19 de abril de 2018

Só escute - Sarah Dessen | Resenha

em 19 de abril de 2018

24 comentários

Para encarar a verdade, você precisa estar disposta a ouvi-la.
Ano passado, Annabel era a típica “garota que tem tudo” — inclusive era esse o papel que interpretava no comercial de uma loja de departamentos da cidade. Este ano, porém, ela é a garota que não tem nada: não tem mais a amizade de Sophie; não tem uma família feliz desde a descoberta do distúrbio alimentar de uma de suas irmãs; e não tem ninguém com quem passar a hora do almoço na escola. Até conhecer Owen Armstrong.
Alto, misterioso e obcecado por música, Owen é um garoto que vivia se metendo em brigas, mas agora está tentando mudar. Um de seus novos lemas é sempre falar a verdade, não importa qual seja, e jamais guardar ressentimentos.
Será que com a ajuda desse amigo inesperado Annabel vai conseguir encarar a verdade e enfrentar o que aconteceu na noite em que brigou com Sophie?
Jovem adulto, romance | 352 páginas | Editora Seguinte 

Só escute é o segundo livro que leio da Sarah Dessen. O primeiro livro que li dela foi bem frustrante porque eu não havia gostado muito da protagonista, o que atrapalhou por demais a leitura, porém, em Só escute eu não tive esse problema.

Annabel Greene é a típica garota popular do ensino médio, e seu trabalho como modelo só enaltece mais ainda suas características. Ela parece ter tudo: a família perfeita, irmãs modelos tão lindas quanto ela, as melhores amigas... até que um mal entendido no verão acaba com todas suas chances de ser vista assim novamente.
Em uma festa, Annabel foi vista dentro do mesmo quarto com Will, namorado de sua melhor amiga, Sophie. Automaticamente sua amiga acredita que ela estava a traindo com seu namorado e faz da vida de Annabel um inferno depois disso. Já não bastasse ter perdido seu círculo social de amigos e ser chamada de “vagabunda” por toda a escola, ela precisa lidar com os trabalhos de modelo, algo que ela já não quer mais fazer, mas não tem coragem de contar pra sua mãe e com o distúrbio alimentar que sua irmã do meio, Whitney, acabou desenvolvendo, o que fez com que ela voltasse a morar na casa dos pais.

Com todos esses problemas em mente, Annabel prefere guardar tudo isso dentro de si ao invés de desabafar e contar para alguém. Isolada na escola, ela começa a sentar perto de Owen Armstrong, um garoto problemático apaixonado por música.

Eles então passam a conversar muito sobre música e Annabel vai quebrando todas as barreiras em relação a esse garoto que consegue ser tão sincero com ela, incentivando-a a ser sincera consigo mesma também. Mas será que só isso será o bastante para lidar com toda a situação que a rodeia?
Só escute tem uma narrativa fácil de ler, até um pouco poética na minha opinião. Em primeira pessoa iremos conhecer Annabel, e se você pensa que ela é metida e estereotipada só por causa de ser modelo, é aí que você se engana. Annabel é completamente comum e ela gosta de ser assim. Apesar de sempre ter trabalhado como modelo, ela faz mais isso para agradar a mãe, que praticamente se deixou envolver com o trabalho das filhas depois que sua avó morreu, e o medo dela destruir essa “bolha confortável” que a mãe se encontra pesa muito sobre ela.

Vamos entender também a relação de Annabel com as irmãs mais velhas, que tem suas próprias personalidades e são muito diferentes entre si. De um lado temos Kristen, a mais velha, a tagarela, alta e bonita, aparentemente feliz. Do outro temos Whitney com seu jeito silencioso e reservado, mas perfeito para as fotos já que ela tem a fisionomia perfeita para ser modelo. Whitney leva tão a sério o trabalho que acabou desenvolvendo um distúrbio alimentar, e o leitor vai passar juntamente com ela a fase de descoberta do distúrbio e a superação, que não é nada fácil nem para ela e muito menos para a família. Mesmo sendo irmãs, a gente percebe que cada um vive em seu mundinho particular. Elas não trocam confidências, são praticamente estranhas numa mesma casa mas aos poucos a narrativa irá focar melhor no relacionamento delas e no desenvolvimento desse laço, o que eu achei bem legal.
Owen é maravilhoso. Eu sempre gosto dos meninos rejeitados nas leituras, e ele entrou para a lista dos que quero proteger. Mesmo com todos os boatos sobre Owen ser isso e aquilo, o garoto na verdade se mostra um grande amigo para Annabel. Alguém que a entende, a escuta e principalmente a incentiva a falar. Ele gosta muito de música e a amizade dos dois vai girar em torno disso, então preparem-se para conhecer muitas músicas e gêneros diferentes.

