31 janeiro 2018

O que eu li em Janeiro

Já começamos o ano de 2018 com o pé direito, e já pude concluir leituras que há anos queria fazer mas enrolava, e dessa vez eu consegui enfim terminar. O blog também fez parceria com outro blog, o Lumusiando, da Maria Eduarda. O blog é novo e agradeceria muito se vocês pudessem visitar.

A gente também está participado do Projeto Buddy Read com mais outros blogs, já até concluímos o primeiro desafio desse projeto, e você pode ouvir mais sobre ele aqui. Também resolvi voltar ao Desafio Fuxicando sobre Chick-lits, que não li nenhum livro ainda mas que já estou ansiosa para começar.

Mesmo com o início das aulas (as minhas começaram dia 03 de Janeiro), eu consegui ler um bom número de livros, apesar de também ter ficado uma semana sem ter lido nada, quase uma mini-ressaca literária, ao todo Janeiro foi finalizado com 12 leituras. Fiquei feliz porque como ano passado eu li poucos nacionais, esse ano já conheci quatro trabalhos de autores diferentes.
Clique nas imagens para ler as resenhas.

NOTA: 5/5

NOTA: 4/5

NOTA: 3/5

E vocês o que leram nesse mês de Janeiro?

30 janeiro 2018

O começo de tudo - Robyn Schneider

O garoto de ouro Ezra Faulkner acredita que todo mundo tem uma tragédia esperando ali na esquina - um encontro fatal depois do qual tudo o que realmente importa vai acontecer. Sua tragédia particular esperou até que ele estivesse preparado para perder tudo de uma vez: em uma noite espetacular, um motorista imprudente acabou com a perna de Ezra, com sua carreira no esporte e com sua vida social.
Depois que perdeu o favoritismo ao posto de rei do baile, Ezra agora almoça na mesa dos losers, onde conhece Cassidy Thorpe. Cassidy é diferente de qualquer pessoa que Ezra tenha encontrado antes - melancólica e com uma inteligência mordaz.
Juntos, Ezra e Cassidy descobrem flash mobs, tesouros enterrados e um poodle que talvez seja a reencarnação do Grande Gatsby. À medida que Ezra mergulha nos novos estudos, nas novas amizades e no novo amor, aprende que algumas pessoas, assim como os livros, são difíceis de interpretar. Agora, ele precisa considerar: se uma tragédia já o atingiu, o que poderá acontecer se houver mais infortúnios?
O Começo de Tudo é um livro poético, inteligente e de cortar o coração sobre a dificuldade de ser o que as pessoas esperam, e sobre começos que podem nascer de finais trágicos.
Jovem adulto | 288 páginas | Editora Novo Conceito 

28 janeiro 2018

Batalha de capas: Como se casar com um marquês

Faz quase três meses que eu não trago uma Batalha de Capas para vocês, isso porque são tantos posts para trazer pra cá que eu acabo me esquecendo, mas dessa vez resolvi começar o ano com um livro que li recentemente e que foi meu xodózinho: Como se casar com um marquês, da Julia Quinn. O livro é o segundo de uma duologia e já tem resenha no blog, que você pode ler aqui

CAPA BRASILEIRA
Eu amo a capa brasileira, ela é delicada e remete muito bem a história, além de ter esse jogo de cores claras e em tons pastéis. É linda minha gente.

CAPAS GRINGAS
Espanha: Eu gosto muito dessa capa, ela é meio de romance de banca mas é uma das mais bonitas.
Alemanha: Totalmente não! Uma capa super sensacionalista de romance de banca KKKK Chega, meu Deus.
Hungria: Essa capa não é feia, mas ela me lembra mais a capa de A noiva fantasma pela escolhas de cores atrás da modelo. Não dá pra um romance de época.
Inglaterra: A Inglaterra tem a mania feia de fazer capas neste estilo, mas vou dar um desconto que o livro foi publicado lá em 1998 (ou 1999), mas mesmo assim não gostei.
Resumindo, a capa da Espanha é a mais bonita entre as quatro, só perde para a do Brasil que realmente está linda.
E qual a favorita de vocês? Não esqueça de votar!

