Facebook

Especial Panic! at the Disco

Faz um tempinho já que queria trazer um novo tipo de post aqui para o blog. Paralelamente as playlists que eu trago para vocês, eu resolvi fazer alguns especiais de bandas e cantores que eu já ouvi ou que eu escuto muito, mais por prazer meu mesmo, já que eu sou do tipo bem eclética, então dá pra inovar bastante e vocês podem acabar conhecendo coisas novas. Então vamos começar com uma das bandas que eu mais ouvia há uns dois anos atrás, e que ainda não sei bem porque parei. Conhecemos então Panic! at the Disco.

Panic! at the Disco não é uma banda tão desconhecida e possivelmente você já deve ter escutado alguma música dela. O gênero deles é um pop rock e atualmente só o vocalista sobrou na banda, não sei qual foi a treta mas agora entendi porque só ele estava aparecendo nos clipes haha Abaixo vou deixar a play para vocês ouvirem, dentre algumas que irei comentar com vocês.

Paixão - Nicole Jordan | Resenha

A bela e sensual Aurora Demming acaba de perder o seu prometido e para garantir seu futuro, seu autoritário pai arranja-lhe um casamento de conveniência com um homem bem mais velho que ela. Com o fim de espantar a tristeza da sua vida, viaja às Ilhas Britânicas Ocidentais onde conhece Nicholas Sabine, um perigoso e sedutor americano condenado à forca por assassinato e pirataria com quem faz um estranho pacto. Aurora aceita se casar com o enigmático estrangeiro e tornar-se tutora de sua meia-irmã para fugir do acordo paterno. Há porém outra condição essencial, é preciso legitimar a união dos dois e para isso, a angelical donzela deverá realmente consumar a noite de núpcias, um breve espaço de tempo no qual o encantador Nicholas mostrará a Aurora parte dos segredos voluptuosos de dois corpos em um mesmo leito. Viúva, de volta à sociedade inglesa e com a irmã de Nicholas sob a sua responsabilidade, ela inicia uma uma nova vida, independente mas desprovida de amor.
Romance | 400 páginas | Editora Essência 

Paixão é o segundo livro da série Notorius, que conta a história de quatro amigos que fazem parte da Liga do Círculo de Fogo, um clube para libertinos. Minha segunda experiência com o gênero romance de época quando comecei a ler foi com Êxtase, que acabei comprando sem nem ao menos saber se tratar de um dos volumes da série. Depois de anos, consegui mais outro dois livros para ler e Paixão estava entre eles. A minha ideia é ler todos os livros na ordem, e repetir Êxtase porque pouco me lembro do livro, e assim, terminar os cinco volumes.

Paixão conta a história de Aurora Demming, a filha de um duque que estava prometida ao Conde de March desde quando era pequena. Geoffrey sempre fora gentil e atencioso com ela, e Aurora ansiava esse casamento porque assim conseguiria se ver livre das garras de seu pai, um homem violento e autoritário. Infelizmente o casamento não pode acontecer porque o navio que Geoffrey estava acabou naufragando, e mesmo que seu corpo nunca tenha sido encontrado, ele foi dado como morto.

De luto pelo pretendente, Aurora é coagida por seu pai a casar-se com o Duque de Halford, um homem com o dobro de sua idade e tão, ou se não mais, autoritário que seu pai. Aurora abominava a decisão de casar com um homem igual a ele, mas não havia outra forma de contestar a decisão do pai. Antes do noivado ser oficialmente anunciado, ela viaja as Índias Britânicas Ocidentais, para ficar com seu primo Percy e sua esposa durante um tempo. Com a guerra entra a Inglaterra e os Estados Unidos, é muito perigoso ficar viajando, e por isso ela precisa retornar a Inglaterra, mas antes que consiga embarcar, ela vê um homem acorrentado e seminu que lhe chama a atenção.
Minha autoria

O que eu li em Janeiro

Já começamos o ano de 2018 com o pé direito, e já pude concluir leituras que há anos queria fazer mas enrolava, e dessa vez eu consegui enfim terminar. O blog também fez parceria com outro blog, o Lumusiando, da Maria Eduarda. O blog é novo e agradeceria muito se vocês pudessem visitar.

