13 março 2018

Por que eu gosto de eróticos?

Eu vi no Atitude Literária algumas indicações de livros eróticos, e lembrei do quanto gostava desse gênero há algum tempo atrás. Desde que lançaram Cinquenta Tons de Cinza, meus olhos abriram para esse gênero literário, que por sinal ainda é muito criticado pela maioria dos leitores, mas que agradam aqueles que gostam de se arriscar a ler algo mais apimentado. Vale lembrar que os eróticos não seguem um padrão, mesmo que a grande massa de obras a respeito do gênero sempre resolva seguir uma linha de raciocínio óbvia, e talvez seja por isso que a maioria não goste dessas histórias por se tratar de vários clichês. Nada contra aqueles que não gostam, afinal, cada um tem sua opinião, mas resolvi citar cinco motivos que me fazem gostar de eróticos, e quem sabe incentivar vocês a darem uma nova chance ao gênero.

O LIVRO É ADULTO

Obviamente que se estamos falando de sexo, é claro que o conteúdo é para adultos, mas eu falo que o livro é adulto no sentido de conhecermos personagens geralmente mais velhos, que já sabem o que gostam e o que querem, que já tem uma bagagem de vida. Mesmo que as atitudes desses personagens possam ser consideradas imaturas ao longo de algumas narrativas, é notável que estamos lidando com pessoas que já se desenvolveram, e não que ainda estão precisando lidar com as mudanças da adolescência ou da maioridade.

FALA DA VIDA REAL

A fórmula mágica para livros eróticos é ter no enredo um personagem podre de rico mas com vários problemas emocionais, que se apaixona pela garota sem graça e juntos irão começar a lidar com esses problemas. Isso durante muito tempo deu certo, hoje em dia os leitores querem mais, e os livros eróticos falam justamente da vida como ela é. Você dificilmente irá encontrar uma pessoa que ainda não tenha relações sexuais hoje em dia, e o gênero explora justamente essas relações, seja de qual natureza for, entre essas pessoas. Talvez as cenas quentes possam desconcertar aqueles que não gostam de narrativas desse tipo, até porque elas tendem a ser muito sensacionalistas e enviesadas, mas o erótico tá abordando exatamente aquilo que todo ser humano faz ou já pensou em fazer, então não dá pra ter hipocrisia a respeito disso.

QUEBRA ESTEREÓTIPOS

Sexo ainda é um tabu, e muita gente tem vergonha de falar a respeito disso. Seja admitir fantasia sexuais, ou admitir com quem perdeu a virgindade, o fato é que as pessoas se sentem desconfortáveis a respeito do assunto, e claro, outras não. O erótico ta aí pra mostrar justamente que o tema precisa ser mais discutido, disseminado entre as pessoas. A gente julga o voyeurismo, o BDSM e outros tipos de relações porque a gente mal conhece ou porque não faz, sem lembrar que o mundo tem mais de 7 bi de pessoas, e que provavelmente haverá casais que gostam de fazer isso, gostam de brincar com sua sexualidade e não tem vergonha nenhuma em arriscar.

TEM EMPODERAMENTO FEMININO

Como gostam de dizer “Satinha na rua e puta na cama”. Dependendo do conteúdo e do enredo do livro, você pode se deparar com várias personagens femininas empoderadas, que sabem exatamente o que querem, como querem e que não exitam em nenhum momento em conseguir isso. O legal do gênero é justamente o poder que ele dá as mulheres para fazerem o que quiser com o corpo delas quanto a sua sexualidade, seja dentro da cama e fora da cama também. Ela não precisa se esconder aqui. É claro que temos personagens machistas, possessivos, que gostam de dar ordens, e que infelizmente você continuará a ver em livros do tipo, mas que conseguem enaltecer mais ainda a força da mulher e o poder de escolha que ela tem. Isso é legal porque a nossa sociedade ainda gosta de ditar o que nós mulheres devemos e não devemos fazer, principalmente se o assunto for sexo.

ABRE NOSSA MENTE

Já parou para pensar que talvez você não tenha uma fantasia sexual seja porque você nunca imaginou uma, e não porque você realmente não tem? Ás vezes quando lemos um erótico descobrimos coisas a respeito de nós mesmos que sequer sonharíamos. Quando o livro fala sobre sexo de uma maneira tão natural, é normal a gente se questionar sobre o que realmente gostamos de fazer, o que não gostamos, o que deixaríamos acontecer e por aí vai, assim vamos criando várias situações hipotéticas que fazem a nossa mente se abrir para novas experiências.