CAPA VENCEDORA DO DESAFIO ANTERIOR

27 janeiro 2018

O despertar do Lírio - Babi A. Sette | Resenha

Lilian Radcliffe é uma jovem viúva e está feliz com sua vida isenta de emoções. Culpa do luto que não larga? Lilian jurou fidelidade ao marido no leito de sua morte.
Paralelo a isso, conhecemos Simon Thorn, homem frio e libertino, dono da maior casa de jogos de Londres. Ele está a um passo de realizar seu plano de vingança contra o culpado pelo título de assassino que recebera anos atrás. O problema é que o canalha está morto e ele terá de usar a sua viúva recatada a fim de atingir seus objetivos.
De um lado, ela precisa manter sua honra intacta; de outro, ele quer seduzi-la e desmoralizá-la. No entanto, Lilian nunca se sentiu tão vulnerável e atraída por um homem. E Simon, por sua vez, demonstra reações ao lado dela das quais nunca imaginara ter. A vingança e a honra se abalam quando nasce entre ambos uma paixão incontrolável. Mas, para ficarem juntos, terão de enfrentar segredos e mágoas profundas, um castelo trancado há seis anos, palco de uma morte misteriosa e, sobretudo, encarar os fantasmas do passado que assombram suas consciências.
 Romance | 380 páginas | Editora Novo Século

O despertar do Lírio é meu primeiro contato com a autora Babi A. Sette, e ele é o segundo livro da série Flores da temporada. Minha dica é que vocês leiam os livros na ordem para que entendem melhor quem são os personagens e suas histórias, ou você vai ler uns grandes spoilers da primeira história assim como eu.

Lílian Radcliffe é a epítome da boa conduta. A jovem viúva não faz nada escandaloso e nada que não esperam dela, criando assim uma inatingível imagem de perfeita honra e respeitabilidade. Para evitar que uma amiga acabe protagonizando um grande escândalo, ela resolve viajar com a moça para Easton House, uma casa de campo onde várias outras pessoas da aristocracia irão passar alguns dias. 
Ela tinha sua honra. Esse era o único tesouro que Lílian sabia que nada poderia ameaçar.

Minha autoria

25 janeiro 2018

Quando eu te encontrar - Lucy Vargas | Resenha

Os Ward amam insanamente, mas não tem tempo para esperar.
Sean não esperava nada daquele sábado à noite. Nem sequer memorizar um nome. E acabou implorando por um telefone e um encontro.
Logo ele queria tudo de Beatrice. Seus beijos, seu carinho, seu amor e seu tempo. E ele queria imediatamente. Ela era como uma brisa de ar puro depois de anos sufocando, imerso em seu passado e segredos.
Talvez Beatrice não estivesse pronta pra se comprometer e nem se apaixonar tão intensamente. Será que ela consegue ser a dona dos demônios dele? Por quanto tempo?
“Meu amor é insano e faminto. E seu gosto é bom demais para eu conseguir me saciar.”
Descubra como os Ward começaram.
Romance | 206 páginas | Publicação Independente

Quando eu te encontrar foi meu primeiro contato com a autora brasileira Lucy Vargas, que já tem vários livros publicados por aí. Esse livro já estava há um tempão no meu Drive mas só agora resolvi ler ele, e a narrativa da autora ajudou bastante para que eu terminasse logo a obra. Num primeiro momento achei que a autora se perdeu na construção da narrativa em terceira pessoa. Uma hora ela narrava pelo ponto de vista de um personagem e em seguida adicionava outro. Eu tive problemas para me situar no começo da leitura, mas depois disso tudo ocorreu muito bem.

Sean Ward é um dos membros da importantíssima família Ward, e com isso ele acabou se tornando mais um dos chefes da empresa GW antes dos 30. Em uma viagem a D.C. a negócios, a festa que estava tão tediosa se tornou algo muito interessante quando ele conhece Beatrice Stravos, uma estudante de Design de Interiores que fora convidada pela filha do anfitrião para o mesmo lugar.
Minha autoria

24 janeiro 2018

5 lugares em livros que eu gostaria de visitar

A cada história somos transportados a lugares diferentes, sejam lugares reais ou fictícios, o fato é que os livros sempre nos deixam viajar através de suas páginas para onde quer que eles querem. São tantas histórias e tantas experiências literárias que já vivenciei que fica impossível não querer visitar esses lugares um dia, e aqui escolhi somente cinco deles para falar com vocês.

9 livros que estou ansiosa para ler em 2018

O ano mal começou e as editoras estão prometendo cada lançamento arrasador que meu coração não tá aguentando a pressão. Mesmo não me tocando muito em relação ao que irá ser lançado esse ano, estou ansiosa e na expectativa de ler alguns livros que prometem muito aos leitores, e espero não me decepcionar. Abaixo está um top 9 dos livros que mais quero ler em 2018!

23 janeiro 2018

Três dicas para o seu blog crescer!