A gente também está participado do Projeto Buddy Read com mais outros blogs, já até concluímos o primeiro desafio desse projeto, e você pode ouvir mais sobre ele aqui. Também resolvi voltar ao Desafio Fuxicando sobre Chick-lits, que não li nenhum livro ainda mas que já estou ansiosa para começar.

Mesmo com o início das aulas (as minhas começaram dia 03 de Janeiro), eu consegui ler um bom número de livros, apesar de também ter ficado uma semana sem ter lido nada, quase uma mini-ressaca literária, ao todo Janeiro foi finalizado com 12 leituras. Fiquei feliz porque como ano passado eu li poucos nacionais, esse ano já conheci quatro trabalhos de autores diferentes.
Clique nas imagens para ler as resenhas.

NOTA: 5/5

NOTA: 4/5

NOTA: 3/5

E vocês o que leram nesse mês de Janeiro?

O começo de tudo - Robyn Schneider

O garoto de ouro Ezra Faulkner acredita que todo mundo tem uma tragédia esperando ali na esquina - um encontro fatal depois do qual tudo o que realmente importa vai acontecer. Sua tragédia particular esperou até que ele estivesse preparado para perder tudo de uma vez: em uma noite espetacular, um motorista imprudente acabou com a perna de Ezra, com sua carreira no esporte e com sua vida social.
Depois que perdeu o favoritismo ao posto de rei do baile, Ezra agora almoça na mesa dos losers, onde conhece Cassidy Thorpe. Cassidy é diferente de qualquer pessoa que Ezra tenha encontrado antes - melancólica e com uma inteligência mordaz.
Juntos, Ezra e Cassidy descobrem flash mobs, tesouros enterrados e um poodle que talvez seja a reencarnação do Grande Gatsby. À medida que Ezra mergulha nos novos estudos, nas novas amizades e no novo amor, aprende que algumas pessoas, assim como os livros, são difíceis de interpretar. Agora, ele precisa considerar: se uma tragédia já o atingiu, o que poderá acontecer se houver mais infortúnios?
O Começo de Tudo é um livro poético, inteligente e de cortar o coração sobre a dificuldade de ser o que as pessoas esperam, e sobre começos que podem nascer de finais trágicos.
Jovem adulto | 288 páginas | Editora Novo Conceito 

Batalha de capas: Como se casar com um marquês

Faz quase três meses que eu não trago uma Batalha de Capas para vocês, isso porque são tantos posts para trazer pra cá que eu acabo me esquecendo, mas dessa vez resolvi começar o ano com um livro que li recentemente e que foi meu xodózinho: Como se casar com um marquês, da Julia Quinn. O livro é o segundo de uma duologia e já tem resenha no blog, que você pode ler aqui

CAPA BRASILEIRA
Eu amo a capa brasileira, ela é delicada e remete muito bem a história, além de ter esse jogo de cores claras e em tons pastéis. É linda minha gente.

CAPAS GRINGAS
Espanha: Eu gosto muito dessa capa, ela é meio de romance de banca mas é uma das mais bonitas.
Alemanha: Totalmente não! Uma capa super sensacionalista de romance de banca KKKK Chega, meu Deus.
Hungria: Essa capa não é feia, mas ela me lembra mais a capa de A noiva fantasma pela escolhas de cores atrás da modelo. Não dá pra um romance de época.
Inglaterra: A Inglaterra tem a mania feia de fazer capas neste estilo, mas vou dar um desconto que o livro foi publicado lá em 1998 (ou 1999), mas mesmo assim não gostei.
Resumindo, a capa da Espanha é a mais bonita entre as quatro, só perde para a do Brasil que realmente está linda.
E qual a favorita de vocês? Não esqueça de votar!

CAPA VENCEDORA DO DESAFIO ANTERIOR