Os personagens secundários se fazem presente na trama porque ajudam no seu desenvolvimento. Temos Sophie, a ex-melhor amiga de Annabel, que por sinal não suportei nenhuma vez. A protagonista vai relembrando como as duas se conheceram e se tornaram amigas até a fatídica noite que a amizade delas acabou. Sophie é um nojo, toda vez que ela aparecia na narrativa eu tinha vontade de revirar os olhos. Isso também faz parte do mistério para saber o que realmente aconteceu naquela noite e porque Annabel não fala a respeito, deixando todos pensarem que ela ficou com o namorado de sua amiga.

E temos também os pais de Annabel e a irmã mais nova de Owen, que consegue ser tão fofa e irritante ao mesmo tempo. A relação deles também é muito abordada na trama, principalmente a família da protagonista, que consegue de alguma forma se ajudar sempre que algum deles está passando por um problema.
O problema central na trama é que Annabel precisa contar sobre o que realmente está acontecendo com ela, mas ela simplesmente não consegue se abrir, não consegue entrar em um confronto, por isso ela sempre recua. Causar preocupações para os pais, além da Whtiney, é algo inconcebível para a garota e é Owen que a ajudará a tomar coragem para dizer aquilo que realmente importa.

Eu adorei essa história. Ela te toca de uma forma profunda apesar dos personagens adolescentes, e aborda vários temas como amizade, auto descoberta, assédio sexual, distúrbios alimentares e os primeiros amores. A narrativa da Dessen continua tão gostosa quanto me lembro e você lê o livro todo tão rápido que nem percebe.

24 comentários:

  1. Fiquei muito interessada em ler, principalmente pelo Owen. Sua descrição dele me cativou mais do que a própria Annabel.

    Nanda, Gravado na Memória

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nanda
      Owen é maravilhoso nessa história, confesso que ele é até mais legal que a protagonista mesmo haha

      Excluir
  2. Oi Mi,

    Esse foi o primeiro livro da Sarah que li e confesso que não tive as mesmas boas impressões que comentou na resenha. O livro foi bom, mas na minha opinião, só isso. Achei a leitura um pouco cansada, mas acho que os temas abordados são extremamente importante e muito bem retratados, de forma leve sem serem impactantes.
    Que bom que gostou da leitura1

    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Adri
      Eu curti muito porque eu gosto de temáticas assim, jovem adultos são o que realmente gosto além dos romances e o primeiro livro que li dela não tinha nada de especial, além da protagonista ser muito chata, por isso me surpreendi tanto e gostei da trama.

      Excluir
  3. Oi Mika,
    Esse jovem adulto parece ser muito bom mesmo, trazendo a tona assuntos que precisam ser discutidos. Acabei de ler um livro de mesmo gênero com um menino também rejeitado, kkk. Só que até agora eu só tô com vtd de deitar em posição fetal e chorar pelo enredo do livro, 100nhor! É muito sofrimento. Agora quero ler algo mais leve e vou colocar "Só Escute" na minha lista para futuras leituras e não esquecer do título dele, pois sua resenha me cativou.
    Beijo, www.apenasleiteepimenta.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Leslie
      Qual livro você leu? Falou em personagens rejeitados e sofrimento, já me interessei <3 Adoro!

      Excluir
  4. Oiii Mika

    Nunca li nada da Sarah Dessen mas ja vi tantos elogios sobre os livros dela que tenho vontade de conferir algumas de suas histórias. Esse do Só escute é o que mais me chama a atenção justamente porque vai além de um romance, e nos narra um problema particular da protagonista, sai das histórias tipicas de sempre. As fotos ficaram lindas.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Alice
      A Sarah é aquela autora que você ou ama ou não, porque as obras dela dividem opiniões demais.

      Excluir
  5. Oie

    Nunca li nada da autora, mas ela parece ter uma boa escrita.
    Vou colocar esse o primeiro na lista de leitura para ler futuramente.
    Bjs!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jessica
      Tomara que você goste, espero que o livro te encante como a mim :)

      Excluir
  6. Olá, Miri linda! =)
    Tudo bem?