Fuçando alguns blogs por aí, mais precisamente esses com tantos seguidores no Instagram, eu percebi que a maioria deles não recebe uma visita de leitores há anos, e isso me fez pensar qual seria o motivo para isso. São tantos posts mas nenhum comentário, e isso acabou me fazendo perceber que talvez esses blogs não estejam direcionando seus posts para o público certo, ou que eles estejam falhando miseravelmente em algumas ações importantíssimas que todo blog deve fazer. Neste post resolvi dar três dicas para você que quer ver seu blog crescendo, elas também servem para aqueles blogs que estão começando agora, tanto para aqueles que já tem um blog e querem que ele tenha mais visibilidade ainda.  

22 janeiro 2018

Os 10 melhores autores que li em 2017

Ainda fazendo uma retrospectiva de 2017, o ano que todo mundo queria que acabasse logo, acho que fica fácil perceber que muito livro fora lançado, e em sua maioria, de autores que nunca vimos falar. Em suas estréias na literatura, algumas obras acabaram nos deixando surpresos com sua genialidade e outras nem tanto pelo óbvio fracasso em vender uma coisa, e entregar outra. Tendo lido o número de livros que li, eu li muitos autores nesse ano, e aqui vai uma lista dos dez melhores autores de 2017!

Desafio "Fuxicando sobre Chick-lits"

Olá, como vão? Hoje vim falar do Desafio Fuxicando sobre Chick-lits que vocês já devem ter visto em algum blog por aí. Eu já tinha participado dele uma vez mas falhei miseravelmente então desisti, mas hoje resolvi fazer parte dessa desafio e tentar desencalhar alguns livros da estante através dele.
Mas afinal, o que é chick-lit?
De acordo com nosso amigo, Google, chick-lit é um gênero literário que abrange a vida da mulher moderna, sendo voltado, principalmente, para o sexo feminino. São romances leves, com um toque de humor, que narram o quotidiano e entram fundo nas dúvidas e emoções das personagens, transmitindo, normalmente, a sensação de estar lendo o relato de uma amiga. As histórias nesses livros poderiam facilmente ser uma conversa entre garotas ou mulheres, na qual há compartilhamento de sonhos, segredos, confissões.
Sendo assim, o blog Livros e Fuxicos, que é o criador desse desafio, escolheu 12 itens para nós cumprimos, independente da ordem, sendo eles:
Ler um chick-lit nacional;
Ler um chick-lit standalone (livro único, que não é integrante de alguma série);
Ler um chick-lit que faça parte de uma série;
Ler um chick-lit que você tem dúvidas se é ou não um chick-lit;
Ler um chick-lit de uma autora que você admira;
Ler um chick-lit que você tenha vontade de ler;
Ler um chick-lit de uma autora inédita para você;
Ler um chick-lit que te ganhou pela capa;
Ler um chick-lit que te ganhou pela sinopse;
Ler um chick-lit que te ganhou pelo título;
Ler um chick-lit que foi bem-recomendado;
Ler um chick-lit que você esteja enrolando para ler.

Sendo assim, declaro oficialmente aberto o desafio para o blog Suddenly Things e convido vocês a participarem também, mas sem pressão ok? Quem quiser também me dar dicas de alguns livros do gênero que entrem nesses itens acima, eu ficaria muito feliz.
Beijos!

21 janeiro 2018

Uma tag para quem é louco por músicas

Olá meus amiguinhos da Rede Globo! Trouxe uma tag bem mara para vocês que gostam de música assim como eu. Vi ela no blog do That is real me, então se vocês quiserem conferir as respostas da Ana, pode visitar o blog dela. A tag é simples, e assim vocês podem conhecer mais do meu gosto musical. Vou deixar embaixo também os vídeos de algumas músicas para vocês curtirem a play.

19 janeiro 2018

10 livros que queria ler em 2017, mas não consegui

Comecei o ano de 2017 com várias metas,  a principal era ler tudo o que pudesse, e acabei deixando muitas obras que eu queria ter lido no final da fila. Resumindo, demorei horrores e ainda não li os dito cujos que preciso ler. Aqui tem uma listinha dos livros que queria ter lido no ano passado, que não rolou, e que vai ficar pra 2018, e se Deus quiser (e a minha preguiça também), vai rolar.

