radiante e o toque carinhoso de Maggie fazem com que mude de ideia pouco a pouco. Um espírito solitário que encontra conforto... O despertar de sonhos há muito esquecidos... Ryan se dá conta de todo o tempo perdido e agora seu maior desejo é reencontrar os irmãos. Mas ele estaria pronto para aceitar o desafio de Maggie, e reservar dentro dele um lugar destinado ao amor dela - para sempre?
Romance | 256 páginas | Editora Harper Collins

Antes de começar a resenha, vocês devem ter percebido que mudei o layout do blog mais uma vez. Porém, dessa vez eu não fiz porque queria, mas tive um problemão com aquele meu layout, alguma coisa com o html que mudou as configurações, e tinha algumas partes que  não estava querendo clicar, inclusive receber comentários, já fazia um tempo que estava tentando arrumar, mas não consegui e infelizmente acabei perdendo ele todinho. Na correria para encontrar um logo, acabei ficando com esse. HAHA ENFIM! Erros técnicos, então me desculpem.

Voltando a resenha...
Foi meu primeiro contato com a autora Sherryl Woods e fiquei muito feliz por ter começado as obras dela com o pé direito. Apesar de não ter gostado muito da capa desse livro, e ficar achando que a história seria fraca, eu me diverti muito com um enredo fofo, simples e romântico.

Ryan Devaney foi abandonado aos 9 anos pelos seus pais, que simplesmente deixou ele e os dois irmãos mais novos, e acabaram fugindo com as irmãs gêmeas de apenas dois anos. Infelizmente o serviço social acabou separando os irmãos, e assim Ryan se viu crescendo em meio a tantos problemas e lares de adoção. Depois de um período problemático, agora com pouco mais de 30 anos, Ryan tem um bar escocês na cidade de Boston. Mesmo agora resolvido na vida, Ryan ainda tem seu coração guardado a sete chaves, já que sente um grande medo de ser abandonado outra vez, por isso seus casos são passageiros e raramente ele se interessa por alguma mulher, isso até conhecer Maggie O'Brien.