    Olha, eu gosto muito dos livros da Sara. Já li três, mas para ser contrário a você, dos três esse é o que menos gostei. Não é como se eu não tivesse gostado, eu gostei, porém menos.

    Que bom que você não desistiu da Dessen e deu a chance a mais um livro dela.

    - Bjux,
    Diego || Blog Vida & Letras ♥ @vidaeletras
    www.vidaeletras.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Diego
      Assim, eu acho que as obras da Dessen são bem fáceis de desgostar, primeiro porque o livro que li dela antes dele foi bem decepcionante, e convenhamos que as histórias não tem nada de especial, mas eu gostei justamente porque me surpreendi positivamente em relação ao outro.

      Excluir
  7. Oi Mi, tudo bem? Eu não sou super fã de livros adolescentes, mas a premissa desse me chama bastante atenção, principalmente pq curti a descrição da protagonista! Nunca li nada da autora, mas ela parece aprofundar bem a história e os personagens! Vou dar uma chance!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mi
      É bom dar uma chance, eu curti muito a trama e talvez você possa gostar também. Adorei esta história.

      Excluir
  8. Oi, Mi!
    Eu tinha um certo preconceito com a autora sem nenhuma explicação. Mas depois dessa resenha maravilhosa, eu tenho que ler esse livro. Fora que eu já tenho umas suspeitas do que aconteceu com Annabel e preciso confirmar.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lu
      Acho que só lendo pra tirar as conclusões porque tem gente que gosta e outras que não gostam, então fica melhor quando a gente lê e vê o que acha haha

      Excluir
  9. Oi, Mi

    Eu não sei se você sabe, devo ter comentado por aqui em algum momento, mas não curto muito tramas juvenis e é por isso que não me sinto atraída pelos livros da Sarah.
    Que bom que você acabou curtindo depois do probleminha com a protagonista do outro livro.
    Eu não sou uma pesso muito musical, estou sempre escutando os mesmos artistas, então essa coisa de ter música envolvida me deixa com preguiça! Hahahahaha
    E só agora depois da sua resenha eu vi que o título tem duas interpretações, em relação à musica e ao fato da protagonista ter dificuldade para se expressar, é mais (ou era dependendo do momento) do tipo que ouve e acata... achei legal!


    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Tami
      No início eu fiquei sem entender o título mas quando você vai ler a trama, ai você vai entendendo melhor o porque de Só Escute, tem tudo a ver com a história haha

      Excluir
  10. Oi Mi,
    Eu AMO esse livro! Ele que me fez virar fã da Sarah Dessen, agora estou lendo 'Uma Canção de Ninar' e o enredo não anda, rs.
    Acho que será difícil superar 'Só Escute', eu devorei, me emocionei e torci demais pelos personagens!!! <3
    Esse post foi uma ótima lembrança, até fiquei com saudade do Owen <3
    Beijos
    https://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mi
      Meus problemas com a Sarah é porque acho a obra dela paradona demais, não tenho paciência pra isso, mas até que Só escute acabou me encantando de alguma forma. Ainda assim tenho que ler Os bons segredos.

      Excluir
  11. Oi, Mi! Tudo bom?
    Nunca li nada da Sarah Dessen, mas tenho curiosidade. Eu até tenho um livro dela aqui, só não li ainda por falta de tempo e espaço pra colocar na TBR.
    ADORO personagem coadjuvante que ajuda a trama principal; e também adoro protagonista bem desenvolvido. Parece ser um ponto forte da autora.
    Adorei a resenha.

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Denise
      Tem trama que o personagem coadjuvante é até mais legal que a principal, e Owen é assim mesmo ehuehehe mas eu adorei a trama, talvez você possa gostar.

      Excluir
  12. Olá, Miriã.
    Eu vou ler alguma coisa da autora algum dia porque sempre vejo ótimos elogios aos seus livros. Mas no momento estou em outra vibe, estou lendo mais livros de suspense e romances de época. Mas quero conhecer a escrita dela. E que bom que gostou mais desse livro do que do outro que tinha lido dela.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sil
      É ruim mesmo sair de uma vibe de um gênero e ir em outra diferente, é bom a gente sempre alternar mas não sair da curva tanto. Tomara que você possa ler um dia e gostar!

      Excluir

Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post.
Aproveite e deixe seu link, para que eu possa retribuir sua visita! ❤



TOPO