18 janeiro 2018

Conquistada até terça - Catherine Bybee | Resenha

O quinto livro da série Noivas da semana. Judy Gardner: ela acabou de se formar na faculdade e está pronta para ganhar o mundo... desde que consiga um emprego. Esperando passar o mais rápido possível de arquiteta novata a profissional respeitada, a beldade de cabelos escuros se muda para a casa de seu irmão celebridade, Michael Wolfe, em Los Angeles. Mas é difícil para Judy se concentrar no trabalho quando o guarda-costas sexy por quem ela se apaixonou no verão passado continua aparecendo em sua vida e tirando seu fôlego. Rick Evans: com seu corpo musculoso, olhos verdes e sorriso fácil, Rick poderia ter a mulher que ele quisesse. Mas o ex-militar e atual guarda-costas só tem olhos para a impulsiva Judy. Quando ela sofre um ataque, Rick sabe que não vai parar até ter certeza de que a mulher da sua vida está a salvo do monstro atrás dela.
Romance | 289 páginas | Editora Verus 

Conquistada até terça é o quinto volume da série Noivas da Semana. Eu já tinha lido o sexto livro e só agora pude ler na ordem certa. Judy Gardner é a irmã de Michael Wolfe, o astro de Hollywood e protagonista do quarto livro e a conhecemos justamente nesse volume. Rick Evans é um dos ex-fuzileiros navais que trabalharam com Neil McBain, que a gente já conheceu no terceiro volume. Juntos eles irão fazer as páginas desse livro pegarem fogo!

Desde o primeiro contato que Rick teve com Judy que os dois soltaram faíscas um pelo outro. Mas o fato de Judy ainda estar terminando a faculdade de arquitetura e estar focando somente em sua carreira, fazem ela se manter distante de Rick. Até que um ano depois, ela se muda para Los Angeles, com Meg, sua melhor amiga, para a casa de Michael. Lá começaria sua nova vida, e um novo estágio em um escritório de arquitetura.
Minha autoria

Tag Skoob

Depois de anos sem trazer uma tag para o blog, vi essa no That is real me e achei muito legal, então resolvi trazer pra vocês também. Quem tiver interessado na tag pode fazer a vontade, mas seria bom se você tivesse uma conta no Skoob para conseguir responder as perguntinhas. Vamos lá?

17 janeiro 2018

Títulos de livros divertidos

O título é a parte fundamental de um livro, é através dele que o leitor sente vontade de ler ou não a história, e é por isso que o autor precisa decidir minunciosamente qual vai ser ele para que ele consiga nos chamar atenção. Em meio a tantos lançamentos e livros soltos por aí, alguns autores gostam de ousar nas escolhas dos nomes para os livros, sendo alguns muito divertidos e totalmente fora do padrão. Abaixo tem alguns títulos que eu acho muito divertidos e bem engraçados.

16 janeiro 2018

Sites para baixar imagens grátis para o seu blog

Olá pessoas, como vai? Hoje vou dar uma dica para vocês em relação a banco de imagens. Quem acompanha sempre o blog percebe que eu sempre coloco uma imagem no início do post, geralmente que tenham a ver com livros ou com o post em referência. Vocês nem imaginam o quanto é difícil encontrar imagens bonitinhas assim, com essa alta resolução, até porque as imagens que o Google nos mostra são uma verdadeira porcaria. Por isso, resolvi compartilhar com vocês o link de alguns sites que liberam suas imagens para uso pessoal e comercial, e são sim, feitos por fotógrafos profissionais, ou seja, temos uma qualidade aqui. Você pode usá-las para os posts, papel de parede do seu computador e o que quiser.

Unsplash é meu queridinho. É de lá que tiro a maioria das imagens dos posts do blog, além dele ter all categorias que você pesquisar.
Kaboompics acabei de conhecer e já amo. Ele tem imagens criativas e com uma ótima qualidade.
Espero que aproveitem os sites e deem uma conferida! ❤

15 janeiro 2018

Como se casar com um marquês - Julia Quinn | Resenha

Elizabeth Hotchkiss precisa se casar com um homem rico, e bem rápido. Com três irmãos mais novos para sustentar, ela sabe que não lhe resta outra alternativa.
Então, quando encontra o livro Como se casar com um marquês na biblioteca de lady Danbury, para quem trabalha como dama de companhia, ela não pensa duas vezes: coloca o exemplar na bolsa e leva para casa.
Incentivada por uma das irmãs, Elizabeth decide encontrar um homem qualquer para praticar as técnicas ensinadas no pequeno manual.
É quando surge James Siddons, marquês de Riverdale e sobrinho de lady Danbury, que o convocou para salvá-la de um chantagista. Para realizar a investigação, ele finge ser outra pessoa. E o primeiro nome na sua lista de suspeitos é justamente... Elizabeth Hotchkiss.
Intrigado pela atraente jovem com o curioso livrinho de regras, James galantemente se oferece para ajudá-la a conseguir um marido, deixando-a praticar as técnicas com ele. Afinal, quanto mais tempo passar na companhia de Elizabeth, mais perto estará de descobrir se ela é culpada.
Mas quando o treinamento se torna perfeito demais, James decide que só há uma regra que vale a pena seguir: que Elizabeth se case com seu marquês.
Romance | 320 páginas | Editora Arqueiro 