18 comentários:

  1. Nunca li nada do gênero, não faz muito o meu estilo pois prefiro ler algo inédito e totalmente fora do comum, o mais longe da realidade possível, mas adorei saber sobre suas opiniões =D

    Beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Dora. Erótico é 8 ou 80, ou você gosta ou não, se tentou ler uma vez e não deu certo, nem dá pra insistir.

      Excluir
  2. MEU DEUS MI EU TO DIGITANDO COM O PÉ PORQUE ESTOU TE APLAUDINDO E MUITO!!! Maiores verdades não serão mais ditas sobre esse gênero. Tudo que você colocou é o que eu penso e muito mais. O que eu mais gosto do erótico é justamente a mulher perder a vergonha de ler coisas assim em público e aprender a explorar sua sexualidade.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lu
      Acho que a mulher precisa aprender sobre o próprio corpo e sobre si mesma né, e o erótico ajuda nisso, mas muita gente julga o gênero ainda assim.

      Excluir
  3. Gostei do seu ponto de vista sobre esses tipos de livros. Eu tentei ler uma vez e até que gostei, mas a história não estava me prendendo então abandonei. Talvez eu tente outro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jeciane. Aconselho a você ler outro livro e ver se realmente não curtiu, ás vezes era só a história e não o gênero.

      Excluir
  4. Ah eu também gosto! Li também a série de Cinquenta Tons de Cinza e curti! Gostei da sua reflexão! ;)

    beijos!!

    https://ludantasmusica.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lu
      Essa trilogia foi a primeira que li na vida sobre erótico, então gostei tanto que reli três vezes.

      Excluir
  5. Oi, Mika!
    Menina, falou tudo! Eu me identifiquei muito com gênero por esses motivos! <3
    Principalmente pela parte do tabu. Acho que já passou da hora da gente poder falar abertamente sobre isso, né?! Mulher também tem fantasias, vontades e quer sim poder falar o que te vontade!
    Amei a postagem!
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mari
      Muita gente ainda tem a mente fechada pra sexo, principalmente as mulheres que não admitem que gostam de fazer ou que fazem porque sentem vergonha disso. Hello, séc XIX já tá aí, precisamos mudar isso.

      Excluir
  6. Oi Mi! Só posso concordar com todos os itens, gosto do empoderamento feminino e do fato de abrir nossa mente para muitas coisas, confesso que até aprendi umas coisinhas lendo livros livros eróticos hehehehe

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mi
      Eu com certeza aprendi muita coisa com o gênero porque o tanto de coisa que li haha você nem imagina!

      Excluir
  7. Oi Mi!
    Adorei a sua postagem, a maioria das pessoas que falam mal do gênero nunca se deram a oportunidade de ler. Acho tão babaca dá um de puritano dizendo que não gosta, que não presta, que é coisa de "puta" sendo que sexo é algo tão normal nos relacionamentos. Adorei todos os tópicos e concordo em tudo com você!
    Parabéns pelos dois anos de blog, que venham mais ♥
    Beijos

    www.lendoeapreciando.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Kamilla
      Hoje em dia eu vejo muito isso, e as pessoas sentem preconceito do erótico por causa disso, isso me deixa indignada. Estamos no século XIX afinal, temos que parar de ter vergonha.

      Excluir
  8. Oi Mi!

    Uau, que post! Parabéns!
    Eu gosto desse gênero e acho que o próprio gênero já evoluiu muito desde a famosa trilogia dos Cinquenta Tons de Cinza e, assim como tantos outros, faz parte da literatura e traz consigo muitos significados.
    Cabe a cada leitor saber se gosta ou não do gênero, se não gosta, favor respeitar, pois não é pecado e não é errado gostar, só abstenha-se de lê-lo. Tantas outras pessoas não gostam de biografias (meu caso, por exemplo), drama, fantasia, etc... mas não significa que precisem menosprezar, certo!
    Cada gênero tem o seu valor.

    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Adriana
      Acho que as pessoas se aproveitam do termo sexo e de algumas obras não muito bem desenvolvidas para criticar o gênero de uma forma horrorosa. Me deixa chateada, gente que mal conhece ou lê, falar tão mal, sendo que os outros gêneros não fazem isso.

      Excluir
  9. Oi Mi!!!
    Que delícia de post! Adorei suas colocações.
    Beijos
    http://pausaparapitacos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bi
      Obrigada, espero que as pessoas tenham gostado!

      Excluir

Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post.
Aproveite e deixe seu link, para que eu possa retribuir sua visita! ❤