Depois de muita enrola, eu consegui ler algum livro dos lançamentos da Julia Quinn, e nada mais justo que começar com Como se casar com um marquês, que era o que eu mais queria ler (e também o que eu tinha no momento). Elizabeth Hotchkiss trabalha como dama de companhia de Lady Danbury, isso mesmo, aquela velha matrona de língua solta que sempre aparecia nos livros dos Bridgertons. Mesmo trabalhando lá, ainda fica muito difícil para Elizabeth conseguir sustentar seus três irmãos sozinha, e quando percebe que está sem opção e não há nada mais para economizar, ela resolve arranjar um casamento. E tudo fica melhor quando ela descobre um livro com um título interessante na biblioteca de sua patroa, Como se casar com um marquês, onde a autora dá dicas para as damas de como se comportarem para conseguir o par que elas quiserem.
Minha autoria

13 janeiro 2018

Como eu imagino você - Pedro Guerra | Resenha

Não consigo definir o formato do seu rosto, muito menos se aquele borrão embaixo é uma barba rala ou não. Percebo que o cabelo é volumoso e tento desenhar na minha mente as ondas que aqueles fios formam. Uma doença rara diagnosticada na infância nunca impediu Helena de enxergar o mundo, e mesmo com todos os obstáculos, ela é uma jovem alegre, independente e muito sensível. Mas é à noite que Lena sente seu coração se encher de dúvidas e agitação ao se “encontrar” com um misterioso rapaz que surge constantemente em seus sonhos. E, apesar de não enxergá-lo com nitidez, ela sabe exatamente como ele é. Um dia, seus pais precisam fazer uma viagem e a jovem é obrigada a ficar sozinha em casa. Quer dizer... não totalmente sozinha. Sua mãe havia contratado um rapaz para cuidar do jardim. E aquilo que parecia ser uma visita indesejada pode trazer uma enorme mudança em sua vida. Para sempre... “Posso vê-lo mais do que a minha capacidade de enxergar permite. Consigo ver que ele é diferente."
Romance | 190 páginas | Editora Gutenberg

Como eu imagino você foi o primeiro livro escolhido para o Projeto Buddy Read, que conta com a participação de mais dois blogs (That is real me e Escrevendo e Rabiscando). O livro de Janeiro deveria ser um lançamento de até quatro meses atrás, e por isso escolhemos este. A narrativa em primeira pessoa conta sobre Helena, uma garota de 18 anos que tem uma doença onde sua visão frontal é totalmente prejudicada, tendo somente 20% dela. Ela só consegue enxergar com a ajuda de óculos e uma lupa, e mesmo assim dificilmente. Porém, sua visão periférica é completamente perfeita, o que seria um prêmio de consolação se ajudasse em alguma coisa.

Seus pais, que são biólogos, precisam viajar a trabalho mas não querem deixar Lena sozinha em casa. Depois de muito insistir, ela consegue um voto de confiança e pela primeira vez irá passar alguns dias sozinha. O problema é que sua mãe acabou contratando um jardineiro para cuidar do jardim da casa dela, e se esqueceu completamente de avisá-la. Lena tem medo de que um homem possa se aproveitar da sua deficiência, o que não é bem o que acontece.
Minha autoria

11 janeiro 2018

A garota dele - Simone Elkeles | Resenha

A garota dele é o aguardado spin off de Amor em jogo, de Simone Elkeles. No livro, a autora best-seller explora a história conturbada de amor e de amizade entre Monika e Victor, personagens já apresentados no primeiro livro.
Victor Salazar tem má fama no colégio por causa das brigas em que se envolve e por suas notas baixas. À parte as impressões superficiais, Victor tem um bom coração e está sempre tentando proteger as pessoas que ama. Filho de mexicanos, o garoto não tem uma boa relação com o pai e vive com o dilema angustiante de ser apaixonado por Monika, a namorada de seu melhor amigo Trey.
Inteligente e educado, Trey parecia ser o par perfeito para Monika, mas assim que o terceiro ano começa, ele deixa o namoro em segundo plano para se dedicar às missões de se tornar o primeiro da classe e vencer o campeonato estadual de futebol. O relacionamento dos dois começa a esfriar e alguns acontecimentos surpreendentes vão aproximar Monika do “bad boy” Victor.
Com capítulos intercalados, que narram a história sob a perspectiva ora de Monika ora de Victor, o romance preserva o ritmo de suspense e também a complexidade e os desejos de cada um dos personagens. Assim como em Amor em jogo, Simone Elkeles apresenta uma linguagem descontraída ao mesmo tempo em que constrói um enredo profundo e comovente, no qual discute questões como família, amadurecimento e princípios.
Romance | 304 páginas | Editora Globo Alt 

A garota dele é um spin-off da série Amor em Jogo que vai contrar a história de Victor Salazar e Monika, melhores amigos de Ashtyn. Vic há muito tempo nutre uma paixão não correspondida por Monika, mas a única pessoa que sabe disso é Ashtyn, já que Monika namora seu melhor amigo Trey. Apesar de saber que desejar a namorada do melhor amigo não é a melhor coisa que um amigo pode fazer, Vic leva sua amizade com Trey muito a sério, fazendo qualquer coisa por ele.

A postura de Vic na escola não é a das melhores: notas baixas, muitas ídas a sala da diretora e confusão estão no currículo dele. O pai dele também não ajuda em nada, sempre jogando na cara o fracasso que Vic é, o que é mais um motivo para ele continuar com essa postura.

Há três anos Monika e Trey estão em um relacionamento daqueles que dão inveja. Porém, Monika sente que Trey já não é mais o mesmo que antes. Ele se mantém distante, muitas vezes cansado e 24h respondendo mensagens no celular. Se não bastasse isso, Monika esconde um segredo de todos sobre sua saúde, e cada vez mais fica difícil de esconder para os amigos o que ela realmente tem.
Minha autoria

10 janeiro 2018

5 músicas nostálgicas que eu amo

A música sempre é algo constante em nossa vida, né? Eu amo ouvir músicas mas confesso que ultimamente os lançamentos tem me passado batido já que não ando prestando muita atenção no que é novo e no que não é. Independente disso, parece que algumas músicas acabam dando aquele sentimento de nostalgia na gente, que para alguns pode ser ruim, pra mim é maravilhoso porque eu adoro me sentir assim. Abaixo tem algumas indicações de músicas que eu adoro e que sempre me fazem pensar em coisas boas.

09 janeiro 2018

Os casais mais fofos dos YAs e NAs

Desde que o ano começou estou na vibe de ler livros Yas e NAs, se me interesso por um automaticamente termino e já vou ler outro, e isso não se mostra nem um pouco enjoativo para mim, pelo contrário, eu gosto muito. E não é a toa que eu já li muitas histórias de adolecentes interessantes e legais, com um casal fofo que a gente super torce para dar certo e alguns com problemáticas interessantes e muito bem abordadas, outras nem tanto assim mas que conseguem cativar a gente. E é justamente deles que eu vou falar, os casais que mais aqueceram meu coração em todas minhas leituras do gênero e que eu levo pra vida com um grande carinho. Vamos conhecê-los?

07 janeiro 2018

Amor em jogo - Simone Elkeles | Resenha

Ashtyn Parker já está acostumada a ser abandonada, e aprendeu a não se deixar envolver demais em nenhum relacionamento. Quando sua irmã mais velha volta para casa, depois de dez anos, com um enteado a tiracolo, ela não quer saber de nenhum dos dois. O que Ashtyn não esperava é que o tal garoto mal-encarado e sem nenhum limite seria também... Irresistível.
Depois de ser expulso do colégio interno em que estudava, Derek Fitzpatrick não teve outra escolha senão ir morar com a esposa de vinte e poucos anos de seu pai, que está viajando pela Marinha. Além de ter que aturar a madrasta, ele recebe a notícia de será obrigado a se mudar da Califórnia para sua cidade natal, Illinois. A vida não tinha mesmo como ficar pior..
Ashtyn se esconde atrás de uma fantasia da vida perfeita: boa aluna, a única menina – e capitã! – do time de futebol americano da escola e namorada do quarterback promissor. Tudo parecia um conto de fadas. Ainda assim, ela se sente deslocada, e tem um plano para deixar tudo pra trás e correr em busca da bolsa de estudos em alguma faculdade bem longe de sua vida atual.
Tudo o que Derek menos quer é participar de mais um drama familiar – já bastam os seus. Agora, ele se vê preso a uma casa estranha, com pessoas que não conhece e em uma cidade bem diferente do que está acostumado. O que ele não esperava era que aquela garota briguenta e fã de junk food seria capaz de mexer tanto com seus sentimentos. Ainda mais ele, tão acostumado a descartar meninas por aí.
Para azar – ou sorte!? – de Ashtyn e Derek, o destino ainda guarda mais uma reviravolta na manga. Mesmo com hábitos, ideias e sonhos completamente opostos, um desejo incontrolável surge entre os dois e, juntos, eles enfrentarão o desafio de vencer os preconceitos e os tabus da cidade em que vivem, além de seus próprios medos, para se entregarem completamente a uma paixão avassaladora.
Romance | 360 páginas | Editora Globo Livros

Amor em jogo é mais um dos livros que acabei lendo em poucas horas, e olha que para mim isto está sendo um feito e tanto. Já tinha visto esse livro muitas vezes por aí e mesmo sempre colocando ele na minha lista de leituras, nunca li, até que enfim resolvi fazer acontecer e li tudo em uma sentada só. Com muita graça e um enredo divertido e encantador, Simone Elkeles arrasou nesta história, se você quiser um livro simples e bom para passar o tempo.

Ashtyn Parker tem 17 anos e acaba de ser eleita a capitã do time de futebol americano de sua escola. Isto é um feito e tanto já que a garota é a única menina do time composto por vários homens, entre eles está Landon McKinght, seu namorado, Vic, Trev e Jet, seus melhores amigos. O que poderia ser um dia feliz não acaba terminando bem já que Ashtyn jurava que seria Landon que conseguiria o posto de capitão, e pela cara de emburrado dele, ele também pensava o mesmo.
Minha autoria

06 janeiro 2018

Aos perdidos, com amor - Brigid Kemmerer | Resenha

Juliet Young sempre escreveu cartas para sua mãe. Mesmo depois da morte dela, continua escrevendo – e as deixa no cemitério. É a única coisa que tem ajudado a jovem a não se perder de si mesma. Já Declan Murphy é o típico rebelde. O cara da escola de quem sempre desconfiam que fará algo errado, ou até ilegal. O que poucos sabem é que, apesar da aparência durona, ele se sente perdido. Enquanto cumpre pena prestando serviço comunitário no cemitério local, vive assombrado por fantasmas do passado. Um dia, Declan encontra uma carta anônima em um túmulo e reconhece a dor presente nela. Assim, começa a se corresponder com uma desconhecida... exceto por um detalhe: Juliet e Declan não são completos desconhecidos um do outro. Eles estudam na mesma escola, porém são tão diferentes que sempre se repeliram. E agora, sem saber, trocam os segredos mais íntimos. Mas, aos poucos, a vida real começa a interferir no universo particular das confidências. E isso pode separá-los ou uni-los para sempre. Entre cartas, e-mails e relatos, Brigid Kemmerer constrói uma trama intensa, repleta de descobertas e narrada sob o ponto de vista dos dois personagens. Uma história de amor moderna de arrebatar o coração.
Jovem adulto, romance | 430 páginas | Editora Plataforma21 

Aos perdidos, com amor é um livro que fala sobre temas como luto, perdas, culpa e caminhos a serem seguidos. Literalmente li o livro em horas e fiquei completamente apaixonada pela escrita leve e gostosa da Brigid. A história é um jovem adulto que conta sobre a vida de duas pessoas até então desconhecidas mas que acabam tendo suas vidas cruzadas por uma simples carta.

Declan Murphy é um garoto problema. Com apenas 17 anos, ele já cumpre serviço comunitário no cemitério da cidade por ter causado problemas há poucos meses atrás. É lá onde ele encontra a carta que iria mudar sua vida. Juliet Young sempre escreveu cartas a sua mãe, que era uma renomada fotógrafa, e como sempre vivia longe da filha e do marido, era através das cartas que elas mantinham uma grande conexão. Depois que sua mãe morreu, quase todas as noites Juliet aparece em seu túmulo, e muitas vezes com uma carta na mão. Ela só não esperava que a última carta que fora colocada ali voltaria respondida. 
Minha autoria

05 janeiro 2018

5 reações que eu tenho quando leio um livro

A melhor coisa por detrás da leitura de um livro é a maneira como ele nos faz sentir. As emoções que ele nos passa ao ponto de refletirmos sobre determinados assuntos, a sensação de querer mudar algumas atitudes que sabemos que não podem ser modificadas, as reações que  faz o leitor ter vontade de entrar no livro. Recentemente acabei lendo histórias que me fizeram sentir várias coisas diferentes, algumas até normais e engraçadas, e outras mais profundas. Por isso resolvi listá-las aqui e ver se vocês se identificam.

Que mico! - Dieison Engroff | Resenha

Todo mundo tem daqueles parentes que são iguais à segunda-feira; a gente não gosta, mas não tem como escapar deles. Sempre há alguém que fala o que não deve, que faz piada sem graça, ou que paga de abobado nas redes sociais...
Essas situações hilárias e que rendem boas risadas a Rô compartilha com você! Ela quase morre de vergonha com cada mico e mancada cometidos por sua família, coitada! Os parentes dela, sem muito esforço, conseguem estourar todos os micômetros do planeta.
É tanto mico que provavelmente você irá terminar a leitura com a barriga doendo de tanto rir e dirá: “Ufa! Ainda bem que não foi comigo!”
Um livro de humor, que também aborda questões sérias como consumismo, separação dos pais e o típico constrangimento que muitos adolescentes sentem em relação ao pai e à mãe. É pra pensar e se divertir!
Ficção, humor, comédia, infantojuvenil | 102 páginas | Editora Ava

Que Mico! foi me enviado em parceria com o autor Dieison Engroff, e nele conhecemos Roberta, ou melhor, vamos chamá-la pelo apelido . Rô tem apenas 14 anos mas já é uma garota esperta e sabe que família é igual a pagação de mico. Em suas poucas páginas, vamos conhecendo em primeira pessoa Rô e sua família, e várias situações engraçadas que acontecem na vida dela, e que provavelmente já aconteceu na minha e na sua.

Rô é uma personagem direta, algumas vezes grossa, mas muito divertida, e o autor dá vida a ela falando diretamente com o leitor, o que cria uma empatia maior com quem lê suas histórias. Quem nunca esteve na adolescência e achava que qualquer ação dos pais fossem acabar com nossa reputação? Muitas vezes achei ela dramática demais, mas é sério, são tantas cenas engraçadas que a mãe de Rô, Dona Val, acaba protagonizando que fica difícil não concordar com a opinião da garota.
Minha autoria

04 janeiro 2018

Mil beijos de garoto - Tillie Cole | Resenha

Um beijo dura um instante. Mas mil beijos podem durar uma vida inteira. Um garoto. Uma garota. Um vínculo que é definido num momento e se prolonga por uma década. Um vínculo que nem o tempo nem a distância podem romper. Um vínculo que vai durar para sempre. Ao menos era o que eles imaginavam. Quando, aos dezessete anos, Rune Kristiansen retorna da Noruega para o lugar onde passou a infância – a cidade americana de Blossom Grove, na Geórgia –, ele só tem uma coisa em mente: reencontrar Poppy Litchfield, a garota que era sua cara-metade e que tinha prometido esperar fielmente por seu retorno. E ele quer descobrir por que, nos dois anos em que esteve fora, ela o deletou de sua vida sem dar nenhuma explicação.
Jovem adulto, romance | 400 páginas | Editora Outro Planeta 

Não sei se perceberam mas eu coloquei uma votação sobre os livros que eu teria que ler nas próximas semanas, assim como eu fazia no início do blog, e o mais votado foi Mil beijos de garoto. Eu comprei esse livro tem quase um ano, mas somente agora resolvi tomar coragem para ler. Não sei porque mas Janeiro é o mês que mais leio livros que fico o ano inteiro com preguiça de ler, acho que era um sinal.

Por algum motivo idiota eu acabei lendo o epílogo do livro, por isso já imaginei o que aconteceria na história e sabia que não seria fácil acompanhar, foi assim que eu me vi demorando esse tempo todo. Sou uma pamonha quando se trata de livros emocionantes, então fico horas chorando, e por mais que tudo, eu queria evitar esse tipo de desconforto, mas acho que não dava pra esperar mais, e dessa vez Mil beijos de garoto entrou para os livros lidos.

Antes de falar da história, devo dizer que Mil beijos de garoto é para pessoas que gostam de se sentir emocionados, gostam de sofrer durante a leitura, ou até mesmo aqueles que não gostam, mas que sabem que esta história fará a diferença em suas vidas e que nos fará pensar. Eu mesma passei a noite em claro, lendo o final da obra, implorando para ela terminar logo porque eu não aguentava chorar mais. E foi assim que conheci Poppy Litchfield e Rune Kristiansen, dois melhores amigos que descobriram juntos o amor.
Minha autoria